O primeiro princípio fundamental da riqueza

Conheça a atitude simples que pode mudar a sua vida
imagem_release_864660

Enriquecer é algo que praticamente todas as pessoas almejam.Observando esse comportamento, o planejador financeiro pessoal, Antonio Carlos Antunes da Silva, CFP®, identificou as características de comportamento que fazem a diferença ao longo da jornada até a independência financeira e desenvolveu alguns princípios fundamentais para atingir a riqueza.

De acordo com o profissional, “muitas pessoas se perguntam se existem razões concretas para que alguns indivíduos sejam tão prósperos financeiramente, enquanto outros simplesmente não conseguem avançar. A resposta é simples: sim. Segundo ele, para acumular riqueza é fundamental seguir alguns princípios fundamentais, sem os quais não é possível prosperar e o primeiro é: “pague, primeiramente, a si mesmo”, diz.

Para o profissional, um dos hábitos mais importantes para alcançar a riqueza, é que a cada valor recebido, antes de qualquer outra ação, o indivíduo separe a sua parte. “Que eu saiba, todos nós trabalhamos para ganhar dinheiro para nosso próprio benefício e não para o benefício dos outros, correto? É por isso que, a cada receita que eu recebo, a primeira coisa que eu faço é separar 20% para mim. Os outros 80% eu gasto, sem dó. Meu mindset está preparado para viver com apenas 80% de todo o dinheiro que eu ganho, os outros 20% eu invisto e esqueço que existe”, afirma.

O profissional esclarece que esse hábito fundamental é muito difícil de ser reconhecido junto aos hábitos da maioria das pessoas e, muito embora, seja comumente considerado impossível é muito simples de se implementar na prática: “Comece separando 5% de cada recebimento seu, sistematicamente, e a medida que for se tornando mais fácil, vai aumentando para 10%, 15%, 20% ou mais, aí é você que vai definir. Esquece esse dinheiro que você está separando. Viva como se você tivesse recebido apenas a diferença. É difícil mesmo, mas é possível, precisa cortar gastos e aumentar as receitas”, conclui.

imagem_release_864718

Serviço: Antonio Carlos Antunes da Silva, CFP®

Assessor Financeiro | Financial Advisor

+55 (21) 9-9493-1832/2549-0108

http://www.antoniocasilva.com.br

Av. Nossa Senhora de Copacabana, 788 sala 705, Rio de Janeiro | RJ

A mulher moderna e suas mil e uma utilidades

Descubra a forma inteligente de cumprir as tarefas sem perder a pose

WhatsApp Image 2017-04-27 at 10.39.31

É cada vez mais do conhecimento da maioria, que a mulher vem ganhado espaço na sociedade, pelo fato de trabalhar fora, ajudar financeiramente com as despesas domésticas e ainda assim conseguir ser esposa, mãe e dona de casa. Diante disso, há uma parcela que se descuida, permitindo que o cotidiano vença e jogue no lixo seus sonhos e a famosa autoestima.
Por conta disso, três amigas que se conheceram na formação de Coaching, se juntaram e criaram o DONA – Women’s Empowerment (Capacitação de Mulheres). A empresa tem o objetivo de resgatar o poder e a identidade de ser mulher para que elas aprendam a lidar com seu dia-a-dia cansativo sem perder o foco e descer do salto. As coaches Herica Oliveira, Elaine Siston e Shai Porto, especializadas em empreendedorismo, finanças e alta performance tem como foco mostrar novos caminhos para essas mulheres e trazer de volta a essência de cada uma, fazendo com que elas redescubram que podem ser felizes e completas.
Foi pensando nisso, que as idealizadoras do DONA vão promover um evento de empoderamento feminino numa universidade carioca. O evento será realizado neste sábado, 06/05, das 08:30 às 16:00, na UNISUAM, localizada na Av. Paris 84 – Bonsucesso.

Os ingressos podem ser adquiridos através do link: https://www.eventbrite.com.br/e/dona-women-s-empowerment-tickets-33229291706

Confira também um aperitivo do que será esse dia especial na fan page https://www.facebook.com/ProjetoDona/?ref=bookmarks
SEJA DONA DA SUA HISTÓRIA!

Descubra o que está por trás da escolha da sua profissão!

Conheça as seis necessidades humanas que guiam e determinam suas ações e escolhas

profissões
Mais um ano se inicia. Período em que a maioria das pessoas se pega questionando e refletindo sobre suas decisões e os passos que têm dado em suas vidas. O que poucos sabem é que cada passo, pensamento, comportamento e atitude trazem consigo a necessidade de atender a pelo menos um dos itens que compõem o quadro de necessidades humanas, que guia a vida de todas as pessoas. É o que explica a coach de Inteligência Emocional e Headtrainer, Inessa Franco.

Segundo a especialista, essas necessidades, presentes em todos são as verdadeiras responsáveis por guiar e mover a vida da pessoa, mesmo que a mesma não tenha a plena consciência disso. “A forma como cada um busca atender essas necessidades está diretamente relacionada ao seu sistema de crenças, de valores e com seu grau de autoconhecimento; assim como seu nível de desenvolvimento e com os veículos escolhidos para atender a determinado fim”, diz.

Com seus mais de 10 anos de experiência no trato direto com as pessoas, a especialista explica a importância de descobrir sua verdadeira vocação para encontrar o caminho da própria felicidade: “Pesquisas mostram que cerca de 70% dos brasileiros estão insatisfeitos ou infelizes com seu trabalho. Essa realidade poderia, porém, ser muito diferente se as pessoas se conhecessem melhor como indivíduos e soubessem como guiar melhor sua carreira”. Inessa explica que para alcançar a sensação de plenitude é necessário atender a todas as humanas. “Todos nós temos as mesmas necessidades, mas apresentamos uma escala de prioridades, que varia de pessoa para pessoa e são modificadas ao longo das nossas vidas, de acordo com o nível de desenvolvimento pessoal de cada um. A melhor forma de atender a todas as necessidades de uma só vez é, sem dúvida, viver com propósito”, ressalta.

A master coach explica como, antes de ajudar as pessoas em suas questões pessoais, primeiramente, precisou conhecer melhor a si mesma e modificar o rumo da própria vida: “Eu passei grande parte da minha vida tentando preencher um vazio, repetindo padrões, buscando atalhos e procurando respostas em coisas e em outras pessoas. Durante muito tempo permiti que pensamentos limitantes me direcionassem, pois achava que assim, eu estaria segura. Seguindo esse padrão, minha vida chegou em um ponto tão ruim, que não restava escolha: tive que mudar! E foi assim que encontrei minha nova profissão”. A especialista explica que encontrou no coaching a oportunidade de autosatisfação em ajudar as pessoas a superarem suas travas, para que possam ser mais felizes e realizadas. “A Inteligência Emocional é o pilar de tudo. Sem ela, o indivíduo não consegue sentir realização e felicidade. Para alcançá-la, utilizo os pilares da inteligência emocional: Sem passar pelos pilares da inteligência emocional, que são: me conheço, eu me gerencio, eu me me mobilizo, eu considero os outros, eu gerencio os outros; a pessoa dificilmente consegue os resultados que deseja”, relata.

A especialista conta que iniciou sua carreira como coach fazendo coaching para concurso e observou que a maioria das pessoas buscam o concurso público como uma forma de terem estabilidade e segurança financeira, sem pensarem em atender a um propósito de vida. “Quando o indivíduo afirma que almeja determinada profissão por uma necessidade financeira ou por estabilidade, o que ele está dizendo é que deseja atender a necessidade de controle (segurança). Essa é a necessidade humana mais rasa. Com o desenvolvimento pessoal, outras necessidades se tornam prioridades, como a necessidade de evolução, por exemplo”, explica.

Tomando como exemplo a maioria dos consurseiros, Inessa explica que muitas pessoas estão tão preocupadas com a aprovação, que não querem saber sobre propósito. E para a master coach isso é muito preocupante. “Muitos apresentam um grande desalinhamento entre seus valores e crenças, chegando até mesmo, a uma ausência de propósito de vida. O maior problema é que em algum momento, a ficha dessa pessoa vai cair e se seu sonho for distinto da carreira escolhida, a insatisfação vai ser grande. Além disso, quanto mais tarde houver esse reconhecimento, as coisas parecerão cada vez mais difíceis, pois a pessoa poderá se sentir incapaz de mudar e ir em busca do que realmente faz seu coração bater forte”, afirma.

Confira abaixo o Quadro das Necessidades Humanas, que foi desenvolvido pelo palestrante motivacional Anthony Ribbins e é atualmente seguido e aplicado por Inessa Franco:

1. Certeza – “Ter necessidade de sentir a certeza significa estar na zona de conforto, estar no controle, ter o domínio da situação e sentir segurança”, diz a master coach.

2. Variedade – Segundo a especialista, sentir certeza o tempo todo pode se tornar algo monótono. Por isso, surge a necessidade de variedade, complementando a necessidade de certeza. “Ter necessidade de sentir a variedade significa precisar de uma certa dose do desconhecido, da falta de domínio da situação e do risco em certa medida”, afirma.

3. Significado – De acordo com Inessa, a necessidade de significado, quer dizer precisar sentir-se importante e diferenciado. “Sentimos então, que fazemos a diferença e que temos um significado”, explica.

4. Conexão e amor – “Ter conexão e amor significa transmutar, trocar, preencher. A necessidade de conectar-se, amar e ser amado é inerente ao ser humano.” diz.

5. Evolução e Desenvolvimento – A master coach explica que ter a necessidade de evolução e desenvolvimento é o motivo da vida. “Essa necessidade é a noção de que, independentemente da religião, o individuo precisa evoluir e crescer, tornando-se sempre uma pessoa melhor”, explica.

6. Contribuição – Segundo a especialista, essa necessidade tem a ver com sentir-se gratificado ao contribuir de alguma forma para a vida de outra(s) pessoa(s). ”Ter necessidade de contribuição significa que aquele vazio que o indivíduo sente é preenchido quando o mesmo ajuda a outra pessoa.”, afirma.

“Viver com propósito é um dos aspectos da inteligência emocional, que ajuda a pessoa se sentir feliz e realizada. Bora Transformar!”, conclui Inessa Franco.

Inessa Franco além de master coach de Inteligência Emocional e headtrainer, é autora do Treinamento Power Self, do E-book ‘Desperte Seu Poder’, do Programa em áudio ‘Direcione Seu Dia: 7 Etapas para um dia produtivo e feliz’ e do programa Master Self ON TOP – Coaching em Grupo Online, e co-autora do livro ‘O Segredo do Sucesso Pessoal’. Além disso, a profissional está presente nas mídias sociais com seu canal no Youtube e seu perfil nas redes sociais.

Inessa Franco além de coach de Inteligência Emocional e headtrainer, é autora do Treinamento Power Self, do E-book ‘Desperte Seu Poder’, do Programa em áudio ‘Direcione Seu Dia: 7 Etapas para um dia produtivo e feliz’ e do programa Master Self ON TOP – Coaching em Grupo Online, e co-autora do livro ‘O Segredo do Sucesso Pessoal’. Além disso, a profissional está presente nas mídias sociais com seu canal no Youtube e seu perfil nas redes sociais:

Serviço: Inessa Franco

Coach de Inteligência Emocional, Propósito de Vida e Resultado e Headtrainer

You tube:   https://www.youtube.com/inessafrancocoach

Facebook: https://www.facebook.com/inessafranco

Sites: www.inessafranco.com.br ; www.direcionesuavida.com

Telefone: (21) 2143-1218

http://www.inessafranco.com.br

Av. Presidente Wilson – Centro – Rio de Janeiro, RJ – Brasil

 

Conheça a mais nova técnica que está conquistando os praticantes de atividade física

Fisioterapeuta e educador físico explicam a técnica de liberação miofascial

imagem_release_813402.jpg

A prática da musculação definitivamente modela o corpo, porém o uso excessivo dos músculos através de treinos exagerados podem, a longo prazo, causar alterações posturais e comprometimento no sistema músculo-articular. Dessa forma, com o passar do tempo, o praticante pode desenvolver lesões que o impedirão de treinar e comprometerão seu bem-estar de uma maneira geral.

Para sanar esses problemas, a Fisioterapeuta e Mestre Ana Gil, comenta o uso de uma técnica chamada liberação miofascial. “É uma técnica utilizada há muito tempo por fisioterapeutas, para diminuição de dores e correção postural. Ultimamente, vem sendo utilizada também por educadores físicos, em diferentes modalidades, pois proporciona aumento da flexibilidade, podendo melhorar o desempenho desportivo”, conta.

O procedimento é realizado pelo profissional que desliza suas mãos sobre os músculos do cliente ou com auxílio de rolos, bolas e ganchos. Há também a possibilidade do praticante realizar a autoliberaçãomiofascial, através do deslizamento do peso do próprio corpo sobre rolos e bolas. Dessa forma, aumenta a liberdade entre o músculo e a fáscia. “A miofáscia é um tecido que recobre todos os músculos do corpo e é extremamente elástica e resistente. A liberação miofascial permite que os músculos deslizem com mais facilidade durante o exercício”, completa o professor de Educação Física titular da UFRJ, Dr. Jefferson Novaes.

Para os praticantes de Pilates, a liberação miofascial só tem a acrescentar “Sempre recomendo o procedimento aos meus alunos de Pilates funcional na clínica. Pois o alongamento da fáscia permite que os músculos e tendões deslizem com mais facilidade e potencializa ainda mais os benefícios do Método. Além disso, é notória a melhora na postura e na flexibilidade”, acrescenta a fisioterapeuta.

Ana Gil explica que as consequências do procedimento são uma fáscia livre de tensões, com maior circulação e oxigênio locais “Alguns pacientes podem sentir um leve desconforto no início, mas logo passa e se transforma em um grande alívio, uma musculatura totalmente relaxada e os músculos muito mais saudáveis a longo prazo”, diz.

O educador físico ainda comenta, “Tanto a liberação quanto a autoliberaçãomiofascial precisam de acompanhamento e supervisão de um profissional, para evitar erros e garantir sua eficácia”, conclui Dr. Jefferson Novaes.

Serviço: Espaço Ana Gil

Ana Gil

Fisioterapia Ortopédica, Pilates, RPG e Estética. Pós-graduada em Anatomia Humana e Biomecânica – UCB, Mestre em Educação Física – EEFD/UFRJ.

21 2439-8600/98173-9765

contato@espacoanagil.com.br

www.espacoanagil.com.br

http://lattes.cnpq.br/6412212875798774

Av. das Américas, 2.250, sala 306, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ.

 

Insegurança: a inimiga dos grandes desafios

Descubra como aumentar sua autoconfiança diante dos desafios, de um novo projeto ou de uma prova importante

imagem_release_906843

É comum se sentir inseguro perante mudanças e desafios, em especial, diante de alguma prova ou concurso importante. A falta de autoconfiança pode ser a pior inimiga para o êxito. Aquela dúvida constante: “Será que eu vou conseguir?”. Os pensamentos negativos: “É muito difícil”. E até mesmo a autodepreciação: “Não vou conseguir porque tem gente melhor que eu”. Esses pensamentos acabam se transformando em um ciclo vicioso, que sempre impedem de seguir adiante e obter sucesso.

O Professor de Técnicas de Estudo e especialista em concursos públicos, Charles Peterson, conta que acreditar em si próprio é o primeiro passo para a realização. Ele confessa que é procurado diariamente por seus alunos por conta da falta de autoconfiança. “É uma matemática simples: a baixa de autoconfiança se torna autodestrutiva, negativa. E quando nos tornamos confiantes, acreditamos em nós mesmos, em nossas habilidades, nos tornamos positivos. Nós sabotamos nossa autoconfiança e temos medo de confiar em nós mesmos. Mas a autoconfiança pode ser trabalhada, construída e consolidada. É um esforço que vale a pena, pois faz toda a diferença na vida”, explica o professor.

O especialista revela uma abordagem que utiliza frequentemente com seus alunos. Charles pergunta se essa insegurança é apenas em relação à prova ou concurso, ou também funciona assim em outras áreas da vida. Geralmente a resposta mais comum é que a insegurança está presente em diversas áreas. No que isso tudo tem valor? Charles explica. “Eles relatam que essa insegurança em iniciar a jornada de estudar para um concurso público existe porque é algo desconhecido no início. É como dirigir um carro: no início a insegurança reina. Mas com o tempo as coisas mudam”, explica Charles, que acrescenta, “A confiança vai crescendo gradualmente, à medida que o indivíduo enxerga que é capaz, que aquilo pode dar certo, aos poucos se torna natural e conquista a confiança no que antes temia”.

Essa analogia se encaixa perfeitamente no processo de conquistar ou aumentar a autoconfiança para qualquer desafio. “A segurança vem com a prática, com a tentativa, o erro e com a preparação. A pergunta que deve ser feita é: Como eu posso confirmar que estou dominando tal situação? É por meio de provas? Testes? Então é exatamente nesse ponto que é importante dedicar a sua atenção”, aconselha o professor. Charles ainda acrescenta que, dominando a situação, você se torna autoconfiante.

A eficácia e a autoestima são fatores que contribuem para o aumento da autoconfiança.

“A eficácia é justamente a capacidade de gerar resultados, por meio de ações concretas.”imagem_release_906845

Essa habilidade só é aprendida quando trabalhamos duro nesse desafio, até conseguirmos. E a autoestima, fundamental em todos os aspectos, está em valorizar e confiar em si próprio, acreditando na própria capacidade”, relata o especialista.

Charles ainda conta que aconselha sempre seus alunos a registrarem o que já alcançaram e também o que é importante para eles, ou seja, onde eles pretendem chegar. Botar as metas e os passos já conquistados no papel trás, além de confiança, motivação. Ele também ressalta a importância de saber seus pontos fortes e explorá-los.  “Para muitos pode ser difícil encontrar pontos fortes, porém tente até conseguir, porque isso está diretamente ligado com o fortalecimento da sua autoestima”, conclui o especialista.

A prática, a tentativa, refazer aquilo que te demonstra estar conseguindo sucesso, pouco a pouco, traz a segurança necessária.

Charles Peterson Rezende

Professor Empreendedor

www.charlespeterson.com.br

coachcharlespeterson@gmail.com

(31) 995.106.100

(31) 3234 5505

 

Como evitar a desnutrição na terceira idade

Nutricionista destaca alimentos e hábitos para melhorar a qualidade de vida de idosos

imagem_release_895850

Uma série de mudanças fisiológicas ocorrem em nosso corpo à medida que vamos envelhecendo. A estrutura orgânica, a absorção de nutrientes, o apetite, por exemplo, passam por uma série de mudanças. É normal que suas atividades entrem em perda e o ritmo de funcionamento biológico não superem os ritmos de desnutrição. A situação nutricional da população idosa do Brasil apresenta 15,9% de baixo peso. E a principal causa dessa desnutrição está na falta de ingestão de nutrientes necessários para o desenvolvimento das funções corpóreas.

A nutricionista Tathiana Ferreira explica que, à medida que a idade vai aumentando, as necessidades energéticas diminuem. No entanto, a necessidade dos nutrientes aumentam. Por esse fato, é muito importante priorizar alimentos de alto valor nutricional. “É comum que idosos deixem de comer alimentos sólidos e passem a comer os mais pastosos. Mesmo nessa fase, é importante dentro de uma dieta balanceada, trabalhar a mastigação, aliada a alimentos saudáveis”, comenta a nutricionista.

Dentre os problemas mais comuns em idosos, relacionados a uma alimentação mal estruturada, estão: a obesidade com atrofia da massa magra, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, insuficiência digestiva e osteoporose.

Um importante aliado contra essa desnutrição é a vitamina C. De acordo com a nutricionista, a vitamina C é indispensável na prevenção de doenças cardiovasculares na terceira idade. Segundo um estudo realizado por 12 anos com idosos de 60 a 101 anos, a mortalidade causada por doenças cardiovasculares é menor naqueles que ingerem frequentemente vitamina C, encontrada nas frutas como morango, laranja e limão.

As doenças vasculares, diabetes e distúrbios gastrointestinais estão ligados à falta de vitamina A. E ela pode ser encontrada em alimentos como peixes, vegetais, frutas, fígado, leite integral.”, esclarece Tathiana, que acrescenta:“A vitamina E também é fundamental contra a aterosclerose. Essa vitamina está presente em cereais, verduras e legumes verdes, frutas secas, sementes e óleo vegetal.”, explica ela.

imagem_release_895851

Um ponto importante para melhorar a nutrição e a qualidade de vida dos idosos está em estabelecer horários regulares para as refeições. “O idoso precisa de maior conforto e esse ajuste de horário ajuda a fornecer maior apetite, como também energia e nutrientes”, comenta Tathiana. A nutricionista ainda ressalta que é necessário consumir bastante água para evitar a desidratação e problemas renais. “Alguns idosos, devido à incontinência urinária. não desejam beber líquidos ou não sentem sede. É fundamental que eles se hidratem constantemente”, alerta a nutricionista, que também destaca que a pratica de atividade física na terceira idade ajuda muito.

É indispensável, em todas as fases da vida, consumir alimentos de variados grupos e na consistência adequada; na terceira idade não é diferente. Com uma alimentação balanceada, a nutrição estará presente e o idoso terá uma saúde tranquila.

 

Serviço: Tathiana Ferreira

Nutricionista

Fone e Whatsapp (21) 99477-3627

thatyvieiranutri@gmail.com

https://www.facebook.com/drathatiana.ferreira?fref=ts

 

Descubra os três passos que podem te tornar rico

Coach financeiro explica o que é realmente ser rico e dá dicas de como ajustar a sua vida financeira e conseguir a tão sonhada independência

imagem_release_892955

O sonho da maioria dos brasileiros é atingir a riqueza, mas poucos realmente tomam as medidas financeiras necessárias para isso. Segundo uma pesquisa realizada pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), em que analisa o conhecimento de conceitos financeiros, comportamentos e as atitudes das pessoas com relação ao seu dinheiro de 30 países, o Brasil ficou entre os piores colocados. Além disso, uma outra pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), afirma que 8 em cada 10 brasileiros não sabem controlar seus gastos.

Segundo o coach financeiro, Robson Profeta, infelizmente, os brasileiros não possuem nenhuma base de educação financeira e a grande maioria sequer consegue gastar menos do que ganham. “Muito se fala em ficar rico e ter muito dinheiro, mas há uma diferença. Ter muito dinheiro não é ter riqueza, se você possui também muitas dívidas. Riqueza é o poder que você tem de receber uma renda de um lugar – um patrimônio – mas que não necessariamente você precise trabalhar. Você pode até trabalhar, mas por hobbie e não por necessidade. E isso só se atinge com a independência financeira, que não acontece da noite pro dia”, afirma.

Robson exemplifica o que é independência financeira: “Vamos supor que você precise de 5 mil reais para viver e que você tenha acumulado ao longo da sua vida 1 milhão de reais. Esse 1 milhão você colocou em uma aplicação que rende 0,5% ao mês, já líquido de inflação, ou seja, 0,5% de um milhão são 5 mil reais. Então, significa que existe algum patrimônio que está pagando para você o quanto você precisa de renda para sobreviver. Isso é independência financeira. É se organizar financeiramente ao ponto de não precisar mais trabalhar. E essa organização começa em como você vai fazer para poupar aquele 1 milhão de reais”, explica o coach.

O especialista acrescenta que a chave da independência financeira é descobrir qual é o seu número para sobrevivência. “Quanto você precisa para viver bem e confortavelmente? Para poupar esse dinheiro há diversas formas de investimentos, cortes de gastos que podem ser feitos e substituições de métodos de financiamento. Mas tudo começa com a organização das finanças e, principalmente, das dívidas, para começar a quitá-las. Não é um processo rápido, mas não significa que seja difícil, muito menos impossível”, comenta.

Robson, que trabalha na área financeira há 25 anos, ao longo do seu trabalho pode perceber que existem três grupos de pessoas. “O primeiro grupo, ganhando bem ou mal, se endivida e gasta mais do que ganha. O segundo grupo, que inclui a maioria dos brasileiros, também ganhando bem ou mal, consome quase tudo o que ganha. E o terceiro grupo, composto de um número pequeno de pessoas, tem realmente um padrão de comportamento financeiro diferente e são bem sucedidas. E, o mais interessante, é que boa parte dessas pessoas que hoje são bem sucedidas financeiramente, não começaram já sendo ricas. É uma questão de hábito e consistência, que um dia acaba trazendo o retorno que você quer”, argumenta.

imagem_release_892956

O coach revela 3 passos simples para começar a trabalhar a sua independência financeira. Confira:

1. Descubra qual é o seu número: “Se você não sabe qual o seu caminho financeiro, você só está ganhando e gastando. E com isso, cria-se um péssimo hábito, que é quando se tem um aumento de salário aumenta-se, também, o custo de vida, que é o pior erro que se pode cometer financeiramente. Quando você investe, você não está deixando de gastar, você só está levando uma vida mais regrada e com foco no futuro, na sua independência financeira”, diz Robson.

2. Se conheça: “Existem quatro etapas para o autoconhecimento, que é muito importante no processo de educação financeira, pois dependente inteiramente do quão motivado você está. Descubra qual é o seu real talento, as habilidades que você adquiriu ou precisa adquirir ainda para chegar aonde quer, sua hierarquia de valores (quais são os mais e menos importantes) e conheça todas as suas inteligências. Quando você conhece todos esses itens, você tem o autoconhecimento e uma poderosa ferramenta para ficar rico”, explica.

3. Faça uma planilha de gastos: “Ter controle financeiro é muito importante e para isso, é preciso fazer uma planilha. Não gastar mais do que ganha é óbvio – embora muitos não o façam – mas você também precisa entender porque você gasta mais do que ganha e o que tem que fazer para reverter essa situação. Não adianta ter dinheiro e ter dívidas. Além disso, a planilha ajudará a organizar as suas prioridades financeiras e a visualizar o que precisa ser cortado”, conclui Robson.

Serviço:  Robson Profeta

Coach Financeiro

11  98107-1003

rp@robsonprofeta.com.br

www.robsonprofeta.com.br

RecomeçAR/RJ promove encontro em Abril

Associação RecomeçAR/RJ promove seu 11º encontro no dia 17 de abril

A Associação RecomeçAR/RJ (Associação de Pacientes com Doenças Reumáticas do Estado do Rio de Janeiro), realiza no dia 17 de abril de 2017 às 9h, o seu décimo primeiro encontro. O encontro, que ocorre mensalmente, tem por objetivo promover um trabalho de inclusão social, buscando oferecer melhores condições na socialização e conscientização entre os pacientes. O evento contará com um Simpósio de Síndrome de Sjogren – Reencontrando a qualidade de vida. Também terá a participação da Especialista em Pranaterapia, Elisabeth Ribeiro e da Terapeuta Sexual, Regina Moura. O Encontro será realizado Policlínica Piquet Carneiro, no endereço Av Mal Rondon, 381 – São Francisco Xavier. O número de vagas é limitado e a inscrição é gratuita. 

Nesse encontro também estão programas a participação dos Reumatologistas, Dr Marcelo Pacheco e Dra Carla Gottgtroy, da Dentista, Dra Claudia Valaperde e do Oftalmologista, Francisco Andrade.

Evento: 11º Encontro da RecomeçAR/RJ

Data: 17 de abril

Horário: 9h00

Local: Av Mal Rondon, 381 – São Francisco Xavier

Mais informações:

recomecarrj@globo.com

Célia Silva – Presidente do RecomeçAR/RJ
(21) 99188-3513

Cátia Figueiredo – Vice Presidente do RecomeçAR/RJ
(21)99625-5469

Aprenda a usar as críticas a seu favor

Saiba como mudar a postura perante críticas e usá-las para crescimento pessoal

imagem_release_878985

Não importa o lugar que você trabalhe, sempre existirão pessoas prontas a criticá-lo e fazer julgamentos a seu respeito – desde críticas leves, rígidas, porque não gostaram do seu trabalho ou porque não gostam de você por algum motivo. De acordo com a gestora de carreiera, Madalena Feliciano, a chave do sucesso corporativo, é saber receber essas críticas. “Sejam de um superior ou de um colega, elas existirão – e o ideal é manter uma postura receptiva para lidar com essa situação da melhor forma possível”, aconselha.

A especialista, que é diretora da empresa Outliers Careers e do Instituto Profissional de Coaching, comenta que existem algumas atitudes que podem ser tomadas para que as críticas sejam aceitas e, ao mesmo tempo, não “machuquem” a pessoa que as recebeu.“A primeira coisa que eu digo é: não seja reativa. Não responda com argumentos defensivos ou ofensivos de imediato, sem refletir sobre o que foi lhe dito”, diz.

Segundo Madalena, refletir sobre alguns comentários a nosso respeito, por mais duros que sejam, ajuda a melhorar nossas relações interpessoais assim como o próprio autoconhecimento. “Além disso, manter a calma e ser tolerante nessas horas, demonstra controle e inteligência emocional, além de muito profissionalismo, que são sempre bem vistos pelos superiores”, argumenta a coach.

Caso surja a necessidade de responder às críticas, seja por que você achou injusta, ou porque até mesmo concorda, não faça isso sem antes pensar muito bem na resposta. “Seja sempre cordial e tenha argumentos coerentes, vale muito mais a pena do que responder de forma impulsiva. Pergunte como você pode fazer para mudar o quadro ou proponha você mesmo soluções. É sempre importante lembrar que aquela crítica foi feita por alguma razão e nesse caso, o profissional precisa manter a mente aberta”, aconselha a especialista.

Madalena diz que profissionais que não sabem lidar com críticas, precisam rever conceitos, pois ele não é perfeito e eventualmente irá errar. “Agir na defensiva quando recebe uma crítica, só a confirma. Críticas construtivas são uma ótima forma de crescimento pessoal e profissional, ainda que possam ser dolorosas no início. Agradeça a preocupação ou consideração da pessoa que lhe criticou, mostre que você se importa com o que foi dito”, comenta.

Também é muito importante não levar as críticas para o lado pessoal, entender de forma objetiva as mensagens – ou seja, o que deve ser feito para mudar, – não pedir opiniões se não estiver preparado para ouvir coisas que não deseja, e entenda que as críticas são sim muito importantes, mas que não podem lhe abalar. “As críticas já foram feitas, então, aproveite-se delas para melhorar seu desempenho profissional e também como pessoa”, conclui a coach.

Outliers Careers
Madalena Feliciano

Gestora de Carreira
(11) 2737-1724
madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br

Professor Aprígio Gonzaga 78, São Judas, São Paulo – SP.

Trindade do sucesso: Como encantar clientes

Conheça o melhor método para encantar e fidelizar o cliente desde o momento da abordagem até a finalização do atendimento

imagem_release_855810

Tendo em vista o atual cenário econômico brasileiro, arregaçar as mangas se faz mais que necessário. Com a concorrência de mercado cada vez mais competitiva é fundamental agir com criatividade e iniciativa para se destacar da concorrência e conquistar a fidelização de clientes, como explica o coach de atendimento e palestrante motivacional Max Pires.

Criador da consultoria Garçom Vendedor, Max que, inclusive, já foi vendedor e garçom, alerta para a importância do atendimento excelente para a fidelização do cliente. “O que os empresários precisam ter em mente é que o cliente é o verdadeiro dono do negócio e é ele quem deve ser agradado. É comprovado que a relação entre o cliente e um restaurante está diretamente relacionada ao fator emocional e à experiência vivida no estabelecimento e que 70% dos consumidores que não retornam responsabilizam o atendimento recebido. Esses dados demonstram claramente que de nada adianta investir fortunas em estrutura física e continuar pecando no atendimento”, afirma.

De acordo com o especialista, a verdadeira chave para a conquista e fidelização do cliente está na excelência com que os clientes são recebidos desde o momento da abordagem até seu fechamento e finalização. “Durante o treinamento, instruo sobre a Trindade do Sucesso, cujos passos são: chamar a atenção do consumidor, ganhar sua confiança, oferecendo o que ele realmente quer ou precisa e finalizar o atendimento de forma igualmente encantadora.

A abordagem é o momento decisivo para a conquista do cliente, pois são os primeiros 10 segundos que determinam se você perdeu ou ganhou o consumidor. O que muitos empresários ainda não entenderam é que a primeira coisa a ser vendida é, de fato, o profissional que atende, que de forma proativa, alegre e entusiasmada, deve chamar a atenção do cliente da melhor forma possível, demonstrando que está muito feliz em recebê-lo, como se fosse uma visita muito desejada”, afirma.

O passo seguinte é a boa sondagem, feita durante todo o atendimento e que é igualmente fundamental para o encantamento do cliente. “É muito importante que o atendente demonstre preocupação em oferecer ao consumidor aquilo que ele realmente quer ou precisa. O garçom deve chamar a atenção do cliente por uma atitude que chamamos de “Demonstração Disney”, apresentando as opções do cardápio com gentileza, felicidade e com evidente interesse e envolvimento, para que o consumidor sinta confiança de que suas necessidades e desejos estarão sendo prioridade e que não será enganado pelo atendente que deseja simplesmente “empurrar” a ele qualquer produto”, diz.

imagem_release_855814
Segundo o coach, o fechamento e finalização do atendimento é igualmente importante para encantar e fidelizar o cliente. “No meu treinamento ensinamos aos garçons a técnica A.A., que significa transformar o consumidor em um Amigo Apaixonado. A finalização é tão importante quanto os itens anteriores, porque é a última experiência no estabelecimento que fica registrada na mente do consumidor. O tratamento ao cliente deve ser feito de forma cortês e simpática, mesmo após o pagamento da conta. Além disso, é necessário que, ao se despedir, o garçom peça ao cliente para avaliar o atendimento, demonstrando interesse em saber se o mesmo foi realmente satisfeito. Esse feedback é o que chamamos de salário moral, que além de ser uma ótima forma de obter o retorno do serviço diretamente pela pessoa mais importante, é uma excelente estratégia para estimular o consumidor a pensar sobre a ótima experiência que teve”, conclui.

Serviço: Max Pires

Coach Encantador de Clientes https://www.facebook.com/max.pires.75?ref=ts&fref=ts

(21) 3181-0072. 99500-6789.  99615-6789
contato@maxpires.com.br e contato@garcomvendedor.com.br

http://www.maxpires.com.br e http://garcomvendedor.com.br

A forma como você pensa ou age tem origem 95% em seu inconsciente e apenas 5% no seu consciente

Especialista explica como a hipnose é um sistema de cura e sem dor para quase todos os problemas físicos ou psicológicos

imagem_release_866485.jpg

Quando falamos em hipnose, infelizmente é muito comum que se remeta à ideia de espetáculos e shows de exibicionismo, onde a dignidade muitas vezes passa longe. Muitas pessoas ainda desconhecem a verdadeira importância da hipnose no tratamento de questões psíquicas e emocionais do indivíduo.

A especialista em Hipnose Condicionativa, Leides Maria, explica que o objetivo dessa técnica é resolver as principais questões psíquicas do indivíduo de forma mais imediata e sem sofrimentos. “Trata-se de um uma técnica rápida e eficiente, capaz de solucionar os principais problemas psicológicos de uma pessoa, trabalhando suas emoções de forma mais tranquila e relaxante, sem precisar relembrar o sofrimento já vivido, porque isso serviria somente para aumentar e reviver o trauma, causando cada vez mais angústia ao paciente”, diz.

De acordo com a especialista, a hipnose pode ser indicada para praticamente todos os problemas oriundos de questões psicológicas e emocionais. “Essa técnica não apresenta contra indicação e pode ser utilizada para tratar dos mais diversos problemas. A hipnose é capaz de melhorar o autodesenvolvimento e o autoconhecimento do paciente, bem como tratar de problemas de vícios e compulsões. Além disso, a maior vantagem dessa técnica em relação aos tratamentos convencionais está na solução dos problemas. Enquanto outros métodos buscam a cura através de meios exteriores, a hipnose faz com que o próprio paciente encontre a solução em si mesmo, reconhecendo a origem do problema e podendo tratá-lo de forma bem mais eficiente”, explica.

Leides afirma ainda, que a hipnose é o método mais eficaz, visto que ela atinge o inconsciente do paciente de forma que nenhuma outra técnica é capaz. “O que poucas pessoas sabem é que de todas as nossas ações e pensamentos apenas 5% têm origem no nosso consciente, sendo 95% oriundos do inconsciente, lado que é o verdadeiro responsável pelos vícios, compulsões e outros problemas de origem psicológica e emocional. Esses 95% não apresentam a noção do que é positivo ou negativo, desejando apenas satisfazer sua compulsão ou vício. Por isso, as pessoas costumam ter recaídas, pois alguém que, por exemplo, deseja parar de fumar por conta própria, deseja apenas em seus 5% de consciência, enquanto seu vício tem origem, na verdade, nos seus 95% de inconsciência. É aí que entra a hipnose como o único método realmente eficaz para atingir o inconsciente do indivíduo de forma a influenciar e tratar seus problemas diretamente de sua origem”, alega.

Muitas pessoas acreditam que durante a hipnose ficarão muito expostas ou vulneráveis, mas a especialista explica que essa ideia está muito distante da realidade. “A hipnose trata em outras palavras, de um sono induzido, em que o indivíduo percebe tudo o que está acontecendo o tempo todo. Essa ideia de que a pessoa hipnotizada faz tudo o que o terapeuta manda é um grande mito. O paciente tem pleno controle de todas as suas ações e é ele quem verdadeiramente está no comando durante toda a hipnose”, diz.

A especialista alerta por fim, para a importância do acompanhamento de um profissional especializado para a eficácia da hipnose. “Esse é um tratamento simples, porém muito delicado que requer bastante cuidado. Há na mídia alguns relatos de pessoas que induzem a hipnose em si mesmas, por conta própria. Esse método, porém, não é recomendado, porque uma pessoa sozinha não consegue atingir plenamente os 95% de sua inconsciência e pode trabalhar de forma errada sua psique, causando a si mesmo sérios danos psicológicos”, conclui.

Serviço: Leides Maria

Hipnóloga Condicionativa

(41) 99605-9762 / 3235-5521

 www.leideshipnose.com.br

Porque algumas pessoas têm tudo o que querem e outras não?

Há quatro aspectos que precisamos controlar e um a ser superado para atingirmos total sucesso na vida

imagem_release_871534.jpg

Todos nós somos iguais neurofisiologicamente e podemos atingir os mesmos resultados, então, porque uns conseguem e outros não? Segundo a coach de inteligência emocional, Inessa Franco, a chave está em quatro coisas que você precisa aprender a superar:  “Essas pessoas que conseguem atingir o sucesso na área pessoal, profissional, emocional e em seus relacionamentos, agem de uma determinada forma. O que impede uma pessoa de conseguir, é o que ela acredita para ela e para a vida dela”, afirma a coach.

Inessa revela as situações que precisamos superar para atingir o sucesso pleno. Confira:

1. Frustração: “Quantas coisas você já quis e deram errado ou não funcionaram como você gostaria? E quanto tempo você fica remoendo isso? Você precisa aprender a superar rapidamente uma frustração, pois inevitavelmente você cometerá erros, pois nós não nascemos sabendo. Então, o tempo que você fica frustrado, é o mesmo em que você está deixando de seguir em frente, aprender, ganhar dinheiro, enfim, evoluir para chegar ao seu objetivo. Pense: daqui a 10 anos, o que essa frustração vai significar perante onde você quer chegar?”, questiona a coach.

2. Rejeição: “Quando você se permite sentir assim, fica parado no lugar e sua autoestima baixa. A única pessoa que precisa acreditar em você, é você mesmo. Aprenda a controlar a rejeição, acredite que vale a pena, que você vai conseguir. Entre tantos outros exemplos de superação e persistência, você sabia que Walt Disney foi demitido do seu trabalho em um jornal por falta de criatividade? Ele poderia ter acreditado nisso e desistido, mas fez diferente da maioria, destaca Inessa.

3. Pressão financeira: “Ela sempre irá existir. Se você tiver muito, será porque te pressionará em como você distribuir esse dinheiro, onde investir, o que vai fazer; se tiver pouco, como conseguir mais dinheiro e o que fazer. Ao invés de pirar, buscar formas criativas e saber como investir e multiplicar o seu dinheiro, é uma coisa que você precisa fazer. Aprender a lidar com a pressão financeira para que ela não domine você, é o caminho para o seu sucesso. Aprender o básico do planejamento financeiro é fundamental”, argumenta à especialista.

4. Inessa conclui, dizendo que o principal que precisamos aprender a superar também a nossa zona de conforto. “Como a natureza está em constante movimento, se você estagnar, você vai decair. Não importa o nível de sucesso que você tenha, seja qual for à área da sua vida, se você para de produzir e avançar, você não está só parado, você está caindo também. Pense fora da caixa, arrisque, faça algo que você jamais achou que faria! O importante é continuar em movimento, buscando sempre a superação.”, finaliza.

 

Inessa Franco além de coach de Inteligência Emocional e headtrainer, é autora do Treinamento Power Self, do E-book ‘Desperte Seu Poder’, do Programa em áudio ‘Direcione Seu Dia: 7 Etapas para um dia produtivo e feliz’ e do programa Master Self ON TOP – Coaching em Grupo Online, e co-autora do livro ‘O Segredo do Sucesso Pessoal’. Além disso, a profissional está presente nas mídias sociais com seu canal no Youtube e seu perfil nas redes sociais:

Serviço: Inessa Franco

Coach de Inteligência Emocional, Propósito de Vida e Resultado e Headtrainer

You tube:   https://www.youtube.com/inessafrancocoach

Facebook: https://www.facebook.com/inessafranco

Sites: www.inessafranco.com.br ; www.direcionesuavida.com

Telefone: (21) 2143-1218

Av. Presidente Wilson – Centro – Rio de Janeiro, RJ – Brasil.

Evento de Foco & Alta Performance chega ao Rio de Janeiro

No dia 01 de abril, o evento vai ajudar seus convidados a aumentar sua performance e acabar com a procrastinação

imagem_release_893700.jpg

Você sente medo de fracassar? É inseguro? Sua gestão de tempo nunca funciona? Calma, nem tudo está perdido.

Pela primeira vez nesse ano, o evento de Foco e Alta Performance ao vivo no Rio de Janeiro, vai ajudar você a aumentar dez vezes mais a sua performance. Também vai descobrir como focar naquilo que mais importa na sua vida e como acabar com a procrastinação. Um evento que te dará muito mais ação, foco, disciplina, organização e planejamento na vida.

Ministrado por Luiz Cláudio Carvalho, criador da academia da alta performance e Eloiá Hosana, expert em inteligência emocional. Eles, nesse evento vão aplicar e compartilhar seu conhecimento, ajudando você a:

Acabar com a procrastinação;

Vencer o medo do fracasso e da insegurança;

Ter uma gestão de tempo eficaz e turbinar sua produtividade;

Realizar seus planos;

Vencer a desorganização e indisciplina;

O evento Foco & Alta Performance acontece no dia 01 de abril, ao vivo, no Américas Barra Hotel, em dois horários: 09:00 às 13:00 ou 15:00 às 19:00. As vagas são limitadas e o ingresso para o evento é 1kg de alimento. Não fique de fora.
https://drive.google.com/file/d/0B_FvVpETPypvM0tDRUFkUnVWSlU/view?inf_contact_key=45f580c7ac6fb14a8f951e6215b2fa07836f029ddab091019a40c41a60877c9a

Faça sua inscrição e convide seus amigos: http://bit.ly/FOCORJ

Evento Foco & Alta Performance, ao vivo.

 Rio de Janeiro

Data: 01 de Abril de 2017

Em dois horários: 09:00 às 13:00 ou 15:00 às 19:00

Local: Américas Barra Hotel (Av. das Américas, 10500 – Barra da Tijuca)

 Ingresso: 1 Kg de alimento não perecível.

A importância de um bom marketing pessoal para autores

Descubra em qual potencial de autores vale a pena investir

imagem_release_902991

Publicar um livro é o sonho de muita gente. Ver sua história nas prateleiras das livrarias, as vendas acontecendo, o crescimento de leitores e da própria popularidade. Tudo isso, por vezes, para muitos, é visto como algo inalcançável, mas, hoje em dia se torna algo possível, graças às editoras, que acreditam em novos talentos. Tornar seu livro um sucesso, porém, é um trabalho diário, pautado em bom marketing pessoal. E os autores precisam estar atentos a isso.

Escrever um livro, fazer um filho e plantar uma árvore, as três coisas são atitudes de nobre estirpe. Só que apenas a ação de criar, fazer, não é suficiente. Assim como um filho não apenas nasce, ele precisa de atenção, educação, afeto, educação; uma árvore não deve ficar apenas ao relento, ela precisa ser irrigada, adubada, cuidada para crescer frondosa, gerando flores e frutos. Dessa maneira também funciona ao escrever o livro: as boas ideias no papel não chegam aos leitores sem divulgação, sem construir seu nome no mercado editorial. Bárbara Chagas, diretora da Conquista Editora, nos conta que, muito além de escrever um livro, é importante cuidar dele, ressaltando que, despertar a vontade do público em ler seu trabalho, é uma tarefa de construção diária.

O marketing pessoal é o melhor dos aliados nessa tarefa. Se trata de uma extensão do marketing que foca na estratégia de  divulgar a imagem pessoal. O marketing pessoal monstra o seu valor perante qualquer mercado, enaltecendo suas vantagens por meio das diversas ferramentas. Muita gente encontra nessa estratégia o sucesso que tanto almeja.

O marketing pessoal bem trabalhado, focar no que realmente importa é a prioridade. Os cuidados ao se portar, o que se deve editar, até que ponto deve-se posicionar ante qualquer assunto são detalhes que o marketing ensina. “Hoje em dia as pessoas compram muito mais que uma ideia, um livro, elas compram o autor, elas seguem o autor, ela querem saber mais dele e de sua vida. Dessa forma, cabe ao autor cuidar da imagem que quer passar para seu público, fazer esse trabalho chegar até os leitores”, explica Bárbara.

Com a ajuda das redes sociais e das novas ferramentas de propaganda nas mídias online, o processo de divulgação vem se tornado mais eficaz, barato e acessível. “Qualquer um pode patrocinar noinstagram, facebook ou Google. Existem plataformas excelentes de divulgação de autores, como o aplicativo wattpad, entre outros. O marketing pessoal, aliado com a divulgação certa, é o cuidado que um livro publicado necessita”, aconselha ela.

Bárbara Chagas já viu muitos casos de sucesso. Ela afirma que esse processo de marketing pessoal é construído aos poucos, com dedicação e busca por crescimento. “Muitos pensam que o trabalho acaba quando o livro é publicado, mas é justamente aí que o trabalho começa. É fundamental a paixão por aquilo que escreveu; com essa motivação, a determinação para investir no seu marketing pessoal vem junto”, frisa.

O sucesso não vem de um dia para o outro, mas os autores hoje possuem na palma da mão, as ferramentas necessárias para torná-lo possível. “Investir na sua marca pessoal, no seu trabalho, fará toda diferença para sua vida e para os próximos passos profissionais que decidir seguir”, Bárbara conclui.

Bárbara Chagas da Editora Conquista estará  no próximo dia 30 de março (quinta-feira) na Livraria Travessa do Barra Shopping, às 19h, para o lançamento do livro “Construa o seu Caminho”, da escritora Monica Motta. E convida a todos para de perto conhecer esse mundo editorial.

Av. das Américas, 4666 – Loja 220 – Barra da Tijuca.

Barriga Chapada: Conheça os melhores tratamentos emagrecedores

Saiba tudo sobre os cinco melhores tratamentos estéticos que podem te ajudar a emagrecer

imagem_release_892890

Ter o corpo bem desenhado e livre das gordurinhas extras é o sonho da grande maioria das mulheres. Para isso, todo mundo conhece a importância da relação entre dietas e exercícios, gastando mais calorias do que consumindo, para enfim, se ver livre dos quilos a mais. Na prática, porém, isso não é tão fácil assim, e muitas vezes precisamos de umas ajudinhas para acabar com as gordurinhas extras que insistem em não deixar o nosso corpo.

Por isso, existem vários tratamentos estéticos que podem ajudar a dar o acabamento e ajudar a esculpir o corpo do jeitinho que a gente quer.

As esteticistas do Espaço Lótus, Nathalie Moreno e Shane Tsuji, listaram os cinco melhores procedimentos estéticos para quem deseja ficar com o corpo em forma:

1. Endermologia

Shane explica que essa técnica é uma das menos dolorosas e invasivas para modelar o corpo. “A endermologia não fere de forma alguma a pele do paciente. O tratamento é feito inteiramente por massagens profundas, com a aplicação de vácuo e manobras manuais. O resultado da Endermologia é a perda de gordura localizada, redução de celulite, de flacidez, a tonificação da pele e estimulação da circulação sanguínea”, diz.

2. Lipocavitação

De acordo com Nathalie, a Lipocavitação é o tratamento perfeito para eliminar a gordura da região abdominal. “Essa técnica consiste na queima de gordura localizada através da aplicação um aparelho de ultrassom. Os primeiros resultados da Lipocavitação podem ser sentidos logo após as primeiras sessões, em que já são notáveis as primeiras reduções de gordura”, afirma.

3. Drenagem Linfática

Segundo Shane, o foco da drenagem linfática é eliminar a retenção de líquidos e de gordura localizada. “O objetivo dessa técnica é estimular o sistema linfático. Os benefícios da drenagem linfática são inúmeros, desde a estimulação da circulação sanguínea e relaxamento corporal, assim como, claro, os benefícios estéticos, com a redução da retenção de líquido e combate à celulite e gordura localizada. Os resultados do tratamento são rápidos e em apenas três sessões já é possível sentir os primeiros resultados no corpo. De fato, a drenagem linfática realmente esculpe o corpo”, explica.

4. A Corrente Russa

Nathalie ressalta que esse procedimento serve para tratar a flacidez e tonificar os músculos. “A corrente russa é um dos tratamentos mais modernos que existem. Seu objetivo é tonificar e definir os músculo e reduzir consideravelmente a flacidez. São colocados alguns eletrodos nas regiões do corpo que se deseja definir e são aplicadas pequenas descargas elétricas, que permitem a contração e movimento muscular”, esclarece.

5. Manthus – Corrente Elétrica contra a Gordura

De acordo com Shane, esse procedimento promove o emagrecimento através da aplicação de ‘micro choques’ nas regiões que devem ser tratadas. “O Manthus é um tratamento em que são aplicados ‘micro choques’ na região que deseja ser tratada, que quebrarão as moléculas de gordura. Além de redução de gordura e de medidas, o procedimento elimina a celulite, melhorando muito a aparência da pele”, conclui.

Serviço: Espaço Lótus

Clínica Estética

Nathalie Moreno e Shane Tsuji

contato@espacolotus.com.br

@espacolotus.o2

(21) 3328-3225

Av. Paisagista José Silva Neto, 200, bloco 5, sala 426 / O2 Corporate & Offices – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

 

A Síndrome de Burnout: Prejuízo para a empresa e um trauma para os colaboradores

Psicólogo e Psicanalista explica essa Síndrome, muito comum entre trabalhadores, e dá dicas de prevenção

imagem_release_884847

Ter um empreendimento bem sucedido requer dedicação, flexibilidade e muita atenção para liderar não só em negócios, mas também a saúde e o bem estar dos colaboradores. É interessante analisar que os colaboradores estão para as organizações como a alma está para as pessoas. Sendo assim, sem colaboradores saudáveis as organizações também adoecem. É muito comum ver colaboradores realizando atividades profissionais fora do horário ou simplesmente fazendo horas extras diariamente, levando trabalho para finalizar em casa, trabalhando longas jornadas e deixando de ter um tempo investido na vida pessoal, em seu próprio lazer ou com família, hábitos fundamentais para se ter qualidade de vida.

Um indivíduo que não investe em qualidade de vida e trabalha exaustivamente pode pagar um preço muito caro tanto físico quanto emocionalmente podendo desenvolver a famosa Síndrome de Burnout, ou esgotamento profissional. Essa síndrome se trata de uma sincronia de patologias psíquico, de caráter depressivo, causado pelo cansaço mental, emocional e físico, devido ao excesso de trabalho.

Segundo o psicólogo e psicanalista Eraldo Melo, o envolvimento praticamente ininterrupto da pessoa com a área profissional afeta diretamente o seu psicológico, que através do stress pode desenvolver outras patologias mais graves. É importante analisar os presentes hábitos em sua rotina e comportamento já que Síndrome de Burnout pode se confundida como cansaço ou estresse. Algumas características podem ajudar a identifica-la, dentre elas a frequente combinação de más e boas escolhas, dificuldade em lidar com as emoções, trabalho excessivo, pouco lazer, dificuldade em falar de problemas e sofrimentos, pouca tolerância à frustração, entre outras.

O especialista diz que o indivíduo afetado por essa síndrome passa a agir de forma mais agressiva, fica mais mal-humorado e antissocial. “Nas relações de trabalho, esse profissional irá tentar impor sua superioridade até na realização das tarefas mais simples e por vezes prefere trabalhar sozinho, pois acredita que somente ele consegue fazer a atividade, isolando-se. O trabalho acaba ocupando um espaço tão grande na vida e na cabeça desse individuo que dependendo de quão intenso a síndrome esteja, o sujeito pode desenvolver uma angústia profunda ou até uma depressão crônica, o que pode gerar uma grande perda do desejo de realizar suas atividades.”, afirma ele. Outros fatores podem também aumentar o risco de desenvolver a Síndrome de Burnount como históricos de doenças mentais na família, uso de drogas ou álcool, pouco convívio social, sedentarismo, excesso de trabalho e pressão. “Essa síndrome pode levar o individua desenvolver uma compulsão ao álcool ou outras drogas como forma de refúgio”, alerta o psicanalista.

Eraldo diz que os prejuízos psicológicos e físicos causado por essa síndrome afetam diretamente o colaborador, podendo causar fortes dores de cabeça e/ou estomacais, calafrios, falta de ar, desconcentração, insônias, tonturas, ataques de ansiedade e até depressão. “Esses picos de alterações são a forma do corpo de mostrar à pessoa que ela está atingindo um limite. A síndrome em si surge aos poucos e os impactos variam de acordo com cada um, por isso, é importante parar e se atentar se esses sintomas estão se tornando constantes”, diz o psicanalista.

Nesses casos, um acompanhamento psicanalítico é uma opção de tratar e até mesmo prevenir a síndrome do esgotamento profissional. “É preciso trabalhar o autoconhecimento deste indivíduo e entender o que tem por trás de toda essa pulsão de trabalhar. Amar o que faz é definitivamente importante para o sucesso na profissão, porém se torna um problema quando a pessoa substitui frequentemente momentos de lazer e descontração para poder trabalhar mais. Isso geralmente tem relação com acontecimentos do passado, em que a psicanálise pode ajudar o sujeito a re-significar tais acontecimentos, para melhorar a qualidade de vida dessa pessoa, de uma forma geral”

imagem_release_884852

“Algumas sugestões para ajudar a prevenir essa síndrome, atividade física, lazer, separar um tempo para fazer algo que o individuo goste, cuidar da sua saúde psíquica e física e sem dúvidas o acompanhamento profissional.”, conclui; Eraldo Melo.

Serviço: Eraldo Felipe de Melo

Psicólogo e Psicanalista

CRP:09/009766

(64)-9 8122-5397| (64)-3433-1818

contato@eraldomelo.com

www.eraldomelo.com

Você, que utiliza muito o computador

Fisioterapeuta diz que a inflamação no cotovelo é mais comum do que parece e o computador é um dos maiores vilões

imagem_release_886793.jpg

A Epicondilitelateral, mais conhecida como “cotovelo de tenista” e seu apelido se dá pela facilidade com que essa patologia é encontrada em atletas que praticam esportes de arremesso, uma vez que é causada pelo movimento repetitivo do punho e dedos nas atividades. Porém, essa afecção é muito mais comum de ser encontrada do que parece e no Brasil, a média é de 150 mil casos por ano. A fisioterapeuta Ana Gil tira todas as dúvidas sobre ela.

Segundo a especialista, a epicondilite lateral é uma entesopatia, ou seja, afecção da inserção muscular, no caso, na região lateral do cotovelo, onde se inserem os tendões extensores de punho e dedos. “Atividades corriqueiras como ficar no computador por muitas horas ou praticar exercícios de ginástica e musculação de forma errada, podem propiciar o surgimento do cotovelo de tenista. A doença é mais comum em pessoas acima dos 40 anos”, comenta Ana Gil.

A fisioterapeuta acrescenta dizendo que os sintomas são fáceis de detectar. “Geralmente começa com uma dor na região lateral do cotovelo, que se estende até as costas das mãos, principalmente ao tentar carregar algum objeto. Fraqueza, sensibilidade e rigidez na região também ocorrem com frequência”, diz.

O diagnóstico da doença pode ser feito por um clínico geral, ortopedista ou reumatologista. “Na fisioterapia, tratamos a epicondilite através de exercícios específicos para a área. Não tratamos apenas a inflamação, mas sim o membro superior como um todo. Além disso, é muito comum ver pessoas com epicondilite, com complicações na cervical, então, precisamos corrigir a postura e reequilibrar músculos e articulações de todo o seguimento envolvido. Para isso a RPG (Reeducação Postural Global), pode ser uma grande aliada. Preventivamente, preparamos a musculatura, evitando a ocorrência e reincidivas, principalmente em clientes que realizam atividades que propiciam o surgimento desta patologia, como as que utilizam muitas horas o computador”, afirma Ana Gil.

A especialista diz que há formas de prevenir o cotovelo de tenista. “Utilizar a raquete mais indicada para cada pessoa, melhorar a técnica do gesto desportivo e pausas para alongamentos desta musculatura extensora, durante a atividade física. No caso do uso prolongado do computador, também é importante pausar para alongamentos ao longo do dia, além de procurar melhorar a postura e apoiar completamente o antebraço no braço da cadeira e/ou mesa, ao mexer no mouse”, finaliza.

Ana Gil

  • Graduada em Fisioterapia (IBMR)
  • Pós-graduada em Anatomia Humana e Biomecânica (UCB)
  • Especialista em Reeducação Postural Global – RPG (Instituto PhilipeSouchard)
  • Mestre em Educação Física (EEFD/UFRJ)
  • Autora do livro Core & Training: Pilates, Plataforma Vibratória e Treinamento Funcional (Editora Ícone)
  • Proprietária do Espaço Ana Gil: clínica de fisioterapia, estética e Pilates na Barra da Tijuca
  • Docente de cursos de pós-graduação Lato sensu da UCB, UCP, UNIRN
  • Professora de cursos de capacitação e palestras de grandes eventos e instituições em todo o Brasil.
  • Espaço Ana Gil: 21 2439-8600 / 98173-9765
  • Site: http://www.espacoanagil.com.br
  • E-mail: ana@espacoanagil.com.br
  • Fanpage e Instagran: @espacoanagil

Estudar com prazos, funciona ?

Especialista ensina técnicas para estudar com prazos e desafios inspiradores

imagem_release_896031

Estudar com prazos, ou seguir uma frequência de estudos mais relaxada e sem pressão? Constantemente enfrentamos desafios e assim é colocada a teste nossa motivação e dedicação ao objetivo. Seja para uma prova, ou concurso, independente da razão, sua motivação precisa estar toda focada no seu objetivo.

Um jogo fácil é sem graça.  Nós, seres humanos, somos movidos por desafios, somos inspirados pela vontade de vencer. Isso é o que afirma o Professor  de Técnicas de Estudo e especialista em concursos públicos Charles Peterson, ressaltando que adoramos descobrir novos horizontes, conhecer novos lugares e conquistar vitórias. E isso tem totalmente ligação com a motivação para os estudos.

É mais comum do que parece, estudantes terem bastante tempo para estudar e não o fazerem. Devido à falta de prazo ou edital publicado o desafio desaparece. Sem uma meta a ser alcançada, o estudo fica muito tedioso e sem motivação. “Estudar com prazo bem definido gera engajamento, o que torna o dia a dia de estudo muito mais dinâmico, pois, com um prazo estabelecido, não há tempo a perder. Quanto mais envolvido com o projeto você estiver, mais motivado ficará”, explica o especialista.

E como conseguir essa motivação? Como seguir os prazos? O especialista ajuda. Charles Peterson conta que todos somos motivados por desafios e para ajudar, ele costuma aconselhar seus alunos: “Peço a eles que estabeleçam um prazo para dominar o conteúdo programático de seu estudo, bem como um prazo para passarem na prova. Dessa forma, o estudo fica muito mais motivante porque o prazo gera uma pressão positiva para estudar”, ressalta o professor.

É de suma importância colocar no papel suas metas, fazer um planejamento do que você pretende conseguir em quanto tempo, sendo meses ou anos. Impondo uma meta, traçando um objetivo, você terá a motivação e o prazo para cumpri-lo. No meio desse tempo você pode fazer outras provas, ou tentar outros concursos, mas se aferre ao objetivo final e no prazo estipulado anteriormente.

Para não se perder, o especialista conta alguns passos importantes para estudar com esses prazos, lidando com os desafios.

1- Estabeleça o prazo para você dominar determinado conteúdo.

2- Crie desafios inspiradores como por exemplo: fazer um simulado por mês; uma revisão semanal de todos os tópicos já estudados; além do cronograma do dia, fazer 2 exercícios de português todos os dias; a cada semana, aumentar o número de exercícios diários de português;  elaborar questões de leis que possuem poucos exercícios; fazer atividade física diariamente; privar-se de redes sociais em caso de não cumprir o cronograma de estudo; recompensar-se com programas agradáveis por ter cumprido a meta semanal; inserir sua preparação para concursos em uma visão mais ampla e inspiradora.

3- Estabeleça quantos concursos/provas irá fazer como número máximo para você passar. Charles Peterson ressalta que objetivo aqui é fazer você estudar com empenho, já que tem prazo para passar. Não quer dizer necessariamente que você irá desistir, caso não passe dentro deste prazo.

4- Tenha metas semanais de estudo. Antes da semana começar é muito bom que o aluno já tenha definido, pelo menos quantas horas vai estudar na semana; quais tópicos vai estudar e quantos exercícios vai fazer.

5- Queira passar nos primeiros lugares! Estabeleça uma meta desafiadora que irá exigir toda sua capacidade, foco e motivação!

Charles Peterson Rezende

Professor Empreendedor

www.charlespeterson.com.br

coachcharlespeterson@gmail.com

(31) 995.106.100

(31) 3234 5505

3º Mercado Fashion e 5º Batel Food Truck nesta sexta, sábado e domingo

jack-burguerO melhor de Curitiba em um único lugar é o que o público irá encontrar no 3º Mercado Fashion e o 5º Batel Food Truck, que serão realizados juntos nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, na Vila Izabel (antiga concessionária Corujão, na Rua Guaianazes, 280).

O ponto alto do Mercado Fashion são os produtos exclusivos de moda, decoração, artesanato e pet, produzidos por designers, artesãos e empreendedores curitibanos. Haverá um total de 40 stands trabalhando com excelentes opções de presentes para o Natal a preços diferenciados.

Outras atrações à parte serão as delícias do 4º Batel Food Truck, com suas comidas salgadas, doces e bebidas. Entre os 12 estabelecimentos confirmados estão Sorvetes D´Vicz, Costela´s Burguer, Jack Burguer, La Grappa, Bike do Açaí, Pote da Mama, Espetinhos Muchinskin, Sindicato do Chef e Los Churreros.

A entrada é gratuita e haverá estacionamento no local, por R$5 o período de três horas. As crianças terão como opção de diversão espaço kids com a presença de monitores. Confira tudo que vai rolar na página https://www.facebook.com/batelfoodtruck.

Serviço: 3º MERCADO FASHION E 5º BATEL FOOD TRUCK

QUANDO: 09/12 das 17h às 21h | 10/12 das 12h às 21h | 11/12 das 12h às 21h.

ONDE: Rua Guaianazes, 280, Vila Izabel.

ENTRADA: Livre e gratuita.

ORGANIZAÇÃO: WolfPromo – Promoções e Eventos Curitiba

Quer emagrecer?

whatsapp-image-2016-11-11-at-12-32-34Em uma época em que as pessoas se preocupam muito mais com sua imagem digital e as milhares de fotos postadas em suas redes sociais, a busca pelo corpo perfeito se tornou incessante. Um costume que antes era considerado mais feminino, fazer dieta e contar calorias se tornou unissex. No entanto, com o grande fluxo de informações circulando o tempo todo, o número de pessoas que seguem varias dicas de sites e blogs, inclusive as dietas e ignoram até mesmo as nutricionistas, é absurdo.
Hoje em dia, homens e mulheres procuram as mais inusitadas formas de emagrecer – sem querer mudar hábitos de forma definitiva. Usam de artifícios para emagrecerem de forma rápida, como dietas extremamente restritivas, sucos detox milagrosos, dentre outras coisas, tudo para emagrecerem o máximo em menor tempo. Muitos vão além e apelam até para remédios perigosos sem prescrição médica.
A coach em Emagrecimento e também Terapeuta Ocupacional, Daniele Veríssimo, explica que o emagrecimento vem de dentro “Não é apenas ‘fechar a boca’, como dizem, ou simplesmente fazer dieta. Com dietas, se não houver uma manutenção, você ganha tudo de novo quando parar. A pessoa precisa mudar seus hábitos alimentares para o resto da vida e para isso tem que haver um preparo psicológico”, diz.
Segundo Daniele, o indivíduo começa se sabotando quando coloca um prazo para a dieta “Se a mulher, por exemplo, só vai ingerir menos calorias para tentar entrar em um vestido para o final de semana, ela já começa errando. A chave para emagrecer De forma consistente não tem prazo, pois é um trabalho que envolve mudanças internas, é muito mais do que simplesmente  fazer reeducação alimentar. Cada pessoa se transforma internamente e lida com situações da vida cotidiana . E isso não tem data de validade. ”, explica Daniele.
A coach de emagrecimento, que tem uma história parecida com boa parte das mulheres, encontrou na força do pensamento o empurrão que precisava para perder 17kg “Eu cheguei a pesar 104kg e só o que passava na minha cabeça era que eu não queria chegar na 3ª idade com tantas limitações. Iniciei um processo de emagrecimento e após perder 17kg, decidi me tornar coach de emagrecimento e ajudar pessoas a se transformarem de dentro para fora”, compartilha a especialista.
Ainda de acordo com Daniele, a principal causa de desistências em dietas, é a ansiedade. “Quando uma pessoa quer perder muitos kilos, ela não consegue fazer uma dieta restritiva por muito tempo. Perece que o tempo para chegar aonde quer demora muito mais do que o que havia se dado e programado. Com isso, acabam furando as dietas e os treinos físicos. E volta ao ciclo que é vicioso: desânimo, furo na dieta, pouco emagrecimento e desânimo de novo”, explica Daniele.
A coach diz que toda reeducação alimentar saudável também é emocional e, portanto, não é para se desesperar “O emagrecimento deve ser além da estética. Você tem que emagrecer para ter uma vida saudável, de forme consistente, para que seja definitiva. E um esforço máximo somente por uma semana não garante isso, pois devem existir mudanças mentais, para haverem mudanças comportamentais. Então, é um processo longo, que deve ser iniciado pelas razões certas para que dê certo”, conclui a coach.

Daniele Veríssimo

Coaching para Emagrecimento

(21)983143517

danieleverissimo.com.br

facebook.com/coachdanieleverissimo

intagram.com/fitcomdaniele

O câncer de próstata é o segundo que mais causa mortes de homens no Brasil

carlaribeiroprostataConsiderado um dos cânceres mais comuns no mundo, o câncer de próstata é o segundo maior responsável pelas mortes de homens no Brasil, com cerca de 2 milhões de casos por ano. É um tumor que acomete principalmente homens maduros – acima dos 50 anos. O câncer de próstata é uma doença silenciosa e por esse motivo é necessário acompanhamento médico regular. Sem apresentar sintomas relevantes em sua fase inicial, estes começam a aparecer já na fase avançada. Geralmente na uretra – pela proximidade com a próstata – caracterizam-se na obstrução do canal urinário e dificuldade ao urinar. Quando descoberto no início, a taxa de cura é de 90%.

Até o segundo semestre de 2016, mais de 61 mil homens foram diagnosticados com câncer de próstata. O tratamento e cura deste tipo de câncer envolve radioterapia ou cirurgia de remoção da glândula e até mesmo também da bexiga, em casos onde as células cancerígenas já se espalharam.

Segundo a psicóloga Carla Ribeiro, especialista em saúde do homem, um dos fatores principais que levam os homens a postergarem o exame do toque, é o psicológico. “A maioria dos homens ainda se sente desconfortável quando o assunto é esse exame. Acham que vai afetar sua masculinidade se deixarem outro médico os examinarem”, comenta a psicóloga. “Principalmente por ser um doença assintomática no início é de extrema importância que o exame seja feito todo ano, mas, infelizmente, alguns homens ainda carregam um pensamento errado sobre isso”, diz.

De acordo com médicos, o principal fator de risco é o hereditário. Pacientes com parentes de primeiro ou segundo grau diagnosticados com a doença, tem suas chances dobradas de contraí-la também. “Com o avanço da medicina atual, os pacientes reganham seu desempenho sexual normalmente um tempo depois da cirurgia. Não há mais o que temer quando o assunto é esse. Os homens precisam perder o medo do toque e se cuidarem. Muito pior do que o exame, é ser diagnosticado com câncer”, conclui a psicóloga.

Serviço: Carla Ribeiro

Psicóloga Clínica e Hospitalar voltada para Saúde do Homem

caribeiro.psi@gmail.com

https://www.facebook.com/psicologacarlaribeiroRJ

 

Ser muito presente no trabalho pode indicar distúrbios emocionais

presenteismoMuito se fala da ausência recorrente do trabalho, o absenteísmo, por meio de faltas, licenças médicas, sempre envolvendo doenças ou distúrbios psíquicos. Mas, hoje em dia, há outro vilão que poucos conhecem e que cada vez mais toma espaço na vida das pessoas: o presenteísmo. Já ouviu falar? Talvez, ele esteja acontecendo com você e é preciso ficar atento.

Segundo Andreia Rego, psicanalista e coach de desenvolvimento humano, o presenteísmo está ligado àqueles que permanecem trabalhando mesmo doentes ou sem motivação, ou seja, estão fisicamente presentes, mas mentalmente ausentes. “Essa problemática está vinculada a questões psicoemocionais, tais como alto estresse, dificuldade nas relações interpessoais, depressão, medo da perda do emprego, do cargo, falta de autoconhecimento para refletir sobre si e encontrar saídas saudáveis na forma de lidar com desafios da vida, etc”, comenta a coach.

Segundo pesquisas apontadas pela ISMA-BR – International Stress Management Association, associação sem fins lucrativos – um fator preocupante no ano de 2012 sobre o desenvolvimento da prevenção e do tratamento do estresse no mundo, é que 68% dos brasileiros já sofriam de estresse por conta da correria do dia a dia e que o aumento desse problema aconteceria na casa dos 28% ao ano. Ainda, em outras pesquisas feitas pelos Estados Unidos, há demonstração de que as perdas de produtividade por depressão e dores sofridas por trabalhadores que não faltam ao trabalho superam as perdas de produtividade derivadas do absenteísmo.

“Na maioria das vezes, o indivíduo não percebe que já está afetado pelo presenteísmo e, estando doente, não consegue perceber o motivo de não conseguir ser produtivo, criativo e feliz no ambiente profissional, pessoal e social”, completa Andreia.

De acordo com a coach, para ficar alerta e presente nos ambientes em que vive, de forma qualitativa, um dos pontos primordiais é buscar se relacionar com o trabalho de maneira que este seja visto como uma fonte de realização e não como uma obrigação, um peso. Diante dessa premissa, estabelecendo um novo olhar, o reflexo será levado para outras áreas pessoais. E uma perspectiva diferente se inicia.

“Outro ponto essencial de transformação é trabalhar o autoconhecimento e buscar se entender internamente, pois só é possível ser feliz conhecendo a si mesmo, as motivações pessoais/profissionais, os desejos e preferências. Os indivíduos podem recorrer à Psicanálise/Psicologia, caso já estejam com sintomas relevantes, como desânimo, irritação, tristeza acentuada, falta de identidade, depressão, ou ao Coaching, caso sintam a necessidade de buscar soluções com foco em resultados concretos. Essas são algumas vertentes, mas cada um procura o que melhor compreender como boa saída para evitar permanecer no problema”, aconselha a especialista.

Andreia diz que para que ocorra um casamento saudável e sustentável na tríade trabalho, vida pessoal e vida social, é importante ter a consciência do que acontece no cotidiano, a fim de que a mudança floresça. “Se manter presente no agora é questão vital para sentir que vale estar inserido na própria vida e vivê-la com felicidade e leveza”, conclui Andreia.

Serviço: Andreia Rego

Psicanalista e Coach de Desenvolvimento Humano

21 99941.9950

asrego@gmail.com

http://coachandreiarego.com.br/

Instagram: Andreia Rego

A dois meses das festas de final de ano, saiba como se organizar para não começar 2017 apertado

farney-fotoDe acordo com um estudo realizados pelo Banco Central no ano passado, as famílias brasileiras possuíam 45,8% da renda comprometida com dívidas. Os juros altíssimos decorrentes da crise econômica estão cada vez mais impedindo os brasileiros de honrarem com seus compromissos financeiros e isso resulta em difíceis situações de endividamento. Embora a situação econômica brasileira esteja sem previsão para melhorar, há maneiras eficazes de controlar os gastos, para, aos poucos, ir acertando as faturas atrasadas e se organizar melhor para a época mais consumista do ano.
Farney Coutinho, coach financeiro e coautor do livro “Crise para alguns, solução para outros”, explica que é possível sim obter controle financeiro, mas não é algo que acontece da noite para o dia “Hoje em dia, quase metade do orçamento familiar é utilizado apenas para pagar dívidas. É nítida a falta de planejamento e controle dos gastos mensais da população brasileira. E embora seja sim possível se livrar das dívidas, é necessário muito planejamento e, principalmente, foco”, diz.
A seguir, o coach apresentada algumas medidas a serem tomadas caso você já tenha perdido o controle do seu orçamento e queira se organizar para o próximo ano “Estas simples medidas farão com que você retome o controle de suas finanças pessoais e elimine suas dívidas no menor prazo”, comenta Coutinho.
1. Primeiramente, liste por completo todas as suas dívidas, incluindo informações de valor e quantidade de parcelas em atraso e a vencer, valor total da dívida e principalmente a taxa de juros de cada dívida. É preciso conhecer o tamanho do adversário que estamos enfrentando.
2. Reveja seu orçamento e corte ou reduza ao máximo todas as despesas realmente desnecessárias, sem comprometer sua qualidade de vida ou da sua família.
3. Substitua as dívidas com juros mais elevados por dívidas com taxas de juros menores. Atualmente a portabilidade entre bancos tem ajudado bastante neste sentido. Procure seu gerente, seja franco e exponha seu problema. Caso você já esteja negativado e não possua mais crédito no mercado, verifique a possibilidade de levantar um empréstimo com um parente ou amigo pagando uma taxa de juros menores do que as cobradas atualmente pelo seu credor.
4. Comece pagando as dívidas com os juros mais elevados primeiro, e então parta para as dívidas com menores taxas. Quanto maior os juros, mais rápido o montante da dívida se tornará um grande problema te deixando em situação cada vez pior de comprometimento da renda. Elimine-as primeiro.
5. Crie uma nova fonte de renda. Há inúmeras possibilidades de obter uma renda extra para contribuir com o pagamento da dívida. Utilize esta receita extra para antecipar a quitação da dívida e se livrar o quanto antes desta fase da sua vida.
Segundo Farney, não adianta tomar todas essas medidas e não se manter focado e firme no controle dos gastos, pois pode acabar resultando em dívidas muito maiores “Além disso, paralelamente ao pagamento da dívida, inclua em seu orçamento um valor a investir mensalmente e em poucos meses a dívida estará paga e você contará com uma reserva financeira para imprevistos futuros”, conclui o coach.

Farney Coutinho
Educador Financeiro

e-mail: farney@conquistaeditora.com.br
Tel.: (21) 2146-2592
Cel.: (21) 9 6494-6642

Como fazer as crianças obedecerem às regras?

imagem_siteAdultos ou crianças, todo mundo tem hábitos diários, e com o passar do tempo acabam tornando-se parte da rotina, seja ir para a escola ou trabalhar. A vida em sociedade exige que tenhamos regras de convivência e quanto antes as crianças aprenderem a conhecer, respeitar e aceitar, serão mais aptas a conviver em sociedade.

Para auxiliar nesse processo, a BDDU, empresa da capital gaúcha, produz diversos produtos que auxiliam os pais no desafio de educar seus filhos. Juliana Martins, psicóloga e proprietária da empresa, criou uma linha de adesivos chamada “Regras da Casa”. A especialista diz que eles auxiliam na visualização das regras, o que facilita o entendimento por parte da criança. “A visualização dos combinados da família ajuda os pequenos a aprender lidar com eles. Saber o que vem pela frente e o que é esperado dela, transmite segurança à vida da criança. Os adesivos “Regras da Casa” ajudam a criança a entender o que pode e o que não pode ser feito. Eles podem ser colados onde os pais desejarem, inclusive próximo ao local onde normalmente a criança executa a ação”, explica.

Ao nascer, a criança depende exclusivamente dos pais ou outros adultos, mas aos poucos precisa ser ensinada a como se virar sozinha. Desde a alimentação aos cuidados com a higiene, é importante que estas atividades estejam claras e ela saiba o que é esperado dela para que elas possam ter maior autonomia, para que, assim, cresçam com mais responsabilidade, organizadas e menos ansiosas. “A autonomia é desenvolvida por meio do respeito aos interesses da criança e da relação de confiança que ela estabelece com os pais. Por isso, devemos ter um olhar cuidadoso à maneira com que eles lidam com cada nova combinação familiar”, aponta Juliana.

O importante é que a criança saiba quais são as regras da casa. Assim, ao descumprir qualquer uma delas, os pais podem utilizar as imagens para apontar a regra e iniciar um diálogo com seu filho. “Quando são utilizados elementos gráficos ou desenhos, o aprendizado se torna mais lúdico e divertido. ”, conclui Juliana.

Segundo a proprietária, os diálogos, juntamente com as regras, farão com que a criança cresça mais confiante e preparada para lidar com suas futuras responsabilidades de adulto.

O conjunto vem com 32 regras básicas e pode ser encontrado no site www.bbdu.com.br no valor de R$26.

Serviço: Juliana Martins

Psicóloga, mãe e dona da BBDU

contato@bbdu.com.br

www.bbdu.com.br

https://www.facebook.com/FaceBBDU

Instagram: https://instagram.com/bbdu_instagram/  @bbdu_instagram

Youtube: BBDU_Videos

 

Cine Truck comemora 1º ano com festa aberta ao público

burguers_chapaUma animada e saborosa festa celebrará o aniversário de um ano do Cine Truck, um dos empreendimentos de hambúrguer artesanal em food truck de maior sucesso e reconhecimento em Curitiba. O evento será realizado no dia 5 de novembro, sábado, das 11h às 20h, no Curitiba Sunset Café. O espaço tem capacidade para 700 pessoas, e contará com atrações musicais e food trucks, incluindo King Fries, Krepeira, Brownie do Max e, é claro, o próprio Cine Truck.

Estão confirmados shows com Trio Vinil (clássicos do cinema instrumental), às 14h, e Cwblues (Eric Clapton, Stevie Ray Vaughan, Jimi Hendrix, Buddy Guy, BB King, Beatles, etc), às 17h. Também são esperados cosplays de personagens famosos do cinema. A entrada custa R$ 5, e o Sunset Café está localizado na Rua Marechal Hermes, 1016, em frente ao Museu Oscar Niemeyer.

Nesse primeiro ano de existência, o Cine Truck teve o sanduíche Dark Side eleito o melhor hambúrguer de food truck pelos consumidores do evento CwBurguer Fest, dias 3 e 4 de Setembro, na Quadra Gastrô da Arena da Baixada. “Estamos somente no primeiro ano, mas esperamos para o próximo ano abrir um espaço fixo de atendimento. E pensamos, futuramente, em disponibilizar a modalidade de franquia”, afirma um dos sócios, Pedro Henrique Miranda.

Cine Truck

Surgiu da vontade de três amigos interessados em criar serviço gastronômico que proporcionasse uma experiência temática dentro do universo do cinema. Inicialmente, a intenção era de um restaurante fixo, com identidade marcante. Porém, com a necessidade de um capital alto para investir em algo assim, a saída foi então adaptar para um negócio menor, mas que mantivesse a essência.

Além de incomparáveis no sabor, os lanches são batizados em homenagem a grandes sucessos do cinema. Atualmente, o Cine Truck está presente nos principais eventos abertos e fechados do Paraná e Santa Catarina.

Serviço: Aniversário de um ano do Cine Truck

5 de novembro, sábado, das 11h às 20h

Rua Marechal Hermes, 1016

Entrada – R$5

Censura Livre

1º Curitiba Jazz Festival será nesta sexta, sábado e domingo

14642665_10155639478069466_16608043_nTrês dias de jazz da maior qualidade é o que o público desfrutará durante o 1º Curitiba Jazz Festival, promovido pelo Curitiba Backpackers Hostel nos dias 21, 22 e 23 de outubro. Será um encontro dos melhores músicos de jazz da cidade, todos com carreira de destaque nacional e internacional.

Estão confirmadas as seguintes atrações musicais: Sub Jazz A Reunião, Rodolfo Reichmann Trio, Saul do Trumpet Quarteto, Sotak Brasil Jazz Fusion, Ná Tocaia Trio, Jazz Maia, Gegê Felix Trio e Plata o Plomo com Du Gomide. Ainda haverá gastronomia, mostra de cinema de jazz (sábado e domingo), bazar, troca de discos, exposição de artes, fotografia e live paint.

Na sexta, os portões abrem às 18 horas. No sábado, às 12 horas, e no domingo, às 15h. O Curitiba Backpackers está localizado na Rua Nilo Peçanha, 243, São Francisco. Vendas disponíveis pelo Disk Ingresso. Mais informações pelo telefone 3308-8723. Confira a programação completa:

21/10 Sexta-feira, a partir das 18h.
– Sub Jazz a Reunião, uma formação especial da velha guarda do jazz paranaense com Helinho Brandão, Saul do Trumpet, Paulinho Branco, Sandro Guaraná, Fernando Kakau, Allan Giller Branco e Ian Giller Branco.  

– After na Casa Verde para as 100 primeiras pessoas que chegarem ao festival. A Casa Verde fica na Rua Barão de Antonina, 54, a 100 metros do hostel.

22/10 Sábado, a partir das 11h.
– Rodolfo Reichmann Trio. Já está há 16 anos na estrada, liderado pelo maravilhoso pianista Rodolfo Reichmann. Tocou em diversos festivais no Brasil e no mundo, nos principais bares de Jazz em Nova York, e foi destaque na cena jazz paulistana. A discografia conta com quatro albuns.

– Saul do Trumpet Quarteto. Precursor do jazz no estado do Paraná, Saul é o único artista vivo que teve uma premiação também com seu nome, o ‘’Prêmio Saul do Trumpet’’. Já tocou com diversos ícones da música, incluindo Waltel Branco, Mauro Senise, Hermeto Pascoal, Leny Andrade, Arismar do Espírito Santo, Proveta e Helio Brandão.

– Sotak Brasil Jazz Fusion. Está há 30 anos na estrada, e já participou dos principais festivais de jazz no Brasil e no mundo. Entre eles, por quatro anos no Montreux Jazz Festival. Foi premiado como melhor CD do ano no prêmio ‘’Saul do Trumpet’’. Seus integrantes foram os idealizadores do festival JAZZ BRASIL.

– Gegê Felix Trio. Com uma personalidade própria, Gegê Felix impressiona não só pelos arranjos e originalidade de suas composições, mas também pela clareza das notas que extrai do seu instrumento, o violão, ao qual se dedica desde os 10 anos de idade.

23/10 Domingo, a partir das 15h.

– Ná Tocaia Trio. A música do Ná Tocaia Trio mostra a produção atual de músicos de trajetória internacional. O baixista Glauco Sölter gravou três CDs solo e tem atuado em festivais ao redor do planeta, enquanto o guitarrista Mario Conde, que morou quatro anos na Suíça, é considerado uma das revelações da musica instrumental brasileira. Por sua vez, o baterista Endrigo Bettega tem sido requisitado por artistas nacionais e europeus para turnês e gravações.

-Jazz Maia. A pianista Marília Giller é, sem dúvida, uma das grandes personalidades da música instrumental curitibana. Como historiadora e pesquisadora, ela trabalha pela conservação e disseminação da arte musical desde os seus primórdios. Na outra ponta, ela se envereda pelo jazz fusion. Marília toca com seus dois filhos, Alan Giller Branco no baixo, e Ian Giller Branco na bateria e Steel Drum.

PONTOS DE VENDA: Disk-Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11hs às 23hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, –  e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação – de segunda a sábado, das 10hs às 22hs, e aos domingos, das 14hs às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs) e pelo portal www.diskingressos.com.br. Informações: 41 33150808.

Serviço: 1º Curitiba Jazz Festival

21, 22 e 23 de outubro

Rua Nilo Peçanha, 243, São Francisco

Censura: 18 anos

Vai fazer o Enem? Saiba como acertar na carreira primeiro!

photoshopPara boa parte dos estudantes do Ensino Médio, ter que definir uma profissão aos 17 anos é um processo estressante e injusto. Além de já estarem passando por todas as mudanças hormonais desconfortáveis da adolescência, esses alunos ainda sofrem com a pressão dos pais, familiares e da sociedade para definirem suas carreiras. Dessa maneira, muitos desses estudantes, acabam fazendo escolhas erradas e optando pelas profissões por motivos errados. Infelizmente, essas escolhas não muito positivas acabam afetando o desempenho profissional deste estudante no futuro.

Segundo a Coach Vocacional e de Carreira, Érika Ferrari, um fato agravante entre as escolas do Rio de Janeiro, é a falta de apoio emocional aos vestibulandos “Muitas vezes, só estudar e saber a matéria não é suficiente para ir bem em uma prova. As escolas, tanto da rede pública, quanto particular, não oferecem nenhum suporte vocacional e emocional aos alunos durante esse período. O candidato já se encontra em uma pressão enorme e o nervosismo compromete o desempenho na hora da prova”, afirma a Coach.

A especialista separou 5 dicas para auxiliar o candidato que vai prestar vestibular à acertar na escolha da carreira – o fator número 1 que os mantém acordados à noite. Confira:

1. Autoconhecimento: “Primeiramente, a pessoa precisa se conhecer, pois não adianta definir o que você quer, se você não sabe quem você é. Isso significa alinhar suas crenças, princípios, valores e propósito de vida. Refletir e olhar para dentro de si é necessário para que você tenha essas questões de extrema importância respondidas. É primordial, porque só assim você irá identificar qual carreira mais tem compatibilidade com o seu jeito de ser. Abordamos aqui a questão da vocação. Quando você se conhece, você entende qual é a sua essência e o que você busca. É um conhecimento tão profundo e particular, que só isso te levará a sua felicidade”, comenta Érika.

2. Lidar com a pressão familiar: “Essa época é estressante para todo mundo. Os filhos se desprendem dos pais para estudar e ficam mais independentes. Por mais que fiquem preocupados, os pais não devem tentar influenciar a decisão dos filhos. Muitas vezes os pais estão no mercado de trabalho e acham que a sua carreira é a melhor do mundo, assim como qualquer outro profissional feliz com o seu trabalho. Entretanto, eles precisam entender que o cenário é diferente, o seu tempo já passou e os filhos precisam impor isso também. Os pais tentam ajudar, mas não sabem orientar da forma como deveriam e isso pode acabar atrapalhando e causando ainda mais pressão na escolha do adolescente”, argumenta a Coach.

3. Definir os objetivos: “Depois de saber quem você é, é hora de traçar um plano claro e objetivo do que você quer para sua vida. A forma de fazer isso é visualizar o seu futuro e pensar sobre o que você gostaria de estar fazendo naquele momento, o que você quer ter, ser e o que quer alcançar financeira e emocionalmente. Senão, ficará buscando e não terá objetividade. É necessário ter metas definidas para ter direção”, diz a especialista.

4. Ter foco: “Dar o máximo de si, se organizar e ter uma definição clara para poder correr atrás do que o estudante quer, é motivador. Você sempre precisa se sobressair e surpreender no que faz e para tal, você sempre precisa fazer mais e se doar. Mas é preciso encontrar prazer e felicidade nisso, só assim você consegue manter o foco e a direção para estudar, se dedicar e atingir o seu objetivo sem desistir no meio do caminho. Por isso é tão importante saber quem você é. A sua carreira não deve parecer uma obrigação, desde o início”, aconselha Érika.

5. Valorizar as conquistas: “Se passar no vestibular, comemore! Saia com a família, os amigos, dê uma festa. E faça disso um hábito, de sempre compartilhar e aproveitar com outras pessoas as suas conquistas. Não adianta nada trabalhar duro e não aproveitar. E principalmente, sirva de inspiração para alguém”, afirma a especialista.

Ainda de acordo com Érika, para os alunos que vem tendo muita dificuldade com o processo de escolha profissional, o Coaching Vocacional e de Carreira pode ajudar, e muito “Você pode ser o que você quiser, desde que desenvolva as habilidades para tal. As ferramentas e técnicas do processo de Coaching traçam o perfil comportamental da pessoa, seus potenciais e limitadores, possibilita o indivíduo a utilizar seus talentos na potencialidade máxima e despertar um novo eu dentro de si, muito mais feliz e realizado consigo mesmo. A pessoa é direcionada na busca de seus objetivos, porque ela sabe as características que precisa desenvolver para ser quem ela quer ser. É sempre muito melhor e mais feliz quando você trabalha com algo que tem tudo a ver com o seu perfil e suas competências”, conclui a Coach.

Serviço: Érika Ferrari – Coach Vocacional e de Carreiras

http://www.erikaferraricoach.com.br/

contato@erikaferraricoach.com.br

Tel: (21) 9 9479-4932

Com o final das Olimpíadas no Rio de Janeiro, agora o foco é o Japão

img-20161013-wa0010O Japão é um país-arquipélago localizado na Ásia Oriental escolhido para sediar os próximos Jogos Olímpicos. No entanto, gostar de peixe cru não é a única grande diferença cultural japonesa perante o Brasil. Conhecido por sua cultura colorida e extravagante retratada nos animes, o Japão tem mais alguns outros costumes que podem ser bastante diferentes para os brasileiros.

De acordo com Nicole Yamashita, uma nipo-brasileira de 12 anos, filha de descendentes japonês, para ela, a principal diferença entre Brasil e Japão, é a forma de tratamento entre as pessoas “Quando as pessoas acabam de se conhecer, elas dizem ‘Yoroshiku’, que na tradução para o português, significa ‘Por favor, seja bom para mim’, ao invés de dizer apenas ‘prazer em conhecer’”, conta Nicole. Segundo a pré-adolescente, é uma forma muito bonita de receber alguém em sua vida.

Além disso, ainda de acordo com Nicole, os japoneses não desejam “boa sorte” quando alguém está prestes a realizar algo importante “Eles dizem ‘Gambatte’, que significa ‘faça o seu melhor’”, “se esforce”diz. A saudação através da reverência – no lugar do aperto de mão, quando agradecem e principalmente em um pedido de desculpas – também é um hábito japonês.

Nicole lista mais alguns costumes japoneses que são bem diferentes dos brasileiros:

1.Os japoneses andam pelo lado esquerdo da rua;

2.Não se entra nas casas ou alguns estabelecimentos – como hospitais – utilizando sapatos. Ao invés disso, utilizam-se sapatilhas chamadas de kinkai. Os japoneses são muito limpos e organizados e não permitem que a sujeira da rua seja levada para dentro de casa;

3.Na cultura japonesa, quem paga a conta nos restaurantes é sempre a mulher. Isso porque são as mulheres que administram as finanças da família;

4.Os alunos que fazem a limpeza das escolas;

5.Fazer barulho ao tomar uma sopa é sinal de respeito. Mostra que você está gostando do prato;

6.Segundo Nicole, um outro exemplo de tratamento japonês é, antes de comerem, os japoneses dizem “Itadakimasu”, que é uma forma de agradecimento às plantas e animais que deram suas vidas para a refeição que estão prestes a comer.

Embora alguns desses hábitos pareçam diferentes e estranhos, os brasileiros certamente tem muito o que aprender com os japoneses. Não é a toa que, mesmo para um país tão pequeno, a economia japonesa é a terceira maior do mundo. Arigatou!

3º Mini Festival de Artes Duvida? será no sábado e domingo

nbn_8621Curitiba irá respirar arte neste sábado e domingo (8 e 9 de outubro, das 13h às 20h), dias em que será realizada o 3º Mini Festival de Artes Duvida?. De cunho 100% colaborativo, o evento reúne as mais diversas artes, como fotografia, música, poesia, circo, dança, grafite, pintura e gastronomia. A entrada é gratuita e pet friendly. Mais de mil pessoas do PR, SC, SP e MG são esperadas nos dois dias. E o Duvida? incentiva a todos irem de bicicleta, pois haverá onde estacioná-las.

Assim como em 2014 e 2015, o evento deste ano não conta com o apoio de leis de incentivo ou patrocinadores. Apenas com a união de várias artes, por meio de amigos que apoiam o projeto desde o seu início. Nem mesmo performers ou professores receberão algum tipo de cachê. 

Segundo o idealizador e fotógrafo Nilo Biazzetto Neto, o interesse é coletivo. Afinal, os artistas se alimentam de artes diversas, e têm necessidade de beber de outras fontes. “Tribos muito fechadas não ampliam seus horizontes. O fotógrafo, por exemplo, não deve apenas falar sobre fotografia, mas abrir sua cabeça para conhecer mais sobre outros mundos. E isso requer referências variadas”, afirma Nilo.

O evento

Durante os dois dias desse intercâmbio entre as mais variadas formas de expressão cultural, haverá diversas atividades ocorrendo em paralelo, praticamente em todos as horas do evento. Serão oficinas (Mandalas, Coletivo Balbúrdia, Interferência em Quadrinhos, Compostagem, etc), bate-papos (Cultura Alimentar, Desastres Ambientais em Minas Gerais, etc), exposições, exibição de filmes, campeonato de sinuca e shows (Lu Lemos, Dani Nascimento e Cássio Guaraná). Tudo gratuito e aberto a todas as idades.

No sábado à tarde, terá início a nova colagem de imagens da Muro Galeria, em seus painéis localizados dos lados interno e externo. Entre as imagens a serem exibidas, as produzidas no workshop de Francisco Santos em Superagui, no feriado de 7 de setembro. Produção artística em tempo real também será apresentada pelo artista curitibano Eduardo ‘Artestenciva’ Melo, cujo trabalho em estêncil é destaque no Brasil e exterior.

Todos ainda estão convidados a participar do ‘plantio’ de imagens no Jardim Fotográfico. Basta levar o número desejado de fotografias no formato 10×15. A colheita (momento em que as pessoas escolhem fotos que mais gostaram para levar para casa sem custo algum), por sua vez, será no domingo.

Na parte da noite, um Samba de Roda na Fogueira aquecerá o público presente. Já o domingo terá como um dos pontos altos o show com a banda Gretchen Cadillac, a partir das 17h. O grupo, que vem trabalhando em uma ópera rock multimídia composta por arte sequencial, mídias digitais e trilha sonora conceitual, preparou um pocket show exclusivo, com ilustrações que serão produzidas ao vivo pelo ilustrador Ibraim Roberson.

Na hora da fome, os presentes poderão degustar delícias diversas como os hambúrgueres do Gepetto, os quitutes da chef Ana Sprengler ou os brigadeiros da Nana. O endereço do Duvida? é Rua Alberto Folloni, 634, Centro Cívico. A entrada é gratuita e aberta ao público em geral. Mais informações pelo telefone 41-3252-2540.

3º Mini Festival de Artes Duvida?

Onde: Escola Portfolio – Rua Alberto Folloni, 634, Centro Cívico, Curitiba.

Quando: 08 e 09 de outubro, sábado e domingo, das 13h às 20h.

Entrada: Livre.

Informações: escolaportfolio.com.br / 41-3252-2540.

Procurando atividades extracurriculares para os seus filhos?

imagem_release_658928O final do ano vai se aproximando e a procura dos pais por atividades extracurriculares para matricularem seus filhos só aumenta. Normalmente, a oferta destas atividades fica limitada a futebol, ballet, judô e outros esportes. No entanto, as crianças modernas, que já crescem sabendo desbloquear um smartphone antes mesm de aprender a ler, gostam se sentirem mais desafiadas por atividades que necessitam de mais maturidade e concentração. As próprias escolas já estão percebendo que existem opções diferentes e que podem desafiar as crianças de várias maneiras. Esse é o propósito da empresa americana Bricks 4 Kidz, com sua inovadora forma de entretenimento através da construção de modelos motorizados de Lego.

Leonardo Nogueira, diretor da filial no Rio de Janeiro explica o diferencial no desenvolvimento da criança quando exposta a atividades intelectuais “Participar de exercícios físicos tem vários benefícios, porém para o crescimento saudável da criança é importante considerar atividades extracurriculares que ajudem no desenvolvimento de outras competências”, diz “Introduzir diferentes atividades ajuda às crianças a terem várias experiências e descobrirem talentos naturais, além de desenvolver áreas nas quais elas podem ter alguma dificuldade”, completa Leonardo.

Utilizadora do conceito americano STEM (Science, Technology, Engineering, Math), a Bricks 4 Kidz ajuda a desenvolver de forma muito divertida as habilidades importantes no campo da ciência, tecnologia, engenharia e matemática “Através das nossas aulas – disponíveis para crianças entre 3 e 13 anos – elas usam eixos, polias, motores e várias outras peças para construir projetos divertidos e educativos com blocos de LEGO. Os alunos aprendem a trabalhar em conjunto e resolver problemas enquanto criam algo científico”, explica o diretor.

Além disso, Leonardo separou mais algumas dicas de atividades que certamente ampliarão o horizonte dos seus filhos e irão prover momentos divertidos e educativos:

1. Natureza: “Como vivemos em um mundo digital, várias escolas estão oferecendo programas naturais que ensinam importantes aspectos da ciência e biologia, além de mostrar o respeito pela Mãe Natureza”, comenta Leonardo.

2. Teatro: “Um sonho de várias crianças é virarem artistas dos seus programas favoritos e a experiência oferecida pelo teatro é o primeiro passo para explorar este interesse. Aulas de interpretação e musicais são ótimas opções para estimular os pequenos artistas”, diz.

3. Música: “As atividades musicais exercitam o cérebro de várias formas. Sendo naturalmente criativa, a música tem também seu lado técnico. Aprender sobre notas musicais, acordes e teoria tem muito de matemática”, aconselha o empresário.

4. Artes Marciais: “Taekwondo, Judô e Karate são ótimas opções para as crianças.Estas aulas oferecem exercícios físicos que melhoram o equilíbrio e a concentração, além disso os pais percebem outros benefícios como disciplina e respeito ao próximo”, afirma.

5. Culinária: “Com a recente euforia dos shows de culinária, as crianças estão mostrando um interesse cada vez maior nesta atividade. Deixe que eles mostrem seu lado “Chef” e cozinhem pratos saborosos para você!”, aponta Leonardo.

6. Artes: “Embora algumas escolas estejam reduzindo suas atividades artísticas, estas aulas ainda proporcionam momentos bem importantes. As crianças adoram criar, pintar, modelar e estas turmas sempre agradam aos pequenos”, comenta.

7. Programação e Robótica: “As crianças de hoje já nascem fascinadas pela tecnologia e possuem uma inclinação natural a gostar de qualquer atividade ligada a isto. Experimente visitar os cursos Jr Robotics e Code4Kidz onde as crianças aprendem a programar e montar modelos motorizados que ganham vida usando a linguagem de programação Scratch e LEGO WeDo. O futuro cientista da família pode sair dali!”, conclui o diretor.

Para saber mais sobre a Bricks 4 Kidz, acesse: http://www.bricks4kidz.com.br

Estudando para o vestibular? Aprenda como estudar para passar!

cecilia-1Todos os anos, milhares de adolescentes brasileiros realizam diversos exames de avaliação para tentarem sua aprovação nas universidades, incluindo, o mais temido de todos, o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. No entanto, há muito mais por trás dessas provas do que se imagina. Além do cansaço físico por conta da quantidade de conteúdo a ser estudado, o que pode atrapalhar ainda mais o desempenho desses jovens é a insegurança de fazer a escolha certa. A pressão de escolher, tão jovens, a carreira que seguirão para o resto da vida pode comprometer o sucesso na escolha profissional. Além disso, esses estudantes são influenciados pela família, sociedade, amigos e também pela necessidade do mercado de trabalho.

A administradora, máster coach vocacional e de transição de carreiras, Cecília de Lara, afirma que a falta de planejamento dos estudantes é o que mais pode comprometer seu rendimento “Há muito o que ser estudado para as provas e quando não há uma boa gestão dessas matérias com o tempo disponível, reduz a capacidade de concentração do estudante e faz com que este acabe perdendo o foco”, comenta a coach.

Segundo Cecília, para aqueles que estão indecisos em sua escolha profissional, é importante entrar em contato com o seu próprio “eu” e buscar ajuda de um profissional de coaching, ou psicólogo, que irá trabalhar o autoconhecimento e aumentará as chances de fazer a escolha certa para a satisfação profissional “A direção é mais importante do que a velocidade”, pontua a coach.

“Nos meus atendimentos, sempre ajudo a montar um planejamento de estudo de acordo com a disponibilidade de cada estudante. Sendo assim, é possível criar um hábito de estudo e se manter motivado”, explica.

A especialista também dá outras dicas para ajudar na escolha profissional muito eficazes para os estudantes vestibulandos:

1. Faça uma lista de todos os cursos do seu interesse;

2. Entreviste pelo menos três profissionais de cada área para entender a realidade e a rotina de cada profissão;

3. Escreva todos os prós e contras de cada atividade;

4. A atividade que tiver maior quantidade de benefícios, terá uma possibilidade maior de ser a área escolhida;

Ainda de acordo com a coach, testes vocacionais podem auxiliar na escolha profissional, mas é preciso ter um bom nível de autoconhecimento para que eles não “rotulem” a decisão.

O coach vocacional realiza um trabalho mais personalizado de autoconhecimento. Identifica a personalidade do estudante e trabalha em cima de seus pontos fortes aumentando o seu potencial. De acordo com Cecília, o diferencial do trabalho individual é conseguir direcionar bem o aluno nas suas escolhas através dos seus próprios talentos e garantir a satisfação profissional. “Quando uma pessoa consegue trabalhar colocando os seus talentos em prática, se torna uma pessoa plenamente realizada e se desenvolve cada vez mais”, comenta Cecília.

Os estudantes ainda não têm maturidade suficiente para tomarem sozinhos uma decisão que vai refletir ao longo de suas vidas. Hoje em dia, é muito comum encontrarmos pessoas que têm graduações incompletas ou que trabalham em áreas diferentes da sua formação “Não é à toa que desistem pelo caminho e acabam aprendendo na prática o que realmente querem para suas vidas. O processo de coaching vocacional possibilita o estudante fazer uma escolha mais assertiva através do autoconhecimento e poupa tempo e dinheiro”, finaliza a especialista.

Serviço: Cecília de Lara

Coach Vocacional e de Transição de Carreiras

ceci.yamashita@hotmail.com

67 8413-4878

http://www.delaracoaching.com.br               

 

Undertake apresenta o melhor do trabalho autoral curitibano

14269866_1154319527977832_1824460313_nNeste sábado e domingo, dias 17 e 18 de setembro, a Marbô Bakery, Rua Dr. Faivre, 621, será palco do Undertake, o primeiro de uma série de eventos que têm como proposta apresentar artistas e artesãos curitibanos que se destacam pelas obras de talento, criatividade e qualidade a preços acessíveis.

Tudo isso combinado à culinária impecável do chef Marcos Bortolozzo, e à música ao vivo do DJ Rica Requião e o saxofonista Paulo Henrique. Para quem não conhece, o espaço fica dentro da residência Belotti, projetada e construída em 1953 pelo arquiteto Lolô Cornelsen, e que hoje é protegida pelo patrimônio histórico.

O evento, pet friendly, estará aberto ao público das 11h às 19h dos dois dias. Idealizado pelas amigas Adriana Russa, Dani Ross e Pati Sato, tem como objetivo principal servir de vitrine de exportação da arte curitibana para demais regiões do Brasil, Estados Unidos e Europa.

Contará com a presença de 13 expositores dos mais diversos segmentos, como moda feminina e infantil, acessórios, decoração (cerâmica, luminária, almofadas, pufes e móveis ), artes plásticas, pet e biojoias. A entrada é gratuita.

Marbô Bakery

Além de servir como espaço multicultural, a Marbô Bakery traz uma proposta diferenciada de padaria baseada e, fermentação natural, inspirado no estilo californiano.  Há inúmeras opções de pratos para almoço, jantar ou lanche, além de doces, bolos, tortas, cafés, drinks, cervejas artesanais e sucos naturais.

Serviço: 1º Undertake

Dias 17 e 18 de setembro, das 11h às 19h

Rua Dr Faivre, 621

Informações – 41-8458-7887 / russadelucca@gmail.com

Quer passar um dia no sítio, rodeado de flores, verde e ainda aprender?

evento-10set16Quem mora nas capitais e grandes metrópoles do país, acaba se acostumando demais com a paisagem cinza de concreto dos prédios e arranha-céus dos centros urbanos. Esquece da paz e da tranquilidade que a natureza pode trazer, além da melhoria significativa da qualidade do ar.

Pensando nisso, Flávia Nunes, de Guaratiba/RJ, resolveu dar um curso de introdução às orquídeas e bromélias, para proporcionar aos ocupados e apressados cidadãos, um pouco de contato com o verde e também aprendizado. O curso aborda temas como a identificação de espécies mais utilizadas, hábitos, as melhores escolhas de recipientes, substratos, adubação das plantas, propagação e cuidados para evitar pragas e doenças. E durante o curso, ainda será oferecido uma pausa com um delicioso café da roça.

“Para quem não quer perder esse elo com o meio ambiente, mas também dispõe de pouco tempo ou até mesmo pouco conhecimento para cuidar de suas plantinhas, estarei esclarecendo todas as dúvidas. As bromélias e as orquídeas são flores muito bonitas, que decoram qualquer espaço, mas que precisam de alguns cuidados especiais”, comenta Flávia.

O curso será no dia 10 de setembro, de 9h às 14h, no Sítio Raízes, localizado na Estrada Teodoreto de Camargo, 123, na Ilha de Guaratiba. O investimento é de R$150,00 e outras informações e inscrições podem ser feitas através do e-mail adelaide@sitioraizespaisagismo.com ou pelo telefone (21) 2410-2020. As vagas são limitadas.

Você é uma boa líder? E se seus colaboradores não gostassem de você?

colorindo-a-vida-com-coaching-2A liderança das mulheres ainda é algo novo até para elas mesmas. Por muito tempo, acostumadas a ver os homens ocuparem os cargos altos das empresas e dominarem a sociedade empresarial, as mulheres ainda podem encontrar uma certa dificuldade em conquistar a confiança de seus subordinados. Hoje em dia, tão qualificadas e capacitadas quantos os homens, as profissionais vem cada vez mais se apoderando dos cargos altos das empresas. Mas o que fazer quando os subalternos – principalmente do sexo masculino – torcem o nariz para sua liderança?

Segundo a leader coach e analista comportamental, Fabiane Oliveira, essa é uma realidade de quase 80% dos empreendedores – não somente mulheres – com quem ela já lidou “Ainda há um corporativismo masculino predominante. Muitas vezes, não gostam por dor de cotovelo, mas pode ser que a líder esteja fazendo algo errado também. Ainda é muito novo para, nós mulheres, liderarmos. Então, é normal que algumas coisas não encaixem tão bem” afirma a especialista.

Ainda de acordo com Fabiane, nem tudo está perdido quando há discordâncias constantes ou desavenças no ambiente de trabalho. A coach dá cinco dicas para lidar com essa situação:

1. Identificar quem pensa dessa forma. “Utilize questionários, chegue mais próximo de seus funcionários, tenha uma conversa franca. De maneira indireta, eles dirão o que os incomoda, e você saberá o que eles realmente acham”, afirma.

2. Aceitar a situação. “Negação é muito comum. Temos o hábito de pensar que a culpa é deles, mas as culpadas, muitas vezes, somos nós mesmas. Portanto, aceite de cabeça erguida que há um problema. É o primeiro passo para tentar corrigir”, argumenta a profissional.

3. Colocar os funcionários no jogo. “Para lidar com a situação, peça que eles a ajudem. Eles ficarão muito felizes em ver que você deseja mudar o cenário, e prontamente darão instruções e conselhos”, conta Fabiane.

4. Fazer mudanças rápidas. “Alguns problemas serão bem difíceis de serem alterados. No entanto, certamente existem algumas medidas que podem ser tomadas em um curto espaço de tempo. Por exemplo, um café da manhã semanal com a equipe pode mudar os ares do local!”, aconselha.

5. Voltar ao passo 1. “Por fim, depois de um tempo após a execução das mudanças, volte a identificar quem ainda está insatisfeito, e recomece o ciclo”, diz.

A especialista, que ajuda muitos líderes diariamente a terem desempenhos excelentes frente às suas equipes, utiliza desses 5 passos como parte de seu programa de coaching, e afirma funcionarem de verdade “Sempre haverá desvios no comportamento, mesmo se você desejar mudar e se tornar um líder servidor. Ninguém é perfeito. O que precisa acontecer é você ter a vontade de mudar, todos os dias!”, finaliza.

Serviço: Fabiane Oliveira

Leader coach e analista comportamental

Cel: (21)99669-1914

Skype:artedocoaching

Facebook: Http://www.facebook.com/coachfabiane

http://www.fabianeoliveira.com.br

Diabético? Novas descobertas permitem seu dentista medir sua hemoglobina

12670771_10206815604206320_2521214836998492672_nUma equipe de pesquisa de enfermagem e odontologia da Universidade de Nova York, fez a descoberta, dizendo serem boas notícias para pacientes que podem achar a coleta de sangue no consultório odontológico menos invasiva do que a picada na ponta do dedo. A detecção precoce da diabetes, pode também ajudar a prevenir muitas das complicações da doença no longo prazo.

As medições da hemoglobina A1c na glicose sanguínea do sangue oral se comparam bem com aquelas do sangue obtido da ponta do dedo, e dizem os pesquisadores, que o teste tem alto grau de precisão “A hemoglobina A1c é amplamente utilizada no teste para diabetes. De acordo com diretrizes estabelecidas pela Associação Americana para Diabetes, uma leitura de A1c correspondente a 6,5 ou mais, indica um valor dentro da faixa do diabetes” afirma a Dra. Cristina Gottlieb, atual presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Dental, e diretora da clínica The Dental SPA, no Rio de Janeiro.

Segundo a presidente, uma visita ao dentista poderia ser uma oportunidade útil de realizar um teste inicial de diabetes “Existe uma necessidade urgente de aumentar as oportunidades de pesquisa de diabetes e detecção precoce. A questão da diabetes não diagnosticada, é especialmente crítica, porque o tratamento precoce e os esforços secundários de prevenção, podem ajudar a prevenir ou retardar as complicações de longo prazo. Quando não detectada no início, é responsável por reduzir a qualidade de vida e aumentados níveis de risco de mortalidade”, comenta a Dra. Cristina, que endossa no Brasil as pesquisas americanas.

Os pesquisadores da NYU compararam os níveis da hemoglobina A1c em amostras pareadas de sangue oral e da ponta do dedo, retirados de 75 pacientes com doença periodontal, na Faculdade de Odontologia da Universidade de Nova York. Uma leitura igual ou superior a 6,3 na amostra oral, correspondia a uma leitura de 6,5 da ponta do dedo, na identificação da faixa de diabetes, com mínimos resultados falso-positivos e falso-negativos.

O estudo de um ano usou uma versão do kit para teste da hemoglobina A1c, que foi inicialmente desenvolvido especificamente para possibilitar que dentistas e higienistas bucais coletassem amostras de sangue da ponta do dedo. Dr. Shiela Strauss, responsável pela pesquisa nos EUA, diz que o método de teste da hemoglobina A1c requer que apenas uma única gota de sangue seja coletada, aplicada a um cartão especial e enviada ao laboratório.

De acordo com a Dra Cristina Gottlieb “Atualmente estamos focados também no diagnóstico precoce da diabetes, através dos testes de fluxo salivar e análise de PH”, diz a especialista em odontologia “Estamos abrindo novos horizontes para a especialidade, que defendo veementemente, a Medicina Dental, e estamos lutando nos órgãos de classe por este reconhecimento da especialidade, como um diferencial de ponta no diagnóstico de doenças graves em fase inicial”, conclui a doutora, que já aplicava testes em saliva e sangue no Centro de Hemodiálise da Beneficência Portuguesa, a fim de detectar precocemente presença de proteína C reativa – relacionada à infartos do miocárdio e doenças degenerativas do organismo. A especialista em odontologia, finaliza, afirmando que, ao ser realizado tratamento em fase precoce, tem excelentes resultados clínicos de otimização da vida do paciente.

Serviço: The Dental SPA

Drª Cristina Gottlieb

(21) 2132-7277/ 2025-2009 / 3827-7277

contato@thedentalspa.com.br

www.thedentalspa.com.br

www.facebook.com/clinica.thedentalspa

Shopping Città América (Av. das Américas, 700 lj 113-C e D, piso térreo – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro).

Estagiários, saibam o que fazer para serem efetivados!

1471513354-618060270Antigamente, quando ouvia-se a palavra “estágio”, quase automaticamente, remetia-se à ideia de um universitário servindo cafézinho em uma sala de conferências cheia de gestores engravatados. Hoje em dia, o estagiário não é mais aquela pessoa tímida sentada no cantinho, anotando tudo o que vê. Quem está passando por essa situação no momento, sabe que os processos seletivos de estágio chegam a durar meses. Os candidatos passam por testes e mais testes, de aptidão, conhecimentos gerais, específicos, psicológicos, dinâmicas em grupo… E por aí vai. Quando passam e finalmente conseguem entrar na empresa sonhada, são abarrotados de trabalho, fazem hora extra, cumprem prazos, perdem noites de sono e, por um minuto, desejam que seu trabalho fosse só tirar as xerox da pauta da reunião. Estagiário, hoje, trabalha de verdade.

“Muitos estagiários pecam quando deixam a animação e o empenho, que tinham durante o processo seletivo, passar quando são contratados. Esse é o maior erro”, comenta Madalena Feliciano, coach de carreiras, diretora da Outliers Careers e do Instituto Profissional de Coaching “Isso geralmente acontece, quando o estudante ‘atira para todos os lados’ na procura de uma empresa para estagiar, e não se concentra nas que ele realmente quer. Acaba fazendo um trabalho mediano, porque para ele tanto faz, essa ou aquela empresa. Nenhum gestor gosta disso”, argumenta a coach.

Segundo a diretora, é imprescindível sempre tentar superar as expectativas e ir um pouco além do esperado “O fato de ainda estar aprendendo a prática do trabalho, não significa que ele irá se safar de todas as coisas erradas que fizer, ou se não houver empenho. Não basta só colocar no currículo que é proativo, tem que, de fato, ser. Pela mão de obra ser mais barata, é muito mais fácil ser demitido como estagiário. Empresa nenhuma continua empregando quem não acrescenta”, diz.

Especialista em transição de carreiras, Madalena separou algumas outras dicas de como se portar como estagiário dentro de uma empresa. Confira:

1. Pontualidade “As empresas geralmente funcionam como um ‘efeito dominó’, se atrasar e começar a trabalhar mais tarde, pode comprometer o rendimento das pessoas que dependem do seu trabalho feito. Não é só porque você é estagiário, que suas atividades sejam menos importantes. Se atrase somente quando for inevitável, e tente ao máximo comunicar a empresa com a maior antecedência possível”, alerta.

2. Flexibilidade “Se for pedido para que fique depois do horário e isso não atrapalhe outros compromissos, principalmente com a faculdade, fique. Seu trabalho duro será reconhecido no futuro. Não há aprendizado maior do que a prática, não se prenda muito à teoria da faculdade e não tenha tanta pressa de sair quando der o seu horário”, explica a diretora.

3. Comunicação “Ter uma boa relação com os colegas, participar dos happy hours e outras confraternizações da empresa, contam pontos com o chefe, pois mostram sociabilidade e extroversão. Mas saiba separar as coisas. O que acontece no happy hour, fica no happy hour”, diz Madalena.

4. Redes Sociais “Hoje em dia, Facebook e Whatsapp já são usados como ferramenta de trabalho. É comum ter grupos da empresa nas redes sociais, onde todo mundo se comunica. Mas tenha bom senso. Ser pego utilizando outra rede social com muita frequência, não vai pegar bem para você. Deixe essas para a hora do almoço”, comenta.

5. Clareza e objetividade “Para quem está no último ano de faculdade, e ainda não ficou claro que será, ou não, efetivado ao final do contrato, é a hora de conversar com o chefe. Seja claro e diga que quer a vaga, pergunte quais são as chances. Mostrar vontade de trabalhar, com certeza vai pesar na hora do gestor fazer a escolha. Mas é sempre importante, antes de se inscrever no processo seletivo da empresa, procurar saber qual é o plano de carreira, para não haver conflitos de interesses e gerar uma futura desmotivação. Algumas empresas deixam claro desde o início que só capacitam o candidato, mas não o efetivam”, aconselha a coach.

Madalena Feliciano ainda dá um último conselho, para os que ainda estão tentando os processos seletivos “É importantíssimo conhecer muito bem a empresa para qual você vai se candidatar. Faça pesquisas na Internet, e se tiver a oportunidade de conversar com um ex ou atual funcionário, melhor ainda. Isso ajuda na hora de se preparar para as entrevistas e de saber se você e a empresa dividem os mesmos valores. É isso que te manterá motivado a trabalhar, para conseguir futuras promoções”, finaliza.

Outliers Careers
Madalena Feliciano

Diretora Geral
(11) 2737-1724
madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br

Professor Aprígio Gonzaga 78, São Judas, São Paulo – SP.

Você controla seu cartão de crédito? Ou é ele que controla você?

oneomaniaNão é surpresa para ninguém que um dos grandes vilões do sucesso financeiro, é o perfil consumista. Conhece uma pessoa que vai ao shopping comprar algo que realmente não precisa? Ou mesmo aquela que visita endereços de compra na Internet e adquire as mais diversas e desnecessárias bugigangas? Mas quando consumimos em excesso e somos financeiramente descontrolados, o resultado é inevitável: aumento de dívidas com cartões de credito, conta corrente negativa, perda de bens, e, até mesmo, lares destruídos. Pessoas endividadas, muitas das vezes, se isolam e, para amenizar suas dores e carências, fruto do próprio isolamento, recorrem à novas compras, e, então, inicia-se um círculo vicioso sem fim.

Segundo o palestrante e coach financeiro, Robson Profeta, nossa sociedade valoriza o “ter” em detrimento do “ser”. “É uma constatação. Somos acostumados a avaliar – e sermos avaliados – pelas nossas roupas, casas, carros, hierarquia social, patentes etc”, comenta o profissional. “Além disto, a maioria dos veículos de comunicação está vendendo tudo a todo instante. Temos o Big Data, ou seja, a inteligência das máquinas que analisa nosso padrão de consumo na Internet. Se você, inocentemente clica em um anúncio de sapato, a foto deste sapato aparecerá nas suas redes sociais, sites de busca, e-mail, ou mesmo no seu celular”, completa.

Além de sermos uma sociedade de consumo, segundo o coach, o problema vai muito mais a fundo “Como se não bastasse, existe em nosso cérebro, um neurotransmissor chamado dopamina – responsável pela sensação de prazer. Este neurotransmissor também é liberado quando vamos às compras. A dopamina funciona como uma droga, seu efeito causa prazer, mas passa cada vez mais rápido, e então, precisamos de mais. É como se estivéssemos aumentando a dose da droga, pois a mesma está perdendo seu efeito”, diz Robson.

Ainda de acordo com o profissional, o medo, ansiedade, depressão e angústia, são alguns sentimentos comuns na sociedade atual. Estes sentimentos precisam ser combatidos para que nossa vida não fique preto e branca “Quando preenchemos nossas vidas com amigos, esportes, encontros sociais, a tornamos colorida. Bem ou mal, as compras também entram aqui para ajudar a colorir nossas vidas”, conta o coach. Se vivemos o consumismo; se a tecnologia nos ajuda a consumir mais e mais; se sentimentos ruins existem e precisamos espanta-los; se existe um neurotransmissor que gera prazer ao comprar, fica muito fácil entender porque consumimos.

“A primeira etapa para o tratamento da ‘Oneomania é a tomada de consciência. É reconhecer a existência do problema e, claro, se não conseguir resolver, buscar ajuda profissional. Além de profissionais especializados, que podem auxiliar no processo de cura, existem sites de apoio como, por exemplo, ‘Devedores Anônimos’, que prestam um excelente serviço à sociedade”, aconselha o especialista.

Compartilhe este texto, pois neste momento alguém pode estar prestes a sacar o cartão de crédito para fazer uma comprinha “desnecessária”.

Serviço:  Robson Profeta

Coach Financeiro

11  98107-1003

rp@robsonprofeta.com.br

www.robsonprofeta.com.br

O Camarão, restaurante do técnico Renê Simões, inaugura com atração inovadora

o-camarao-iiCom mais de 20 anos de experiência no mercado, O Camarão irá inaugurar mais um restaurante neste mês de setembro. Localizado em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, a inauguração começará no dia 05/10, com uma festa VIP para convidados, e abrirá as portas para o público, no dia 06/10. A rede, comandada pelos irmãos Roberto e René Simões, técnico de futebol, inaugura a primeira sede do restaurante na Baixada Fluminense, após 20 anos da sua tradição em gastronomia.

Foram convidados de Willian Arão e Márcio Araújo, jogadores do Flamengo; jogadores do Botafogo, como Renan Fonseca e Rodrigo Pimpão, e seu técnico, Ricardo Gomes; além e de Jorginho, treinador do Vasco. Além do cantor Jorge Vercilo, e o apresentador do programa “Os Donos da Bola”, Edilson Silva.

Nessa nova era do restaurante O Camarão, a empresa conta com a novidade inovadora, já utilizada em muitos restaurantes no exterior, a projeção em 3D na mesa, também conhecida como 3D mapping. Iniciado na Bélgica, cujas imagens mostravam um mini-chef preparando um prato especial, o projeto para O Camarão foi desenvolvido pelo desenhista e diretor de arte, Reinaldo Waisman. Conhecido pelos cenários e personagens icônicos do programa infantil “Xou da Xuxa” e por ter inspirado Mauricio de Souza a criar o personagem “Anjinho”, o artista desenvolveu uma forma muito divertida de entreter os clientes, enquanto esperam seus pratos ficarem prontos “Esse projeto em 3D é inovador no país e será uma forma diferente e bem humorada, de mostrar para o cliente que estamos interessados em fazer sempre o melhor, proporcionando uma experiência nos cinco sentidos e um sabor memorável ”, promete René Simões.

No dia 06/10, quando recebe seu público, e também durante todo o mês de setembro, O Camarão distribuirá brindes e fará um sorteio “O público vai concorrer no dia da inauguração à diversos prêmios surpresas. O restaurante também vai disponibilizar alguns cupons de drinks, válidos apenas para a primeira semana. Os cupons podem ser retirados pelo site”, comenta Emerson Mendonça, administrador do restaurante. Por todo o mês de setembro, O Camarão também manterá uma mesa exclusiva, para seis pessoas, onde será projetado as imagens divertidas do 3D mapping. O cliente deverá fazer uma reserva da mesa com antecedência.

O novo restaurante O Camarão fica localizado no Shopping Nova Iguaçu, na Avenida Abílio Augusto Távora, 1111, Luz, Nova Iguaçu – RJ.

Você sabe porque seu filho se comporta diferente com a chegada de um irmãozinho?

imagem_release_738347A chegada de um irmãozinho pode causar nas crianças o medo de perder a atenção, e até mesmo, o amor dos pais. Por causa desses anseios, é muito comum que adotem atitudes mais regressivas, como voltar a usar fraldas, chupeta, chorar por qualquer motivo ou solicitar o colo dos pais com mais frequência. Crianças pequenas não sabem demonstrar seus sentimentos de forma clara e usam esses comportamentos como sinal de que precisam de amparo e ajuda para elaborarem essas transformações.

Juliana Martins, mãe, psicóloga e fundadora da BBDU, afirma “É importante, portanto, que os pais adotem uma postura de compreensão, diálogo, paciência e muito carinho. Este é o caminho para ajudar seu primogênito a lidar de uma forma mais equilibrada com a gestação e o nascimento do irmãozinho.”

Partindo dessa afirmativa, a BBDU desenvolveu o “Mural das Conquistas – A espera do irmãozinho”, que possibilita a criança um acompanhamento da gestação da mamãe e o crescimento do bebê, até o seu nascimento, funcionando como um calendário da gestação. “Inserir o filho mais velho nos acontecimentos relacionados à chegada do irmão menor fará com que ele não se sinta deixado em segundo plano”, explica Juliana.

Apesar de todo esse envolvimento, vale lembrar que crianças muito pequenas não têm a mesma noção de tempo que os adultos. Elas não conseguem compreender quanto falta para a chegada do irmãozinho e essas expectativas, muitas vezes ajudam a desorganização emocional das crianças. É nessa hora que o “Mural – à espera do irmãozinho” pode ajudar. “Outras atitudes como: ler algumas historinhas que falem de como nascem os bebês, ou assistir filmes que tratem do tema nascimento ou relacionamento entre irmãos, também são indicados”, completa a psicóloga.

De acordo com a profissional, se a criança apresentar maiores dificuldades para entender o desenvolvimento do bebê, mostre fotos e vídeos dela enquanto pequena, de modo que ela compreenda que também já passou por essas fases e cresceu.

Serviço: Juliana Martins

Psicóloga, mãe e dona da BBDU

contato@bbdu.com.br

www.bbdu.com.br

https://www.facebook.com/FaceBBDU

Instagram: https://instagram.com/bbdu_instagram/  @bbdu_instagram

Youtube: BBDU_Videos

Garanta seu próprio Pokémon enquanto o jogo não chega ao Brasil

Pokémon-1Extremamente famosos na vida das crianças dos anos 90, os Pokémons agora estão fazendo a cabeça dos adultos ao redor do mundo. Com a missão de fazer pessoas saírem de suas casas para procurar, capturar e treinar Pokémons, para, então, batalhar com outros jogadores,“Pokémon Go”, lançado pela Nintendo, vem fazendo os aderentes ao jogo correrem ao redor de suas cidades caçando as criaturinhas virtuais.

Embora ainda não liberado no Brasil, Pokémon Go, vem sendo jogado por mais de 21 milhões de pessoas no resto do mundo. Pensando na ansiedade dos brasileiros, a empresa 3D Protos, especializada no desenvolvimento de próteses e produtos de tecnologia assistiva, resolveu também comercializar Pokémons em 3D para os fãs do desenho japonês “Mesmo que seja diferente do nosso trabalho, pois estamos acostumados a criar soluções para auxiliar pessoas vítimas de alguma deficiência motora, nós também estamos ansiosos para a chegada do jogo ao Brasil. Então pensamos ‘por que não?’”, diz Fernando Flores, diretor da empresa.

O que começou com uma startup em 2014, durante a XV Maratona de Empreendorismo da UFRGS, e o prêmio de primeiro lugar, a 3D Protos, se tornou a pioneira no Brasil no desenvolvimento de produtos de tecnologia assistiva em 3D. Possui diversas soluções pensadas para as necessidades individuais de cada pessoa, além de uma linha de auxiliares de vida diária, que solucionam problemas do dia-a-dia de pacientes com deficiência ou alguma dificuldade. São auxiliares para amarrar os cadarços, colocar cinto de segurança, comer com talheres, escrever, abrir zíperes, colocar botões a até mesmo um suporte para cartas de baralho. Todos com preços bem acessíveis.

Com a hashtag #gottaprintemall (Tenho que imprimi-los), similar ao slogan do desenho “Gotta catch ‘em all” (Tenho que pegá-los), os animaizinhos em 3D já vem fazendo parte da vida dos jogadores de Pokémon Go, nos Estados Unidos. Matthew Beaman, um entusiasta de impressões em 3D, e adepto ao novo jogo, começou a febre através de várias cópias pequenas de Pokémons, que espalhou ao redor da sua cidade local, para que os jogadores os encontrassem. Logo, empresas americanas adotaram a ideia, e passaram a investir nas impressões em três dimensões, para também deixar cupons de seus produtos junto aos modelos. No jogo, os Pokéstops e as Pokégyms (lugares em que os jogadores podem reabastecer e batalhar), já são lugares públicos da vida real, como lojas e parques, em que seus donos vem se beneficiando bastante dos lucros com os animados novos visitantes.

“Hoje em dia, tudo gira em torno do mundo virtual, e as empresas precisam abraçar as ideias. O Pokémon Go não tem sido apenas mais um jogo para crianças, porque metade dos jogares são adultos. Se tornou uma nova plataforma de relacionamento com pessoas, e para atingi-las, você deve falar a mesma língua. Foi melhor ainda quando aconteceu de ser algo que nós na 3D também gostamos”, finaliza o diretor.