Quer emagrecer?

whatsapp-image-2016-11-11-at-12-32-34Em uma época em que as pessoas se preocupam muito mais com sua imagem digital e as milhares de fotos postadas em suas redes sociais, a busca pelo corpo perfeito se tornou incessante. Um costume que antes era considerado mais feminino, fazer dieta e contar calorias se tornou unissex. No entanto, com o grande fluxo de informações circulando o tempo todo, o número de pessoas que seguem varias dicas de sites e blogs, inclusive as dietas e ignoram até mesmo as nutricionistas, é absurdo.
Hoje em dia, homens e mulheres procuram as mais inusitadas formas de emagrecer – sem querer mudar hábitos de forma definitiva. Usam de artifícios para emagrecerem de forma rápida, como dietas extremamente restritivas, sucos detox milagrosos, dentre outras coisas, tudo para emagrecerem o máximo em menor tempo. Muitos vão além e apelam até para remédios perigosos sem prescrição médica.
A coach em Emagrecimento e também Terapeuta Ocupacional, Daniele Veríssimo, explica que o emagrecimento vem de dentro “Não é apenas ‘fechar a boca’, como dizem, ou simplesmente fazer dieta. Com dietas, se não houver uma manutenção, você ganha tudo de novo quando parar. A pessoa precisa mudar seus hábitos alimentares para o resto da vida e para isso tem que haver um preparo psicológico”, diz.
Segundo Daniele, o indivíduo começa se sabotando quando coloca um prazo para a dieta “Se a mulher, por exemplo, só vai ingerir menos calorias para tentar entrar em um vestido para o final de semana, ela já começa errando. A chave para emagrecer De forma consistente não tem prazo, pois é um trabalho que envolve mudanças internas, é muito mais do que simplesmente  fazer reeducação alimentar. Cada pessoa se transforma internamente e lida com situações da vida cotidiana . E isso não tem data de validade. ”, explica Daniele.
A coach de emagrecimento, que tem uma história parecida com boa parte das mulheres, encontrou na força do pensamento o empurrão que precisava para perder 17kg “Eu cheguei a pesar 104kg e só o que passava na minha cabeça era que eu não queria chegar na 3ª idade com tantas limitações. Iniciei um processo de emagrecimento e após perder 17kg, decidi me tornar coach de emagrecimento e ajudar pessoas a se transformarem de dentro para fora”, compartilha a especialista.
Ainda de acordo com Daniele, a principal causa de desistências em dietas, é a ansiedade. “Quando uma pessoa quer perder muitos kilos, ela não consegue fazer uma dieta restritiva por muito tempo. Perece que o tempo para chegar aonde quer demora muito mais do que o que havia se dado e programado. Com isso, acabam furando as dietas e os treinos físicos. E volta ao ciclo que é vicioso: desânimo, furo na dieta, pouco emagrecimento e desânimo de novo”, explica Daniele.
A coach diz que toda reeducação alimentar saudável também é emocional e, portanto, não é para se desesperar “O emagrecimento deve ser além da estética. Você tem que emagrecer para ter uma vida saudável, de forme consistente, para que seja definitiva. E um esforço máximo somente por uma semana não garante isso, pois devem existir mudanças mentais, para haverem mudanças comportamentais. Então, é um processo longo, que deve ser iniciado pelas razões certas para que dê certo”, conclui a coach.

Daniele Veríssimo

Coaching para Emagrecimento

(21)983143517

danieleverissimo.com.br

facebook.com/coachdanieleverissimo

intagram.com/fitcomdaniele

O câncer de próstata é o segundo que mais causa mortes de homens no Brasil

carlaribeiroprostataConsiderado um dos cânceres mais comuns no mundo, o câncer de próstata é o segundo maior responsável pelas mortes de homens no Brasil, com cerca de 2 milhões de casos por ano. É um tumor que acomete principalmente homens maduros – acima dos 50 anos. O câncer de próstata é uma doença silenciosa e por esse motivo é necessário acompanhamento médico regular. Sem apresentar sintomas relevantes em sua fase inicial, estes começam a aparecer já na fase avançada. Geralmente na uretra – pela proximidade com a próstata – caracterizam-se na obstrução do canal urinário e dificuldade ao urinar. Quando descoberto no início, a taxa de cura é de 90%.

Até o segundo semestre de 2016, mais de 61 mil homens foram diagnosticados com câncer de próstata. O tratamento e cura deste tipo de câncer envolve radioterapia ou cirurgia de remoção da glândula e até mesmo também da bexiga, em casos onde as células cancerígenas já se espalharam.

Segundo a psicóloga Carla Ribeiro, especialista em saúde do homem, um dos fatores principais que levam os homens a postergarem o exame do toque, é o psicológico. “A maioria dos homens ainda se sente desconfortável quando o assunto é esse exame. Acham que vai afetar sua masculinidade se deixarem outro médico os examinarem”, comenta a psicóloga. “Principalmente por ser um doença assintomática no início é de extrema importância que o exame seja feito todo ano, mas, infelizmente, alguns homens ainda carregam um pensamento errado sobre isso”, diz.

De acordo com médicos, o principal fator de risco é o hereditário. Pacientes com parentes de primeiro ou segundo grau diagnosticados com a doença, tem suas chances dobradas de contraí-la também. “Com o avanço da medicina atual, os pacientes reganham seu desempenho sexual normalmente um tempo depois da cirurgia. Não há mais o que temer quando o assunto é esse. Os homens precisam perder o medo do toque e se cuidarem. Muito pior do que o exame, é ser diagnosticado com câncer”, conclui a psicóloga.

Serviço: Carla Ribeiro

Psicóloga Clínica e Hospitalar voltada para Saúde do Homem

caribeiro.psi@gmail.com

https://www.facebook.com/psicologacarlaribeiroRJ

 

Ser muito presente no trabalho pode indicar distúrbios emocionais

presenteismoMuito se fala da ausência recorrente do trabalho, o absenteísmo, por meio de faltas, licenças médicas, sempre envolvendo doenças ou distúrbios psíquicos. Mas, hoje em dia, há outro vilão que poucos conhecem e que cada vez mais toma espaço na vida das pessoas: o presenteísmo. Já ouviu falar? Talvez, ele esteja acontecendo com você e é preciso ficar atento.

Segundo Andreia Rego, psicanalista e coach de desenvolvimento humano, o presenteísmo está ligado àqueles que permanecem trabalhando mesmo doentes ou sem motivação, ou seja, estão fisicamente presentes, mas mentalmente ausentes. “Essa problemática está vinculada a questões psicoemocionais, tais como alto estresse, dificuldade nas relações interpessoais, depressão, medo da perda do emprego, do cargo, falta de autoconhecimento para refletir sobre si e encontrar saídas saudáveis na forma de lidar com desafios da vida, etc”, comenta a coach.

Segundo pesquisas apontadas pela ISMA-BR – International Stress Management Association, associação sem fins lucrativos – um fator preocupante no ano de 2012 sobre o desenvolvimento da prevenção e do tratamento do estresse no mundo, é que 68% dos brasileiros já sofriam de estresse por conta da correria do dia a dia e que o aumento desse problema aconteceria na casa dos 28% ao ano. Ainda, em outras pesquisas feitas pelos Estados Unidos, há demonstração de que as perdas de produtividade por depressão e dores sofridas por trabalhadores que não faltam ao trabalho superam as perdas de produtividade derivadas do absenteísmo.

“Na maioria das vezes, o indivíduo não percebe que já está afetado pelo presenteísmo e, estando doente, não consegue perceber o motivo de não conseguir ser produtivo, criativo e feliz no ambiente profissional, pessoal e social”, completa Andreia.

De acordo com a coach, para ficar alerta e presente nos ambientes em que vive, de forma qualitativa, um dos pontos primordiais é buscar se relacionar com o trabalho de maneira que este seja visto como uma fonte de realização e não como uma obrigação, um peso. Diante dessa premissa, estabelecendo um novo olhar, o reflexo será levado para outras áreas pessoais. E uma perspectiva diferente se inicia.

“Outro ponto essencial de transformação é trabalhar o autoconhecimento e buscar se entender internamente, pois só é possível ser feliz conhecendo a si mesmo, as motivações pessoais/profissionais, os desejos e preferências. Os indivíduos podem recorrer à Psicanálise/Psicologia, caso já estejam com sintomas relevantes, como desânimo, irritação, tristeza acentuada, falta de identidade, depressão, ou ao Coaching, caso sintam a necessidade de buscar soluções com foco em resultados concretos. Essas são algumas vertentes, mas cada um procura o que melhor compreender como boa saída para evitar permanecer no problema”, aconselha a especialista.

Andreia diz que para que ocorra um casamento saudável e sustentável na tríade trabalho, vida pessoal e vida social, é importante ter a consciência do que acontece no cotidiano, a fim de que a mudança floresça. “Se manter presente no agora é questão vital para sentir que vale estar inserido na própria vida e vivê-la com felicidade e leveza”, conclui Andreia.

Serviço: Andreia Rego

Psicanalista e Coach de Desenvolvimento Humano

21 99941.9950

asrego@gmail.com

http://coachandreiarego.com.br/

Instagram: Andreia Rego

A dois meses das festas de final de ano, saiba como se organizar para não começar 2017 apertado

farney-fotoDe acordo com um estudo realizados pelo Banco Central no ano passado, as famílias brasileiras possuíam 45,8% da renda comprometida com dívidas. Os juros altíssimos decorrentes da crise econômica estão cada vez mais impedindo os brasileiros de honrarem com seus compromissos financeiros e isso resulta em difíceis situações de endividamento. Embora a situação econômica brasileira esteja sem previsão para melhorar, há maneiras eficazes de controlar os gastos, para, aos poucos, ir acertando as faturas atrasadas e se organizar melhor para a época mais consumista do ano.
Farney Coutinho, coach financeiro e coautor do livro “Crise para alguns, solução para outros”, explica que é possível sim obter controle financeiro, mas não é algo que acontece da noite para o dia “Hoje em dia, quase metade do orçamento familiar é utilizado apenas para pagar dívidas. É nítida a falta de planejamento e controle dos gastos mensais da população brasileira. E embora seja sim possível se livrar das dívidas, é necessário muito planejamento e, principalmente, foco”, diz.
A seguir, o coach apresentada algumas medidas a serem tomadas caso você já tenha perdido o controle do seu orçamento e queira se organizar para o próximo ano “Estas simples medidas farão com que você retome o controle de suas finanças pessoais e elimine suas dívidas no menor prazo”, comenta Coutinho.
1. Primeiramente, liste por completo todas as suas dívidas, incluindo informações de valor e quantidade de parcelas em atraso e a vencer, valor total da dívida e principalmente a taxa de juros de cada dívida. É preciso conhecer o tamanho do adversário que estamos enfrentando.
2. Reveja seu orçamento e corte ou reduza ao máximo todas as despesas realmente desnecessárias, sem comprometer sua qualidade de vida ou da sua família.
3. Substitua as dívidas com juros mais elevados por dívidas com taxas de juros menores. Atualmente a portabilidade entre bancos tem ajudado bastante neste sentido. Procure seu gerente, seja franco e exponha seu problema. Caso você já esteja negativado e não possua mais crédito no mercado, verifique a possibilidade de levantar um empréstimo com um parente ou amigo pagando uma taxa de juros menores do que as cobradas atualmente pelo seu credor.
4. Comece pagando as dívidas com os juros mais elevados primeiro, e então parta para as dívidas com menores taxas. Quanto maior os juros, mais rápido o montante da dívida se tornará um grande problema te deixando em situação cada vez pior de comprometimento da renda. Elimine-as primeiro.
5. Crie uma nova fonte de renda. Há inúmeras possibilidades de obter uma renda extra para contribuir com o pagamento da dívida. Utilize esta receita extra para antecipar a quitação da dívida e se livrar o quanto antes desta fase da sua vida.
Segundo Farney, não adianta tomar todas essas medidas e não se manter focado e firme no controle dos gastos, pois pode acabar resultando em dívidas muito maiores “Além disso, paralelamente ao pagamento da dívida, inclua em seu orçamento um valor a investir mensalmente e em poucos meses a dívida estará paga e você contará com uma reserva financeira para imprevistos futuros”, conclui o coach.

Farney Coutinho
Educador Financeiro

e-mail: farney@conquistaeditora.com.br
Tel.: (21) 2146-2592
Cel.: (21) 9 6494-6642

Como fazer as crianças obedecerem às regras?

imagem_siteAdultos ou crianças, todo mundo tem hábitos diários, e com o passar do tempo acabam tornando-se parte da rotina, seja ir para a escola ou trabalhar. A vida em sociedade exige que tenhamos regras de convivência e quanto antes as crianças aprenderem a conhecer, respeitar e aceitar, serão mais aptas a conviver em sociedade.

Para auxiliar nesse processo, a BDDU, empresa da capital gaúcha, produz diversos produtos que auxiliam os pais no desafio de educar seus filhos. Juliana Martins, psicóloga e proprietária da empresa, criou uma linha de adesivos chamada “Regras da Casa”. A especialista diz que eles auxiliam na visualização das regras, o que facilita o entendimento por parte da criança. “A visualização dos combinados da família ajuda os pequenos a aprender lidar com eles. Saber o que vem pela frente e o que é esperado dela, transmite segurança à vida da criança. Os adesivos “Regras da Casa” ajudam a criança a entender o que pode e o que não pode ser feito. Eles podem ser colados onde os pais desejarem, inclusive próximo ao local onde normalmente a criança executa a ação”, explica.

Ao nascer, a criança depende exclusivamente dos pais ou outros adultos, mas aos poucos precisa ser ensinada a como se virar sozinha. Desde a alimentação aos cuidados com a higiene, é importante que estas atividades estejam claras e ela saiba o que é esperado dela para que elas possam ter maior autonomia, para que, assim, cresçam com mais responsabilidade, organizadas e menos ansiosas. “A autonomia é desenvolvida por meio do respeito aos interesses da criança e da relação de confiança que ela estabelece com os pais. Por isso, devemos ter um olhar cuidadoso à maneira com que eles lidam com cada nova combinação familiar”, aponta Juliana.

O importante é que a criança saiba quais são as regras da casa. Assim, ao descumprir qualquer uma delas, os pais podem utilizar as imagens para apontar a regra e iniciar um diálogo com seu filho. “Quando são utilizados elementos gráficos ou desenhos, o aprendizado se torna mais lúdico e divertido. ”, conclui Juliana.

Segundo a proprietária, os diálogos, juntamente com as regras, farão com que a criança cresça mais confiante e preparada para lidar com suas futuras responsabilidades de adulto.

O conjunto vem com 32 regras básicas e pode ser encontrado no site www.bbdu.com.br no valor de R$26.

Serviço: Juliana Martins

Psicóloga, mãe e dona da BBDU

contato@bbdu.com.br

www.bbdu.com.br

https://www.facebook.com/FaceBBDU

Instagram: https://instagram.com/bbdu_instagram/  @bbdu_instagram

Youtube: BBDU_Videos

 

Cine Truck comemora 1º ano com festa aberta ao público

burguers_chapaUma animada e saborosa festa celebrará o aniversário de um ano do Cine Truck, um dos empreendimentos de hambúrguer artesanal em food truck de maior sucesso e reconhecimento em Curitiba. O evento será realizado no dia 5 de novembro, sábado, das 11h às 20h, no Curitiba Sunset Café. O espaço tem capacidade para 700 pessoas, e contará com atrações musicais e food trucks, incluindo King Fries, Krepeira, Brownie do Max e, é claro, o próprio Cine Truck.

Estão confirmados shows com Trio Vinil (clássicos do cinema instrumental), às 14h, e Cwblues (Eric Clapton, Stevie Ray Vaughan, Jimi Hendrix, Buddy Guy, BB King, Beatles, etc), às 17h. Também são esperados cosplays de personagens famosos do cinema. A entrada custa R$ 5, e o Sunset Café está localizado na Rua Marechal Hermes, 1016, em frente ao Museu Oscar Niemeyer.

Nesse primeiro ano de existência, o Cine Truck teve o sanduíche Dark Side eleito o melhor hambúrguer de food truck pelos consumidores do evento CwBurguer Fest, dias 3 e 4 de Setembro, na Quadra Gastrô da Arena da Baixada. “Estamos somente no primeiro ano, mas esperamos para o próximo ano abrir um espaço fixo de atendimento. E pensamos, futuramente, em disponibilizar a modalidade de franquia”, afirma um dos sócios, Pedro Henrique Miranda.

Cine Truck

Surgiu da vontade de três amigos interessados em criar serviço gastronômico que proporcionasse uma experiência temática dentro do universo do cinema. Inicialmente, a intenção era de um restaurante fixo, com identidade marcante. Porém, com a necessidade de um capital alto para investir em algo assim, a saída foi então adaptar para um negócio menor, mas que mantivesse a essência.

Além de incomparáveis no sabor, os lanches são batizados em homenagem a grandes sucessos do cinema. Atualmente, o Cine Truck está presente nos principais eventos abertos e fechados do Paraná e Santa Catarina.

Serviço: Aniversário de um ano do Cine Truck

5 de novembro, sábado, das 11h às 20h

Rua Marechal Hermes, 1016

Entrada – R$5

Censura Livre

1º Curitiba Jazz Festival será nesta sexta, sábado e domingo

14642665_10155639478069466_16608043_nTrês dias de jazz da maior qualidade é o que o público desfrutará durante o 1º Curitiba Jazz Festival, promovido pelo Curitiba Backpackers Hostel nos dias 21, 22 e 23 de outubro. Será um encontro dos melhores músicos de jazz da cidade, todos com carreira de destaque nacional e internacional.

Estão confirmadas as seguintes atrações musicais: Sub Jazz A Reunião, Rodolfo Reichmann Trio, Saul do Trumpet Quarteto, Sotak Brasil Jazz Fusion, Ná Tocaia Trio, Jazz Maia, Gegê Felix Trio e Plata o Plomo com Du Gomide. Ainda haverá gastronomia, mostra de cinema de jazz (sábado e domingo), bazar, troca de discos, exposição de artes, fotografia e live paint.

Na sexta, os portões abrem às 18 horas. No sábado, às 12 horas, e no domingo, às 15h. O Curitiba Backpackers está localizado na Rua Nilo Peçanha, 243, São Francisco. Vendas disponíveis pelo Disk Ingresso. Mais informações pelo telefone 3308-8723. Confira a programação completa:

21/10 Sexta-feira, a partir das 18h.
– Sub Jazz a Reunião, uma formação especial da velha guarda do jazz paranaense com Helinho Brandão, Saul do Trumpet, Paulinho Branco, Sandro Guaraná, Fernando Kakau, Allan Giller Branco e Ian Giller Branco.  

– After na Casa Verde para as 100 primeiras pessoas que chegarem ao festival. A Casa Verde fica na Rua Barão de Antonina, 54, a 100 metros do hostel.

22/10 Sábado, a partir das 11h.
– Rodolfo Reichmann Trio. Já está há 16 anos na estrada, liderado pelo maravilhoso pianista Rodolfo Reichmann. Tocou em diversos festivais no Brasil e no mundo, nos principais bares de Jazz em Nova York, e foi destaque na cena jazz paulistana. A discografia conta com quatro albuns.

– Saul do Trumpet Quarteto. Precursor do jazz no estado do Paraná, Saul é o único artista vivo que teve uma premiação também com seu nome, o ‘’Prêmio Saul do Trumpet’’. Já tocou com diversos ícones da música, incluindo Waltel Branco, Mauro Senise, Hermeto Pascoal, Leny Andrade, Arismar do Espírito Santo, Proveta e Helio Brandão.

– Sotak Brasil Jazz Fusion. Está há 30 anos na estrada, e já participou dos principais festivais de jazz no Brasil e no mundo. Entre eles, por quatro anos no Montreux Jazz Festival. Foi premiado como melhor CD do ano no prêmio ‘’Saul do Trumpet’’. Seus integrantes foram os idealizadores do festival JAZZ BRASIL.

– Gegê Felix Trio. Com uma personalidade própria, Gegê Felix impressiona não só pelos arranjos e originalidade de suas composições, mas também pela clareza das notas que extrai do seu instrumento, o violão, ao qual se dedica desde os 10 anos de idade.

23/10 Domingo, a partir das 15h.

– Ná Tocaia Trio. A música do Ná Tocaia Trio mostra a produção atual de músicos de trajetória internacional. O baixista Glauco Sölter gravou três CDs solo e tem atuado em festivais ao redor do planeta, enquanto o guitarrista Mario Conde, que morou quatro anos na Suíça, é considerado uma das revelações da musica instrumental brasileira. Por sua vez, o baterista Endrigo Bettega tem sido requisitado por artistas nacionais e europeus para turnês e gravações.

-Jazz Maia. A pianista Marília Giller é, sem dúvida, uma das grandes personalidades da música instrumental curitibana. Como historiadora e pesquisadora, ela trabalha pela conservação e disseminação da arte musical desde os seus primórdios. Na outra ponta, ela se envereda pelo jazz fusion. Marília toca com seus dois filhos, Alan Giller Branco no baixo, e Ian Giller Branco na bateria e Steel Drum.

PONTOS DE VENDA: Disk-Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11hs às 23hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, –  e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação – de segunda a sábado, das 10hs às 22hs, e aos domingos, das 14hs às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs) e pelo portal www.diskingressos.com.br. Informações: 41 33150808.

Serviço: 1º Curitiba Jazz Festival

21, 22 e 23 de outubro

Rua Nilo Peçanha, 243, São Francisco

Censura: 18 anos

Vai fazer o Enem? Saiba como acertar na carreira primeiro!

photoshopPara boa parte dos estudantes do Ensino Médio, ter que definir uma profissão aos 17 anos é um processo estressante e injusto. Além de já estarem passando por todas as mudanças hormonais desconfortáveis da adolescência, esses alunos ainda sofrem com a pressão dos pais, familiares e da sociedade para definirem suas carreiras. Dessa maneira, muitos desses estudantes, acabam fazendo escolhas erradas e optando pelas profissões por motivos errados. Infelizmente, essas escolhas não muito positivas acabam afetando o desempenho profissional deste estudante no futuro.

Segundo a Coach Vocacional e de Carreira, Érika Ferrari, um fato agravante entre as escolas do Rio de Janeiro, é a falta de apoio emocional aos vestibulandos “Muitas vezes, só estudar e saber a matéria não é suficiente para ir bem em uma prova. As escolas, tanto da rede pública, quanto particular, não oferecem nenhum suporte vocacional e emocional aos alunos durante esse período. O candidato já se encontra em uma pressão enorme e o nervosismo compromete o desempenho na hora da prova”, afirma a Coach.

A especialista separou 5 dicas para auxiliar o candidato que vai prestar vestibular à acertar na escolha da carreira – o fator número 1 que os mantém acordados à noite. Confira:

1. Autoconhecimento: “Primeiramente, a pessoa precisa se conhecer, pois não adianta definir o que você quer, se você não sabe quem você é. Isso significa alinhar suas crenças, princípios, valores e propósito de vida. Refletir e olhar para dentro de si é necessário para que você tenha essas questões de extrema importância respondidas. É primordial, porque só assim você irá identificar qual carreira mais tem compatibilidade com o seu jeito de ser. Abordamos aqui a questão da vocação. Quando você se conhece, você entende qual é a sua essência e o que você busca. É um conhecimento tão profundo e particular, que só isso te levará a sua felicidade”, comenta Érika.

2. Lidar com a pressão familiar: “Essa época é estressante para todo mundo. Os filhos se desprendem dos pais para estudar e ficam mais independentes. Por mais que fiquem preocupados, os pais não devem tentar influenciar a decisão dos filhos. Muitas vezes os pais estão no mercado de trabalho e acham que a sua carreira é a melhor do mundo, assim como qualquer outro profissional feliz com o seu trabalho. Entretanto, eles precisam entender que o cenário é diferente, o seu tempo já passou e os filhos precisam impor isso também. Os pais tentam ajudar, mas não sabem orientar da forma como deveriam e isso pode acabar atrapalhando e causando ainda mais pressão na escolha do adolescente”, argumenta a Coach.

3. Definir os objetivos: “Depois de saber quem você é, é hora de traçar um plano claro e objetivo do que você quer para sua vida. A forma de fazer isso é visualizar o seu futuro e pensar sobre o que você gostaria de estar fazendo naquele momento, o que você quer ter, ser e o que quer alcançar financeira e emocionalmente. Senão, ficará buscando e não terá objetividade. É necessário ter metas definidas para ter direção”, diz a especialista.

4. Ter foco: “Dar o máximo de si, se organizar e ter uma definição clara para poder correr atrás do que o estudante quer, é motivador. Você sempre precisa se sobressair e surpreender no que faz e para tal, você sempre precisa fazer mais e se doar. Mas é preciso encontrar prazer e felicidade nisso, só assim você consegue manter o foco e a direção para estudar, se dedicar e atingir o seu objetivo sem desistir no meio do caminho. Por isso é tão importante saber quem você é. A sua carreira não deve parecer uma obrigação, desde o início”, aconselha Érika.

5. Valorizar as conquistas: “Se passar no vestibular, comemore! Saia com a família, os amigos, dê uma festa. E faça disso um hábito, de sempre compartilhar e aproveitar com outras pessoas as suas conquistas. Não adianta nada trabalhar duro e não aproveitar. E principalmente, sirva de inspiração para alguém”, afirma a especialista.

Ainda de acordo com Érika, para os alunos que vem tendo muita dificuldade com o processo de escolha profissional, o Coaching Vocacional e de Carreira pode ajudar, e muito “Você pode ser o que você quiser, desde que desenvolva as habilidades para tal. As ferramentas e técnicas do processo de Coaching traçam o perfil comportamental da pessoa, seus potenciais e limitadores, possibilita o indivíduo a utilizar seus talentos na potencialidade máxima e despertar um novo eu dentro de si, muito mais feliz e realizado consigo mesmo. A pessoa é direcionada na busca de seus objetivos, porque ela sabe as características que precisa desenvolver para ser quem ela quer ser. É sempre muito melhor e mais feliz quando você trabalha com algo que tem tudo a ver com o seu perfil e suas competências”, conclui a Coach.

Serviço: Érika Ferrari – Coach Vocacional e de Carreiras

http://www.erikaferraricoach.com.br/

contato@erikaferraricoach.com.br

Tel: (21) 9 9479-4932

Com o final das Olimpíadas no Rio de Janeiro, agora o foco é o Japão

img-20161013-wa0010O Japão é um país-arquipélago localizado na Ásia Oriental escolhido para sediar os próximos Jogos Olímpicos. No entanto, gostar de peixe cru não é a única grande diferença cultural japonesa perante o Brasil. Conhecido por sua cultura colorida e extravagante retratada nos animes, o Japão tem mais alguns outros costumes que podem ser bastante diferentes para os brasileiros.

De acordo com Nicole Yamashita, uma nipo-brasileira de 12 anos, filha de descendentes japonês, para ela, a principal diferença entre Brasil e Japão, é a forma de tratamento entre as pessoas “Quando as pessoas acabam de se conhecer, elas dizem ‘Yoroshiku’, que na tradução para o português, significa ‘Por favor, seja bom para mim’, ao invés de dizer apenas ‘prazer em conhecer’”, conta Nicole. Segundo a pré-adolescente, é uma forma muito bonita de receber alguém em sua vida.

Além disso, ainda de acordo com Nicole, os japoneses não desejam “boa sorte” quando alguém está prestes a realizar algo importante “Eles dizem ‘Gambatte’, que significa ‘faça o seu melhor’”, “se esforce”diz. A saudação através da reverência – no lugar do aperto de mão, quando agradecem e principalmente em um pedido de desculpas – também é um hábito japonês.

Nicole lista mais alguns costumes japoneses que são bem diferentes dos brasileiros:

1.Os japoneses andam pelo lado esquerdo da rua;

2.Não se entra nas casas ou alguns estabelecimentos – como hospitais – utilizando sapatos. Ao invés disso, utilizam-se sapatilhas chamadas de kinkai. Os japoneses são muito limpos e organizados e não permitem que a sujeira da rua seja levada para dentro de casa;

3.Na cultura japonesa, quem paga a conta nos restaurantes é sempre a mulher. Isso porque são as mulheres que administram as finanças da família;

4.Os alunos que fazem a limpeza das escolas;

5.Fazer barulho ao tomar uma sopa é sinal de respeito. Mostra que você está gostando do prato;

6.Segundo Nicole, um outro exemplo de tratamento japonês é, antes de comerem, os japoneses dizem “Itadakimasu”, que é uma forma de agradecimento às plantas e animais que deram suas vidas para a refeição que estão prestes a comer.

Embora alguns desses hábitos pareçam diferentes e estranhos, os brasileiros certamente tem muito o que aprender com os japoneses. Não é a toa que, mesmo para um país tão pequeno, a economia japonesa é a terceira maior do mundo. Arigatou!

3º Mini Festival de Artes Duvida? será no sábado e domingo

nbn_8621Curitiba irá respirar arte neste sábado e domingo (8 e 9 de outubro, das 13h às 20h), dias em que será realizada o 3º Mini Festival de Artes Duvida?. De cunho 100% colaborativo, o evento reúne as mais diversas artes, como fotografia, música, poesia, circo, dança, grafite, pintura e gastronomia. A entrada é gratuita e pet friendly. Mais de mil pessoas do PR, SC, SP e MG são esperadas nos dois dias. E o Duvida? incentiva a todos irem de bicicleta, pois haverá onde estacioná-las.

Assim como em 2014 e 2015, o evento deste ano não conta com o apoio de leis de incentivo ou patrocinadores. Apenas com a união de várias artes, por meio de amigos que apoiam o projeto desde o seu início. Nem mesmo performers ou professores receberão algum tipo de cachê. 

Segundo o idealizador e fotógrafo Nilo Biazzetto Neto, o interesse é coletivo. Afinal, os artistas se alimentam de artes diversas, e têm necessidade de beber de outras fontes. “Tribos muito fechadas não ampliam seus horizontes. O fotógrafo, por exemplo, não deve apenas falar sobre fotografia, mas abrir sua cabeça para conhecer mais sobre outros mundos. E isso requer referências variadas”, afirma Nilo.

O evento

Durante os dois dias desse intercâmbio entre as mais variadas formas de expressão cultural, haverá diversas atividades ocorrendo em paralelo, praticamente em todos as horas do evento. Serão oficinas (Mandalas, Coletivo Balbúrdia, Interferência em Quadrinhos, Compostagem, etc), bate-papos (Cultura Alimentar, Desastres Ambientais em Minas Gerais, etc), exposições, exibição de filmes, campeonato de sinuca e shows (Lu Lemos, Dani Nascimento e Cássio Guaraná). Tudo gratuito e aberto a todas as idades.

No sábado à tarde, terá início a nova colagem de imagens da Muro Galeria, em seus painéis localizados dos lados interno e externo. Entre as imagens a serem exibidas, as produzidas no workshop de Francisco Santos em Superagui, no feriado de 7 de setembro. Produção artística em tempo real também será apresentada pelo artista curitibano Eduardo ‘Artestenciva’ Melo, cujo trabalho em estêncil é destaque no Brasil e exterior.

Todos ainda estão convidados a participar do ‘plantio’ de imagens no Jardim Fotográfico. Basta levar o número desejado de fotografias no formato 10×15. A colheita (momento em que as pessoas escolhem fotos que mais gostaram para levar para casa sem custo algum), por sua vez, será no domingo.

Na parte da noite, um Samba de Roda na Fogueira aquecerá o público presente. Já o domingo terá como um dos pontos altos o show com a banda Gretchen Cadillac, a partir das 17h. O grupo, que vem trabalhando em uma ópera rock multimídia composta por arte sequencial, mídias digitais e trilha sonora conceitual, preparou um pocket show exclusivo, com ilustrações que serão produzidas ao vivo pelo ilustrador Ibraim Roberson.

Na hora da fome, os presentes poderão degustar delícias diversas como os hambúrgueres do Gepetto, os quitutes da chef Ana Sprengler ou os brigadeiros da Nana. O endereço do Duvida? é Rua Alberto Folloni, 634, Centro Cívico. A entrada é gratuita e aberta ao público em geral. Mais informações pelo telefone 41-3252-2540.

3º Mini Festival de Artes Duvida?

Onde: Escola Portfolio – Rua Alberto Folloni, 634, Centro Cívico, Curitiba.

Quando: 08 e 09 de outubro, sábado e domingo, das 13h às 20h.

Entrada: Livre.

Informações: escolaportfolio.com.br / 41-3252-2540.

Procurando atividades extracurriculares para os seus filhos?

imagem_release_658928O final do ano vai se aproximando e a procura dos pais por atividades extracurriculares para matricularem seus filhos só aumenta. Normalmente, a oferta destas atividades fica limitada a futebol, ballet, judô e outros esportes. No entanto, as crianças modernas, que já crescem sabendo desbloquear um smartphone antes mesm de aprender a ler, gostam se sentirem mais desafiadas por atividades que necessitam de mais maturidade e concentração. As próprias escolas já estão percebendo que existem opções diferentes e que podem desafiar as crianças de várias maneiras. Esse é o propósito da empresa americana Bricks 4 Kidz, com sua inovadora forma de entretenimento através da construção de modelos motorizados de Lego.

Leonardo Nogueira, diretor da filial no Rio de Janeiro explica o diferencial no desenvolvimento da criança quando exposta a atividades intelectuais “Participar de exercícios físicos tem vários benefícios, porém para o crescimento saudável da criança é importante considerar atividades extracurriculares que ajudem no desenvolvimento de outras competências”, diz “Introduzir diferentes atividades ajuda às crianças a terem várias experiências e descobrirem talentos naturais, além de desenvolver áreas nas quais elas podem ter alguma dificuldade”, completa Leonardo.

Utilizadora do conceito americano STEM (Science, Technology, Engineering, Math), a Bricks 4 Kidz ajuda a desenvolver de forma muito divertida as habilidades importantes no campo da ciência, tecnologia, engenharia e matemática “Através das nossas aulas – disponíveis para crianças entre 3 e 13 anos – elas usam eixos, polias, motores e várias outras peças para construir projetos divertidos e educativos com blocos de LEGO. Os alunos aprendem a trabalhar em conjunto e resolver problemas enquanto criam algo científico”, explica o diretor.

Além disso, Leonardo separou mais algumas dicas de atividades que certamente ampliarão o horizonte dos seus filhos e irão prover momentos divertidos e educativos:

1. Natureza: “Como vivemos em um mundo digital, várias escolas estão oferecendo programas naturais que ensinam importantes aspectos da ciência e biologia, além de mostrar o respeito pela Mãe Natureza”, comenta Leonardo.

2. Teatro: “Um sonho de várias crianças é virarem artistas dos seus programas favoritos e a experiência oferecida pelo teatro é o primeiro passo para explorar este interesse. Aulas de interpretação e musicais são ótimas opções para estimular os pequenos artistas”, diz.

3. Música: “As atividades musicais exercitam o cérebro de várias formas. Sendo naturalmente criativa, a música tem também seu lado técnico. Aprender sobre notas musicais, acordes e teoria tem muito de matemática”, aconselha o empresário.

4. Artes Marciais: “Taekwondo, Judô e Karate são ótimas opções para as crianças.Estas aulas oferecem exercícios físicos que melhoram o equilíbrio e a concentração, além disso os pais percebem outros benefícios como disciplina e respeito ao próximo”, afirma.

5. Culinária: “Com a recente euforia dos shows de culinária, as crianças estão mostrando um interesse cada vez maior nesta atividade. Deixe que eles mostrem seu lado “Chef” e cozinhem pratos saborosos para você!”, aponta Leonardo.

6. Artes: “Embora algumas escolas estejam reduzindo suas atividades artísticas, estas aulas ainda proporcionam momentos bem importantes. As crianças adoram criar, pintar, modelar e estas turmas sempre agradam aos pequenos”, comenta.

7. Programação e Robótica: “As crianças de hoje já nascem fascinadas pela tecnologia e possuem uma inclinação natural a gostar de qualquer atividade ligada a isto. Experimente visitar os cursos Jr Robotics e Code4Kidz onde as crianças aprendem a programar e montar modelos motorizados que ganham vida usando a linguagem de programação Scratch e LEGO WeDo. O futuro cientista da família pode sair dali!”, conclui o diretor.

Para saber mais sobre a Bricks 4 Kidz, acesse: http://www.bricks4kidz.com.br

Estudando para o vestibular? Aprenda como estudar para passar!

cecilia-1Todos os anos, milhares de adolescentes brasileiros realizam diversos exames de avaliação para tentarem sua aprovação nas universidades, incluindo, o mais temido de todos, o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. No entanto, há muito mais por trás dessas provas do que se imagina. Além do cansaço físico por conta da quantidade de conteúdo a ser estudado, o que pode atrapalhar ainda mais o desempenho desses jovens é a insegurança de fazer a escolha certa. A pressão de escolher, tão jovens, a carreira que seguirão para o resto da vida pode comprometer o sucesso na escolha profissional. Além disso, esses estudantes são influenciados pela família, sociedade, amigos e também pela necessidade do mercado de trabalho.

A administradora, máster coach vocacional e de transição de carreiras, Cecília de Lara, afirma que a falta de planejamento dos estudantes é o que mais pode comprometer seu rendimento “Há muito o que ser estudado para as provas e quando não há uma boa gestão dessas matérias com o tempo disponível, reduz a capacidade de concentração do estudante e faz com que este acabe perdendo o foco”, comenta a coach.

Segundo Cecília, para aqueles que estão indecisos em sua escolha profissional, é importante entrar em contato com o seu próprio “eu” e buscar ajuda de um profissional de coaching, ou psicólogo, que irá trabalhar o autoconhecimento e aumentará as chances de fazer a escolha certa para a satisfação profissional “A direção é mais importante do que a velocidade”, pontua a coach.

“Nos meus atendimentos, sempre ajudo a montar um planejamento de estudo de acordo com a disponibilidade de cada estudante. Sendo assim, é possível criar um hábito de estudo e se manter motivado”, explica.

A especialista também dá outras dicas para ajudar na escolha profissional muito eficazes para os estudantes vestibulandos:

1. Faça uma lista de todos os cursos do seu interesse;

2. Entreviste pelo menos três profissionais de cada área para entender a realidade e a rotina de cada profissão;

3. Escreva todos os prós e contras de cada atividade;

4. A atividade que tiver maior quantidade de benefícios, terá uma possibilidade maior de ser a área escolhida;

Ainda de acordo com a coach, testes vocacionais podem auxiliar na escolha profissional, mas é preciso ter um bom nível de autoconhecimento para que eles não “rotulem” a decisão.

O coach vocacional realiza um trabalho mais personalizado de autoconhecimento. Identifica a personalidade do estudante e trabalha em cima de seus pontos fortes aumentando o seu potencial. De acordo com Cecília, o diferencial do trabalho individual é conseguir direcionar bem o aluno nas suas escolhas através dos seus próprios talentos e garantir a satisfação profissional. “Quando uma pessoa consegue trabalhar colocando os seus talentos em prática, se torna uma pessoa plenamente realizada e se desenvolve cada vez mais”, comenta Cecília.

Os estudantes ainda não têm maturidade suficiente para tomarem sozinhos uma decisão que vai refletir ao longo de suas vidas. Hoje em dia, é muito comum encontrarmos pessoas que têm graduações incompletas ou que trabalham em áreas diferentes da sua formação “Não é à toa que desistem pelo caminho e acabam aprendendo na prática o que realmente querem para suas vidas. O processo de coaching vocacional possibilita o estudante fazer uma escolha mais assertiva através do autoconhecimento e poupa tempo e dinheiro”, finaliza a especialista.

Serviço: Cecília de Lara

Coach Vocacional e de Transição de Carreiras

ceci.yamashita@hotmail.com

67 8413-4878

http://www.delaracoaching.com.br               

 

Undertake apresenta o melhor do trabalho autoral curitibano

14269866_1154319527977832_1824460313_nNeste sábado e domingo, dias 17 e 18 de setembro, a Marbô Bakery, Rua Dr. Faivre, 621, será palco do Undertake, o primeiro de uma série de eventos que têm como proposta apresentar artistas e artesãos curitibanos que se destacam pelas obras de talento, criatividade e qualidade a preços acessíveis.

Tudo isso combinado à culinária impecável do chef Marcos Bortolozzo, e à música ao vivo do DJ Rica Requião e o saxofonista Paulo Henrique. Para quem não conhece, o espaço fica dentro da residência Belotti, projetada e construída em 1953 pelo arquiteto Lolô Cornelsen, e que hoje é protegida pelo patrimônio histórico.

O evento, pet friendly, estará aberto ao público das 11h às 19h dos dois dias. Idealizado pelas amigas Adriana Russa, Dani Ross e Pati Sato, tem como objetivo principal servir de vitrine de exportação da arte curitibana para demais regiões do Brasil, Estados Unidos e Europa.

Contará com a presença de 13 expositores dos mais diversos segmentos, como moda feminina e infantil, acessórios, decoração (cerâmica, luminária, almofadas, pufes e móveis ), artes plásticas, pet e biojoias. A entrada é gratuita.

Marbô Bakery

Além de servir como espaço multicultural, a Marbô Bakery traz uma proposta diferenciada de padaria baseada e, fermentação natural, inspirado no estilo californiano.  Há inúmeras opções de pratos para almoço, jantar ou lanche, além de doces, bolos, tortas, cafés, drinks, cervejas artesanais e sucos naturais.

Serviço: 1º Undertake

Dias 17 e 18 de setembro, das 11h às 19h

Rua Dr Faivre, 621

Informações – 41-8458-7887 / russadelucca@gmail.com

Quer passar um dia no sítio, rodeado de flores, verde e ainda aprender?

evento-10set16Quem mora nas capitais e grandes metrópoles do país, acaba se acostumando demais com a paisagem cinza de concreto dos prédios e arranha-céus dos centros urbanos. Esquece da paz e da tranquilidade que a natureza pode trazer, além da melhoria significativa da qualidade do ar.

Pensando nisso, Flávia Nunes, de Guaratiba/RJ, resolveu dar um curso de introdução às orquídeas e bromélias, para proporcionar aos ocupados e apressados cidadãos, um pouco de contato com o verde e também aprendizado. O curso aborda temas como a identificação de espécies mais utilizadas, hábitos, as melhores escolhas de recipientes, substratos, adubação das plantas, propagação e cuidados para evitar pragas e doenças. E durante o curso, ainda será oferecido uma pausa com um delicioso café da roça.

“Para quem não quer perder esse elo com o meio ambiente, mas também dispõe de pouco tempo ou até mesmo pouco conhecimento para cuidar de suas plantinhas, estarei esclarecendo todas as dúvidas. As bromélias e as orquídeas são flores muito bonitas, que decoram qualquer espaço, mas que precisam de alguns cuidados especiais”, comenta Flávia.

O curso será no dia 10 de setembro, de 9h às 14h, no Sítio Raízes, localizado na Estrada Teodoreto de Camargo, 123, na Ilha de Guaratiba. O investimento é de R$150,00 e outras informações e inscrições podem ser feitas através do e-mail adelaide@sitioraizespaisagismo.com ou pelo telefone (21) 2410-2020. As vagas são limitadas.

Você é uma boa líder? E se seus colaboradores não gostassem de você?

colorindo-a-vida-com-coaching-2A liderança das mulheres ainda é algo novo até para elas mesmas. Por muito tempo, acostumadas a ver os homens ocuparem os cargos altos das empresas e dominarem a sociedade empresarial, as mulheres ainda podem encontrar uma certa dificuldade em conquistar a confiança de seus subordinados. Hoje em dia, tão qualificadas e capacitadas quantos os homens, as profissionais vem cada vez mais se apoderando dos cargos altos das empresas. Mas o que fazer quando os subalternos – principalmente do sexo masculino – torcem o nariz para sua liderança?

Segundo a leader coach e analista comportamental, Fabiane Oliveira, essa é uma realidade de quase 80% dos empreendedores – não somente mulheres – com quem ela já lidou “Ainda há um corporativismo masculino predominante. Muitas vezes, não gostam por dor de cotovelo, mas pode ser que a líder esteja fazendo algo errado também. Ainda é muito novo para, nós mulheres, liderarmos. Então, é normal que algumas coisas não encaixem tão bem” afirma a especialista.

Ainda de acordo com Fabiane, nem tudo está perdido quando há discordâncias constantes ou desavenças no ambiente de trabalho. A coach dá cinco dicas para lidar com essa situação:

1. Identificar quem pensa dessa forma. “Utilize questionários, chegue mais próximo de seus funcionários, tenha uma conversa franca. De maneira indireta, eles dirão o que os incomoda, e você saberá o que eles realmente acham”, afirma.

2. Aceitar a situação. “Negação é muito comum. Temos o hábito de pensar que a culpa é deles, mas as culpadas, muitas vezes, somos nós mesmas. Portanto, aceite de cabeça erguida que há um problema. É o primeiro passo para tentar corrigir”, argumenta a profissional.

3. Colocar os funcionários no jogo. “Para lidar com a situação, peça que eles a ajudem. Eles ficarão muito felizes em ver que você deseja mudar o cenário, e prontamente darão instruções e conselhos”, conta Fabiane.

4. Fazer mudanças rápidas. “Alguns problemas serão bem difíceis de serem alterados. No entanto, certamente existem algumas medidas que podem ser tomadas em um curto espaço de tempo. Por exemplo, um café da manhã semanal com a equipe pode mudar os ares do local!”, aconselha.

5. Voltar ao passo 1. “Por fim, depois de um tempo após a execução das mudanças, volte a identificar quem ainda está insatisfeito, e recomece o ciclo”, diz.

A especialista, que ajuda muitos líderes diariamente a terem desempenhos excelentes frente às suas equipes, utiliza desses 5 passos como parte de seu programa de coaching, e afirma funcionarem de verdade “Sempre haverá desvios no comportamento, mesmo se você desejar mudar e se tornar um líder servidor. Ninguém é perfeito. O que precisa acontecer é você ter a vontade de mudar, todos os dias!”, finaliza.

Serviço: Fabiane Oliveira

Leader coach e analista comportamental

Cel: (21)99669-1914

Skype:artedocoaching

Facebook: Http://www.facebook.com/coachfabiane

http://www.fabianeoliveira.com.br

Diabético? Novas descobertas permitem seu dentista medir sua hemoglobina

12670771_10206815604206320_2521214836998492672_nUma equipe de pesquisa de enfermagem e odontologia da Universidade de Nova York, fez a descoberta, dizendo serem boas notícias para pacientes que podem achar a coleta de sangue no consultório odontológico menos invasiva do que a picada na ponta do dedo. A detecção precoce da diabetes, pode também ajudar a prevenir muitas das complicações da doença no longo prazo.

As medições da hemoglobina A1c na glicose sanguínea do sangue oral se comparam bem com aquelas do sangue obtido da ponta do dedo, e dizem os pesquisadores, que o teste tem alto grau de precisão “A hemoglobina A1c é amplamente utilizada no teste para diabetes. De acordo com diretrizes estabelecidas pela Associação Americana para Diabetes, uma leitura de A1c correspondente a 6,5 ou mais, indica um valor dentro da faixa do diabetes” afirma a Dra. Cristina Gottlieb, atual presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Dental, e diretora da clínica The Dental SPA, no Rio de Janeiro.

Segundo a presidente, uma visita ao dentista poderia ser uma oportunidade útil de realizar um teste inicial de diabetes “Existe uma necessidade urgente de aumentar as oportunidades de pesquisa de diabetes e detecção precoce. A questão da diabetes não diagnosticada, é especialmente crítica, porque o tratamento precoce e os esforços secundários de prevenção, podem ajudar a prevenir ou retardar as complicações de longo prazo. Quando não detectada no início, é responsável por reduzir a qualidade de vida e aumentados níveis de risco de mortalidade”, comenta a Dra. Cristina, que endossa no Brasil as pesquisas americanas.

Os pesquisadores da NYU compararam os níveis da hemoglobina A1c em amostras pareadas de sangue oral e da ponta do dedo, retirados de 75 pacientes com doença periodontal, na Faculdade de Odontologia da Universidade de Nova York. Uma leitura igual ou superior a 6,3 na amostra oral, correspondia a uma leitura de 6,5 da ponta do dedo, na identificação da faixa de diabetes, com mínimos resultados falso-positivos e falso-negativos.

O estudo de um ano usou uma versão do kit para teste da hemoglobina A1c, que foi inicialmente desenvolvido especificamente para possibilitar que dentistas e higienistas bucais coletassem amostras de sangue da ponta do dedo. Dr. Shiela Strauss, responsável pela pesquisa nos EUA, diz que o método de teste da hemoglobina A1c requer que apenas uma única gota de sangue seja coletada, aplicada a um cartão especial e enviada ao laboratório.

De acordo com a Dra Cristina Gottlieb “Atualmente estamos focados também no diagnóstico precoce da diabetes, através dos testes de fluxo salivar e análise de PH”, diz a especialista em odontologia “Estamos abrindo novos horizontes para a especialidade, que defendo veementemente, a Medicina Dental, e estamos lutando nos órgãos de classe por este reconhecimento da especialidade, como um diferencial de ponta no diagnóstico de doenças graves em fase inicial”, conclui a doutora, que já aplicava testes em saliva e sangue no Centro de Hemodiálise da Beneficência Portuguesa, a fim de detectar precocemente presença de proteína C reativa – relacionada à infartos do miocárdio e doenças degenerativas do organismo. A especialista em odontologia, finaliza, afirmando que, ao ser realizado tratamento em fase precoce, tem excelentes resultados clínicos de otimização da vida do paciente.

Serviço: The Dental SPA

Drª Cristina Gottlieb

(21) 2132-7277/ 2025-2009 / 3827-7277

contato@thedentalspa.com.br

www.thedentalspa.com.br

www.facebook.com/clinica.thedentalspa

Shopping Città América (Av. das Américas, 700 lj 113-C e D, piso térreo – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro).

Estagiários, saibam o que fazer para serem efetivados!

1471513354-618060270Antigamente, quando ouvia-se a palavra “estágio”, quase automaticamente, remetia-se à ideia de um universitário servindo cafézinho em uma sala de conferências cheia de gestores engravatados. Hoje em dia, o estagiário não é mais aquela pessoa tímida sentada no cantinho, anotando tudo o que vê. Quem está passando por essa situação no momento, sabe que os processos seletivos de estágio chegam a durar meses. Os candidatos passam por testes e mais testes, de aptidão, conhecimentos gerais, específicos, psicológicos, dinâmicas em grupo… E por aí vai. Quando passam e finalmente conseguem entrar na empresa sonhada, são abarrotados de trabalho, fazem hora extra, cumprem prazos, perdem noites de sono e, por um minuto, desejam que seu trabalho fosse só tirar as xerox da pauta da reunião. Estagiário, hoje, trabalha de verdade.

“Muitos estagiários pecam quando deixam a animação e o empenho, que tinham durante o processo seletivo, passar quando são contratados. Esse é o maior erro”, comenta Madalena Feliciano, coach de carreiras, diretora da Outliers Careers e do Instituto Profissional de Coaching “Isso geralmente acontece, quando o estudante ‘atira para todos os lados’ na procura de uma empresa para estagiar, e não se concentra nas que ele realmente quer. Acaba fazendo um trabalho mediano, porque para ele tanto faz, essa ou aquela empresa. Nenhum gestor gosta disso”, argumenta a coach.

Segundo a diretora, é imprescindível sempre tentar superar as expectativas e ir um pouco além do esperado “O fato de ainda estar aprendendo a prática do trabalho, não significa que ele irá se safar de todas as coisas erradas que fizer, ou se não houver empenho. Não basta só colocar no currículo que é proativo, tem que, de fato, ser. Pela mão de obra ser mais barata, é muito mais fácil ser demitido como estagiário. Empresa nenhuma continua empregando quem não acrescenta”, diz.

Especialista em transição de carreiras, Madalena separou algumas outras dicas de como se portar como estagiário dentro de uma empresa. Confira:

1. Pontualidade “As empresas geralmente funcionam como um ‘efeito dominó’, se atrasar e começar a trabalhar mais tarde, pode comprometer o rendimento das pessoas que dependem do seu trabalho feito. Não é só porque você é estagiário, que suas atividades sejam menos importantes. Se atrase somente quando for inevitável, e tente ao máximo comunicar a empresa com a maior antecedência possível”, alerta.

2. Flexibilidade “Se for pedido para que fique depois do horário e isso não atrapalhe outros compromissos, principalmente com a faculdade, fique. Seu trabalho duro será reconhecido no futuro. Não há aprendizado maior do que a prática, não se prenda muito à teoria da faculdade e não tenha tanta pressa de sair quando der o seu horário”, explica a diretora.

3. Comunicação “Ter uma boa relação com os colegas, participar dos happy hours e outras confraternizações da empresa, contam pontos com o chefe, pois mostram sociabilidade e extroversão. Mas saiba separar as coisas. O que acontece no happy hour, fica no happy hour”, diz Madalena.

4. Redes Sociais “Hoje em dia, Facebook e Whatsapp já são usados como ferramenta de trabalho. É comum ter grupos da empresa nas redes sociais, onde todo mundo se comunica. Mas tenha bom senso. Ser pego utilizando outra rede social com muita frequência, não vai pegar bem para você. Deixe essas para a hora do almoço”, comenta.

5. Clareza e objetividade “Para quem está no último ano de faculdade, e ainda não ficou claro que será, ou não, efetivado ao final do contrato, é a hora de conversar com o chefe. Seja claro e diga que quer a vaga, pergunte quais são as chances. Mostrar vontade de trabalhar, com certeza vai pesar na hora do gestor fazer a escolha. Mas é sempre importante, antes de se inscrever no processo seletivo da empresa, procurar saber qual é o plano de carreira, para não haver conflitos de interesses e gerar uma futura desmotivação. Algumas empresas deixam claro desde o início que só capacitam o candidato, mas não o efetivam”, aconselha a coach.

Madalena Feliciano ainda dá um último conselho, para os que ainda estão tentando os processos seletivos “É importantíssimo conhecer muito bem a empresa para qual você vai se candidatar. Faça pesquisas na Internet, e se tiver a oportunidade de conversar com um ex ou atual funcionário, melhor ainda. Isso ajuda na hora de se preparar para as entrevistas e de saber se você e a empresa dividem os mesmos valores. É isso que te manterá motivado a trabalhar, para conseguir futuras promoções”, finaliza.

Outliers Careers
Madalena Feliciano

Diretora Geral
(11) 2737-1724
madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br

Professor Aprígio Gonzaga 78, São Judas, São Paulo – SP.

Você controla seu cartão de crédito? Ou é ele que controla você?

oneomaniaNão é surpresa para ninguém que um dos grandes vilões do sucesso financeiro, é o perfil consumista. Conhece uma pessoa que vai ao shopping comprar algo que realmente não precisa? Ou mesmo aquela que visita endereços de compra na Internet e adquire as mais diversas e desnecessárias bugigangas? Mas quando consumimos em excesso e somos financeiramente descontrolados, o resultado é inevitável: aumento de dívidas com cartões de credito, conta corrente negativa, perda de bens, e, até mesmo, lares destruídos. Pessoas endividadas, muitas das vezes, se isolam e, para amenizar suas dores e carências, fruto do próprio isolamento, recorrem à novas compras, e, então, inicia-se um círculo vicioso sem fim.

Segundo o palestrante e coach financeiro, Robson Profeta, nossa sociedade valoriza o “ter” em detrimento do “ser”. “É uma constatação. Somos acostumados a avaliar – e sermos avaliados – pelas nossas roupas, casas, carros, hierarquia social, patentes etc”, comenta o profissional. “Além disto, a maioria dos veículos de comunicação está vendendo tudo a todo instante. Temos o Big Data, ou seja, a inteligência das máquinas que analisa nosso padrão de consumo na Internet. Se você, inocentemente clica em um anúncio de sapato, a foto deste sapato aparecerá nas suas redes sociais, sites de busca, e-mail, ou mesmo no seu celular”, completa.

Além de sermos uma sociedade de consumo, segundo o coach, o problema vai muito mais a fundo “Como se não bastasse, existe em nosso cérebro, um neurotransmissor chamado dopamina – responsável pela sensação de prazer. Este neurotransmissor também é liberado quando vamos às compras. A dopamina funciona como uma droga, seu efeito causa prazer, mas passa cada vez mais rápido, e então, precisamos de mais. É como se estivéssemos aumentando a dose da droga, pois a mesma está perdendo seu efeito”, diz Robson.

Ainda de acordo com o profissional, o medo, ansiedade, depressão e angústia, são alguns sentimentos comuns na sociedade atual. Estes sentimentos precisam ser combatidos para que nossa vida não fique preto e branca “Quando preenchemos nossas vidas com amigos, esportes, encontros sociais, a tornamos colorida. Bem ou mal, as compras também entram aqui para ajudar a colorir nossas vidas”, conta o coach. Se vivemos o consumismo; se a tecnologia nos ajuda a consumir mais e mais; se sentimentos ruins existem e precisamos espanta-los; se existe um neurotransmissor que gera prazer ao comprar, fica muito fácil entender porque consumimos.

“A primeira etapa para o tratamento da ‘Oneomania é a tomada de consciência. É reconhecer a existência do problema e, claro, se não conseguir resolver, buscar ajuda profissional. Além de profissionais especializados, que podem auxiliar no processo de cura, existem sites de apoio como, por exemplo, ‘Devedores Anônimos’, que prestam um excelente serviço à sociedade”, aconselha o especialista.

Compartilhe este texto, pois neste momento alguém pode estar prestes a sacar o cartão de crédito para fazer uma comprinha “desnecessária”.

Serviço:  Robson Profeta

Coach Financeiro

11  98107-1003

rp@robsonprofeta.com.br

www.robsonprofeta.com.br

O Camarão, restaurante do técnico Renê Simões, inaugura com atração inovadora

o-camarao-iiCom mais de 20 anos de experiência no mercado, O Camarão irá inaugurar mais um restaurante neste mês de setembro. Localizado em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, a inauguração começará no dia 05/10, com uma festa VIP para convidados, e abrirá as portas para o público, no dia 06/10. A rede, comandada pelos irmãos Roberto e René Simões, técnico de futebol, inaugura a primeira sede do restaurante na Baixada Fluminense, após 20 anos da sua tradição em gastronomia.

Foram convidados de Willian Arão e Márcio Araújo, jogadores do Flamengo; jogadores do Botafogo, como Renan Fonseca e Rodrigo Pimpão, e seu técnico, Ricardo Gomes; além e de Jorginho, treinador do Vasco. Além do cantor Jorge Vercilo, e o apresentador do programa “Os Donos da Bola”, Edilson Silva.

Nessa nova era do restaurante O Camarão, a empresa conta com a novidade inovadora, já utilizada em muitos restaurantes no exterior, a projeção em 3D na mesa, também conhecida como 3D mapping. Iniciado na Bélgica, cujas imagens mostravam um mini-chef preparando um prato especial, o projeto para O Camarão foi desenvolvido pelo desenhista e diretor de arte, Reinaldo Waisman. Conhecido pelos cenários e personagens icônicos do programa infantil “Xou da Xuxa” e por ter inspirado Mauricio de Souza a criar o personagem “Anjinho”, o artista desenvolveu uma forma muito divertida de entreter os clientes, enquanto esperam seus pratos ficarem prontos “Esse projeto em 3D é inovador no país e será uma forma diferente e bem humorada, de mostrar para o cliente que estamos interessados em fazer sempre o melhor, proporcionando uma experiência nos cinco sentidos e um sabor memorável ”, promete René Simões.

No dia 06/10, quando recebe seu público, e também durante todo o mês de setembro, O Camarão distribuirá brindes e fará um sorteio “O público vai concorrer no dia da inauguração à diversos prêmios surpresas. O restaurante também vai disponibilizar alguns cupons de drinks, válidos apenas para a primeira semana. Os cupons podem ser retirados pelo site”, comenta Emerson Mendonça, administrador do restaurante. Por todo o mês de setembro, O Camarão também manterá uma mesa exclusiva, para seis pessoas, onde será projetado as imagens divertidas do 3D mapping. O cliente deverá fazer uma reserva da mesa com antecedência.

O novo restaurante O Camarão fica localizado no Shopping Nova Iguaçu, na Avenida Abílio Augusto Távora, 1111, Luz, Nova Iguaçu – RJ.

Você sabe porque seu filho se comporta diferente com a chegada de um irmãozinho?

imagem_release_738347A chegada de um irmãozinho pode causar nas crianças o medo de perder a atenção, e até mesmo, o amor dos pais. Por causa desses anseios, é muito comum que adotem atitudes mais regressivas, como voltar a usar fraldas, chupeta, chorar por qualquer motivo ou solicitar o colo dos pais com mais frequência. Crianças pequenas não sabem demonstrar seus sentimentos de forma clara e usam esses comportamentos como sinal de que precisam de amparo e ajuda para elaborarem essas transformações.

Juliana Martins, mãe, psicóloga e fundadora da BBDU, afirma “É importante, portanto, que os pais adotem uma postura de compreensão, diálogo, paciência e muito carinho. Este é o caminho para ajudar seu primogênito a lidar de uma forma mais equilibrada com a gestação e o nascimento do irmãozinho.”

Partindo dessa afirmativa, a BBDU desenvolveu o “Mural das Conquistas – A espera do irmãozinho”, que possibilita a criança um acompanhamento da gestação da mamãe e o crescimento do bebê, até o seu nascimento, funcionando como um calendário da gestação. “Inserir o filho mais velho nos acontecimentos relacionados à chegada do irmão menor fará com que ele não se sinta deixado em segundo plano”, explica Juliana.

Apesar de todo esse envolvimento, vale lembrar que crianças muito pequenas não têm a mesma noção de tempo que os adultos. Elas não conseguem compreender quanto falta para a chegada do irmãozinho e essas expectativas, muitas vezes ajudam a desorganização emocional das crianças. É nessa hora que o “Mural – à espera do irmãozinho” pode ajudar. “Outras atitudes como: ler algumas historinhas que falem de como nascem os bebês, ou assistir filmes que tratem do tema nascimento ou relacionamento entre irmãos, também são indicados”, completa a psicóloga.

De acordo com a profissional, se a criança apresentar maiores dificuldades para entender o desenvolvimento do bebê, mostre fotos e vídeos dela enquanto pequena, de modo que ela compreenda que também já passou por essas fases e cresceu.

Serviço: Juliana Martins

Psicóloga, mãe e dona da BBDU

contato@bbdu.com.br

www.bbdu.com.br

https://www.facebook.com/FaceBBDU

Instagram: https://instagram.com/bbdu_instagram/  @bbdu_instagram

Youtube: BBDU_Videos

Garanta seu próprio Pokémon enquanto o jogo não chega ao Brasil

Pokémon-1Extremamente famosos na vida das crianças dos anos 90, os Pokémons agora estão fazendo a cabeça dos adultos ao redor do mundo. Com a missão de fazer pessoas saírem de suas casas para procurar, capturar e treinar Pokémons, para, então, batalhar com outros jogadores,“Pokémon Go”, lançado pela Nintendo, vem fazendo os aderentes ao jogo correrem ao redor de suas cidades caçando as criaturinhas virtuais.

Embora ainda não liberado no Brasil, Pokémon Go, vem sendo jogado por mais de 21 milhões de pessoas no resto do mundo. Pensando na ansiedade dos brasileiros, a empresa 3D Protos, especializada no desenvolvimento de próteses e produtos de tecnologia assistiva, resolveu também comercializar Pokémons em 3D para os fãs do desenho japonês “Mesmo que seja diferente do nosso trabalho, pois estamos acostumados a criar soluções para auxiliar pessoas vítimas de alguma deficiência motora, nós também estamos ansiosos para a chegada do jogo ao Brasil. Então pensamos ‘por que não?’”, diz Fernando Flores, diretor da empresa.

O que começou com uma startup em 2014, durante a XV Maratona de Empreendorismo da UFRGS, e o prêmio de primeiro lugar, a 3D Protos, se tornou a pioneira no Brasil no desenvolvimento de produtos de tecnologia assistiva em 3D. Possui diversas soluções pensadas para as necessidades individuais de cada pessoa, além de uma linha de auxiliares de vida diária, que solucionam problemas do dia-a-dia de pacientes com deficiência ou alguma dificuldade. São auxiliares para amarrar os cadarços, colocar cinto de segurança, comer com talheres, escrever, abrir zíperes, colocar botões a até mesmo um suporte para cartas de baralho. Todos com preços bem acessíveis.

Com a hashtag #gottaprintemall (Tenho que imprimi-los), similar ao slogan do desenho “Gotta catch ‘em all” (Tenho que pegá-los), os animaizinhos em 3D já vem fazendo parte da vida dos jogadores de Pokémon Go, nos Estados Unidos. Matthew Beaman, um entusiasta de impressões em 3D, e adepto ao novo jogo, começou a febre através de várias cópias pequenas de Pokémons, que espalhou ao redor da sua cidade local, para que os jogadores os encontrassem. Logo, empresas americanas adotaram a ideia, e passaram a investir nas impressões em três dimensões, para também deixar cupons de seus produtos junto aos modelos. No jogo, os Pokéstops e as Pokégyms (lugares em que os jogadores podem reabastecer e batalhar), já são lugares públicos da vida real, como lojas e parques, em que seus donos vem se beneficiando bastante dos lucros com os animados novos visitantes.

“Hoje em dia, tudo gira em torno do mundo virtual, e as empresas precisam abraçar as ideias. O Pokémon Go não tem sido apenas mais um jogo para crianças, porque metade dos jogares são adultos. Se tornou uma nova plataforma de relacionamento com pessoas, e para atingi-las, você deve falar a mesma língua. Foi melhor ainda quando aconteceu de ser algo que nós na 3D também gostamos”, finaliza o diretor.

A explosão da superação nos Jogos Olímpicos Rio 2016

2016-08-08_18-49-27_1Quem se lembra das Olimpíadas de Londres, em 2012, tem na memória, a lembrança da judoca, Rafaela Silva, perdendo para a húngara, Hedvig Karakas, e a repercussão dessa luta nas redes sociais. Hoje, em 2016, após trazer para o Brasil sua primeira medalha de ouro olímpica, nas Olimpíadas do Rio, seu nome estampa os principais jornais nacionais e internacionais, como o orgulho nacional brasileiro. Sua história precisou esperar quatro anos para ser realmente ouvida, e, Rafaela Silva, se tornou um dos maiores exemplos de superação na vida e no esporte.

Após sofrer forte bullying, preconceito racial e escutar ofensas cruéis, por conta da sua desclassificação em 2012, a judoca quase pensou em desistir do judô e abandonar a carreira. Original do Rio de Janeiro, da comunidade da Cidade de Deus – apenas 8km do Parque Olímpico – a judoca de 24 anos, passou por um extenso e árduo trabalho, para recuperar sua autoestima “O coaching realiza um trabalho, que faz o atleta conseguir aproveitar os seus melhores potenciais, para que seus talentos possam vir a tona em um momento de dificuldade. E foi exatamente o que ela conquistou. O papel da Nell Salgado com a Rafaela foi incrível”, diz o professor do Instituto Japonês de Coaching, e psicólogo desportivo, João Alexandre Borba.622_13f0297f-4ab1-38ab-a24a-83fe4818fc62

Segundo o especialista, no coaching, é muito trabalhado a estruturação dos pontos fortes do atleta para fazer com que ele possa se preparar para se superar e alcançar seu estado de maestria, para competir num nível alto de excelência “Você se torna grande quando experimenta a vitória, e é preciso preparo, pois esta é algo que traz muito medo. Ser grande pode assustar. A Rafaela perdeu para a Hedvig Karakas em Londres, e agora passou por ela, novamente, para ganhar o ouro. Imagina uma atleta, que passou por várias dificuldades, sofreu todos os tipos de preconceito, chegar ao ponto de receber uma medalha de ouro olímpico para o país dela. Essa vitória é muito grande, então, ela tem que ter um grau de superação descomunal para saber recebê-la”, comenta “E as pessoas não fazem ideia do quanto. Esse treino, essa concentração, a maneira que ela estava focada na competição, os golpes que ela aplicou… Tudo isso aconteceu porque ela foi treinada. Não só a nível técnico e esportivo, mas também a nível emocional, para poder chegar em quadra e apresentar o seu melhor”, completa o psicólogo.

Uma das técnicas utilizadas por Borba, em atletas, é a visualização mental. Associada à hipnose, faz com o que o atleta se visualize na competição e traga para a superfície, todos os seus medos e angústias. Através dessa conscientização, o competidor, vai se percebendo e se trabalhando para poder libertar mais seus potenciais e conseguir dar o seu melhor na hora da competição. esporte-olimpiada-judo-rafaela-silva-20160808-001

“Disseram para a Rafaela que o judô não era para ela, que ela era uma vergonha para sua família. Olha o quanto essa atleta teve que se superar e se vencer internamente para poder ter trazido essa medalha! Isso que é belo em uma vitória. Foi uma autosuperação muito maior do que o trabalho que ela teve tecnicamente como judoca. O treino que ela teve que desenvolver internamente foi muito maior. Eu costumo definir o coaching, pelo o que eu vejo todos os dias como profissional, como nada mais do que a arte de avançar. A Rafaela é uma heroína. Ela trouxe uma medalha de ouro para casa porque ela aprendeu a se autotreinar para se trabalhar e descobrir a melhor maneira de avançar”, conclui o especialista.

Não há dúvidas, que a superação é um dos itens fundamentais para a vitória. E segundo João Alexandre, para ser um vitorioso, é necessário estar em constante superação. Quem se mantém igual, no mesmo padrão, acaba por impedir as suas maiores transformações. É preciso ousar para ser diferente, assim como fez com maestria a nossa Rafaela.

Serviço: João Alexandre Borba

Co-CEO do Instituto Internacional Japonês de Coaching e Psicólogo

joao.alexandre@live.com

https://www.facebook.com/joaoalexandre.c.borba

https://www.youtube.com/watch?v=oW8vIz6SIwU

Rafaela Silva e Thiago Braz: o sentimento vencedor desperto em cada um de nós

4thiago-braz_reuO primeiro ouro das Olimpíadas a gente nunca esquece. Principalmente quando ele vem junto de muita garra e superação, como foi o caso da judoca Rafaela Silva. Quando junta essa mesma garra e superação com outro ouro e um record olímpico de 6 metros de altura, é melhor ainda! Que o diga, Thiago Braz. Esses competidores e tantos outros ensinam, ao vivo, a como lidar com dores e frustrações; e com aquele “quase lá” não alcançado. E esse é o encantamento: observar nos sutis detalhes o espírito vencedor.
Segundo a coach de Desenvolvimento Humano, Andreia Rego, este é um ótimo momento para sentir a vibração dos atletas, curtir cada alegria e conquista, e aprender. “Eles nos trazem o pensamento otimista, que reforça sonhos e que contribui na busca de grandes realizações. Os resultados alcançados são inimagináveis e, então, é aí que a magia acontece! As pessoas, os atletas em geral, se tornam realizados e gratos, como também seguem como exemplo e inspiração para muita gente”, comenta.
Como coach, Andreia lida com diversos tipos de profissionais, em diferentes extremos de suas carreiras. E, diante desse cenário, destaca 6 pontos fortes que os indivíduos bem sucedidos citam e utilizam para si, ao longo de suas jornadas pessoais e profissionais, e que também podem ser aprendidos com os atletas.
1- Acreditar em si, para gerar empoderamento e crenças positivas;
2- Focar no que se deseja conquistar;
3- Concentrar para se aprimorar constantemente;
4- Ter garra para fortalecer a coragem;
5- Gerar determinação para persistir nas metas;
6- Ser ousado para superar desafios.
A profissional argumenta que tudo isso nasce por meio da idealização de um grande propósito de vida e da criação de objetivos. E que, assim como os atletas, não treinar somente a parte física – ou intelectual – mas, principalmente, o mindset. “Aos que buscam suas próprias oportunidades e àqueles que estão pensando sobre sua caminhada, desejo que despertem o sentimento vencedor existente em cada um. Todos possuem talentos, capacidades e habilidades para lidar com seus sonhos de forma criativa”, finaliza a especialista.

Fique atento à prática irresponsável de esportes: você pode se machucar

bucalEm tempos de Olímpiadas, o esporte vem sido falado de todas as formas. Treinos inovadores, dietas, psicológico e emocional do atleta, inúmeras histórias de superação inspiradoras… Mas pouco tem se falado do despreparo e falta de atenção do competidor aos problemas causados pelos traumas por choque, principalmente na prática do esporte de forma amadora.

Os esportes de impacto exigem um contato mais próximo com o adversário, e por envolverem quedas e contatos físicos bruscos, torna-se necessário, que ambos os competidores, utilizem equipamentos que promovam maior proteção. Uns dos mais importantes, os protetores bucais desportivos, evitam que os esportistas sofram impactos na região da boca, que podem causar sérias lesões.

“O protetor bucal pode ser caracterizado como um equipamento essencial, a partir do momento em que o atleta inicia a prática de um esporte de impacto. Esse protetor é, basicamente, um aparelho que se encaixa sobre os dentes e protege toda a região orofacial de colisões traumatizantes, e seu uso se torna obrigatório”, explica a Dra. Cristina Gottlieb, dentista e diretora do The Dental SPA.

Segundo a especialista, os protetores bucais promovem uma garantia de saúde, além de evitar prejuízos financeiros, ocasionados para corrigir os danos causados pelo impacto “É imprescindível entender que o uso desse equipamento, tende a evitar os traumas, que causam uma série de lesões graves no atleta, podendo, inclusive, acarretar em algumas consequências irreparáveis”, alerta a dentista.

Existem vários modelos de protetores desportivos disponíveis, e com isso, pode-se encontrar a opção mais coerente a situação. Para as pessoas que praticam esses esportes por hobby, podem optar por protetores mais comuns, que são moldados e possuem preços mais acessíveis. Porém, aos que costumam praticar esses esportes profissionalmente e com uma frequência intensa, se torna mais que necessário optar por modelos que sejam sob medida.

“Procure auxílio profissional com o seu dentista especializado, para desenvolver os modelos de protetores bucais desportivos, que sejam mais adequados a sua modalidade. E use-o sempre ao treinar. Você estará usufruindo dos prazeres proporcionados pelo esporte, sem que a sua saúde corra riscos”, comenta a Dra. Cristina.

A Clínica Odontológica The Dental SPA é pioneira na comercialização de protetores bucais desportivos no Rio de Janeiro, e está localizada na Barra da Tijuca, no Shopping Cittá América.

Planejando afinar o rosto como as famosas?

BICHECTOMIA1O Brasil é conhecido mundialmente por suas mulheres lindíssimas. O povo brasileiro é considerado um dos mais vaidosos do mundo, além de, atualmente, ocuparmos as primeiras posições nos rankings globais de consumo de cosméticos. Em termos de cirurgia plástica no rosto e no abdômen, como a rinoplastia e a lipoaspiração, o Brasil já desbanca, inclusive, os Estados Unidos. No entanto, um procedimento que vem sendo muito utilizado pelas atrizes hollywoodianas, mas que ainda engatinha no Brasil, é a bichectomia.

Bichectomia é uma intervenção cirúrgica que retira total ou parcialmente as duas bolsas de gordura presentes em cada lado da boca, entre o maxilar e a mandíbula, chamadas de bolas de Bichat. De caráter puramente estético, esse tipo de cirurgia plástica, tem o intuito de afinar a parte de baixo da face e queixo, e também realçar as maçãs do rosto. Celebridades conhecidas por aderirem a esse procedimento são Angelina Jolie, Megan Fox e Kim Kardashian.

O cirurgião buco-maxilo-facial, Dr. Bruno Chagas, do Centro de Deformidades da Face, alerta para os cuidados específicos que essa cirurgia requer: “Assim como todo procedimento cirúrgico, há uma série de precauções, principalmente para o pós-operatório. No entanto, a Bichectomia tem algumas especificidades”, comenta.

1- Utilização de faixa compressiva “Além de conter o edema e prevenir hematomas, faz o tão desejado contorno facial”, explica o cirurgião.

2- Aplicação de gelo. “O gelo deve ser aplicado ao final do procedimento. Neste momento, como haverá grande quantidade de mediadores químicos para uma inflamação e reparo tecidual, o gelo atua como vasoconstritor, promovendo até mesmo a hemostasia”, diz.

3- Utilização de medicação. “Tudo o que for prescrito pelo médico, tem por objetivo diminuir a dor e prevenir infecção. Sempre cumpra o horário dos medicamentos”, alerta Dr. Chagas.

4- Evite esforços com os músculos da face (mímica, fala e mastigação)

5- Repouse em uma posição de 90 graus, ou seja, dois travesseiros nas costas, nunca deite 180 graus.

6- Siga a dieta prescrita pelo seu cirurgião.

7- Faça ao menos 6 sessões de drenagem facial. “Sempre com um profissional especialista em pós- cirúrgico”, ressalta o cirurgião.

Ainda de acordo com o especialista em cirurgias na face, a Bichectomia não é indicada para todo mundo “Se a pessoa já tem o rosto fino, essa cirurgia pode dar uma aparência mais envelhecida, principalmente se a retirada das bolas de Bichat for total. Ela é indicada somente para quem tem o rosto mais cheinho e bochechas protuberantes, e ainda assim, não é muito indicado que sejam retiradas totalmente, para não causar arrependimento”, finaliza o cirurgião.

Plantas artificiais ganham espaço

Sala de Troféus, que homenageou o Dr. Paulo Pimentel na Casa Cor Pr.As plantas artificiais, também chamadas de permanentes, ganharam um expressivo mercado nos últimos anos em razão da excelente qualidade e das vantagens que apresentam em relação às plantas naturais. Profissionais das áreas de arquitetura e decoração de interiores estão, cada vez mais, incluindo em seus projetos árvores, flores e folhagens permanentes, pois estas se adaptam em qualquer ambiente, residencial ou comercial.

“Elas são tão bonitas quanto as naturais, estão sempre perfeitas e não necessitam de cuidados especiais”, observa Daniele Steindorf, empresária do ramo de plantas artificiais que atua neste segmento há 15 anos e é uma referência em Curitiba.

Seguindo esta tendência, a maioria dos espaços da última edição da Casa Cor Paraná foi decorada com árvores e flores artificiais. A convite do arquiteto Luiz Maingué, a Daniele Steindorf decorou o ambiente “Sala de Troféus”, que homenageou o Dr. Paulo Pimentel, ex-Governador do Estado do Paraná.

Apesar de possuir uma empresa regularmente constituída, a Daniele não possui loja, pois faz projetos exclusivos, sob encomenda, e atende por meio de visitas com hora marcada. São mais de 400 opções de árvores, flores, folhagens e vasos.

Ela reconhece que ainda existe muito preconceito em relação às plantas artificiais. No passado eram fabricadas sem nenhum critério utilizando somente plástico, papel ou cetim; “eram feias mesmo”,  acrescenta Daniele. Existem, atualmente, muitos fabricantes. Porém, nem todos tem o padrão de beleza que o mercado exige.

Faz parte da política de qualidade da Daniele Steindorf selecionar criteriosamente seus fornecedores de forma a trazer para seus clientes o que há de melhor através de reproduções tão perfeitas nas formas, cores e texturas, que é quase impossível distingui-las das naturais sem tocá-las. Com relação à durabilidade, a vida útil de uma planta artificial pode passar de 10 anos exigindo apenas alguns poucos cuidados com limpeza.

Para todos os gostos e ambientes

Existem três grandes grupos de plantas artificiais: árvores, flores e folhagens, divididas em centenas de espécies, com variações de alturas e cores. Com relação às árvores, as mais procuradas são o bamboo (destaque para o bambo japonês e o mussô),a yucca (diversas espécies), a palmeira (phoenix e areca – entre as principais), as  dracenas (com muitas variações), e o pandanus (planta preferida por muitos arquitetos).

Com relação às flores,  as orquídeas são as campeãs de preferência, com dezenas de variações e cores. As rosas, amarílis, boca de leão, hortênsia, crisântemo, flor de pessegueiro, camélia, entre outras, também são muito requisitadas.                                                    

Já as principais folhagens são a espada e lança de São Jorge, agave, samambaia, hera, gerânio, caladium, pick, bromélia, suculenta, folha de eucalipto, aralia, avenca, cróton e buchinho, também são muito utilizados nas composições dos arranjos. Nesse segmento, Daniele chama a atenção para o “jardim vertical” muito solicitado para deixar aquele “cantinho” mais gostoso e visualmente mais agradável.

Daniele Steindorf

(41) 9247-5202

Facebook: Arranjos florais e árvores permanentes

E-mail: danielesteindorf@hotmail.com

Conheça mais sobre a ventosaterapia

Ana GilSe você está vidrado acompanhando os Jogos Olímpicos e assistiu o nadador americano, Michael Phelps levar para casa sua 21ª medalha de ouro olímpica, também estranhou as marcas roxas cobrindo suas costas e ombros. Embora causem uma primeira impressão estranha, Michael Phelps, assim como todos os outros competidores de ponta que utilizam da técnica, não estão tendo nenhum problema com dores e locomoção. Pelo contrário, o norte-americano conquistou com maestria – e folga – o primeiro lugar na natação dos Jogos Olímpicos 2016.

A técnica utilizada, como comenta a fisioterapeuta, Ana Gil, se chama ventosaterapia, ou cupping therapy.  “A terapia com ventosas, provém da medicina chinesa e pode ser utilizada tanto para diagnosticar, quanto para tratar diversas enfermidades. A prática consiste em utilizar copos de vidro com fogo, ou ventosas, aplicados diretamente sobre a pele, em áreas específicas do corpo ou nos meridianos da medicina tradicional oriental. Pode ser aplicada de forma fixa ou deslizante”, explica.

Segundo a especialista, seu objetivo é trazer o sangue para a periferia da pele e músculos, para induzir a troca gasosa nas células dos tecidos. Assim, libera-se a estagnação e permite um fluxo sanguíneo enérgico, local e sistêmico. Através de uma desintoxicação no fluxo local, elimina dores musculares, pós-exercícios, por diminuir consideravelmente a concentração de ácido lático após o esforço muscular excessivo.

“É uma técnica preventiva muito utilizada nos esportes. Ajuda a melhorar o desempenho do atleta, porque nutri as fibras musculares mais solicitadas”, diz Ana Gil “Métodos mais atuais, utilizam copos de plástico e uma pistola apropriada para a sucção”, diz o Dr. Israel Amud, acupunturista do Espaço Ana Gil e adepto a técnica. “A pistola tem a vantagem de deixar menos marcas na pele, ou mais suaves, mantendo os mesmos benefícios terapêuticos”, explica.

Segundo a fundadora do Espaço Ana Gil, esse método tem eficácia comprovada e não somente no combate a dores de atletas. “O método é indicado para desintoxicação em geral. Além de reduzir as dores nas costas e promover relaxamento muscular, ajuda a combater reumatismos, enxaquecas, diminui aparência de cicatrizes e até da celulite. Além disso, também alivia ansiedade e stress”, afirma a fisioterapeuta.

No entanto, de acordo com Ana Gil, a terapia com ventosas também tem seus riscos e certos grupos não são aconselhados a fazê-la. Pacientes com suspeitas de hemorragias de qualquer natureza, gestantes acima de sete meses, pacientes com dermatites – psoríase, micoses, cortes e ferimentos recentes no local da aplicação – insuficiência cardíaca, quadros viróticos e osteoporose severa, devem procurar outras fontes de tratamento.

Coworking criativo inaugura nesta sexta, em Curitiba

p-02Curitiba é uma das referências no quesito Coworking, se comparada às demais
capitais do Brasil e do mundo. Ao contrário do que muitos poderiam imaginar,
por conta da característica fria do curitibano, aqui profissionais valorizam
e se interessam pela integração e harmonia nas relações de business. De olho
nesse comportamento, o empresário e designer Diego Costi idealizou um
formato de escritório colaborativo com ênfase na criatividade.
O resultado é O Penal Creative Coworking, que abre suas portas nesta
sexta-feira, dia 19, na Rua Francisco de Paula Guimarães, 70, próximo ao
Museu Oscar Niemeyer. A partir das 18h, será realizado coquetel de
apresentação do novo espaço para amigos, coworkers e a imprensa. Na
inauguração, os presentes  obterão experiências sobre yoga dance, cinema,
viagens, história indígena, autodesenvolvimento e algumas surpresas. “O
Penal tem como proposta desenvolver pessoas mais altivas e criativas para as
suas relações”, afirma Diego Costi, que auto se denomina artesão do
empreendimento.
A estrutura conta, além das tradicionais estações de trabalho, com sala de
gravação de vídeo, salas Skype, cachorros no quintal, jardim, laboratório de
prototipagem e atividades que favorecem a integração e a inspiração para
seus coworkers. Os móveis foram desenhados exclusivamente para o local. O
nome O Penal, por sua vez, faz uma alusão a um elemento regional curitibano,
o antigo estojo de guardar as penas, estas que já voaram nos ares da
criatividade e agora estão nas mãos das realizações de quem se sentir
inspirado por elas.
Apesar de ainda não ter sido oficialmente inaugurado, o coworking já tem
alguns clientes de peso. “Trocarmos o desenvolvimento do site e plano de
marketing por postos no coworking foi uma das melhores decisões que tomamos
para a nossa empresa” afirma Vinicius Rieping, da TWO’s, que já gerou
negócios originados no próprio O Penal Creative Coworking.
O Penal Creative Coworking
Rua Francisco de Paula Guimarães, 70, Centro Cívico.
Telefone 41-3121-5000.
Dias e horários de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h.
www.openal.com.br
facebook.com/openal.

Show do Titãs terá abertura com Amanda Lyra

0agbA apresentação acontece no próximo dia 20 de agosto no Teatro Positivo

A cantora e compositora curitibana Amanda Lyra foi escalada para fazer o pocket show de abertura do novo show do DVD “Nheengatu Ao Vivo” da banda os Titãs, que acontecerá no próximo sábado (20) no Grande Auditório do Teatro Positivo.

A casa abre as 20h com o pocket show Acústico de Amanda Lyra que fará sons autorais e clássicos do rock nacional anos 80 e 90 e as 21h o público  vai conferir as músicas novas e os grandes sucessos de uma das bandas mais icônicas do rock brasileiro.

No set list dos Titãs músicas recentes como “Fardado”, “Terra à Vista” , “República dos Bananas”. Também não poderiam ficar de fora antigos sucessos como  “Epitáfio”, “Sonífera Ilha” . Essa mescla, apresenta uma banda renovada, mas que ao mesmo tempo celebra o passado.

Mais sobre Amanda Lyra

Aos 26 anos, a cantora, compositora  e multi-instrumentista Amanda Lyra é veterana nos palcos Curitibanos, por seu timbre marcante foi convidada para participar de inúmeros shows e já cantou em vários Teatros como o Paiol, TUC, Regina Vogue, Sesi, Sesc da Esquina e  Teatro Positivo. Participou de diversos programas de televisão, rádio, web e jornais.

Integrou o Projeto Canta Curitiba I e II e seu desfecho no show de 319 anos de Curitiba, encerrando o Show do Toquinho na Boca Maldita, participou da gravação do vídeo clipe da segunda edição do projeto em parceria com a RPCTv (Globo PR), foi convidada para abrir o show da cantora Pitty e abriu o show da estreia do projeto IRA! Folk no Teatro Positivo em maio de 2016. Suas composições passeiam pelo pop, rock, blues com pegadas oitentistas características do rock nacional.

SERVIÇO: TITÃS

Data: 20/08 – SÁBADO

Horário: 20 horas – Pocket Show com Amanda Lyra

21 horas início do show da banda  Titãs

Local: Teatro Positivo – Grande Auditório ((Rua Pedro Viriato Parigot de Souza 5300 – Campo Comprido – Curitiba)

Classificação: Livre

Realização: Multi Eventos Promoções

Ingressos: Os valores variam de R$ 76 a meia-entrada a R$ 366 a inteira. O preço varia de acordo com o setor. A taxa administrativa de R$ 6 está inclusa no valor.

* Meia-entrada é válida para estudantes, maiores de 60 anos, professores e doadores de sangue em dia. *Desconto de 50% no ingresso inteira: para Cartão Disk Ingressos, Clube Gazeta do Povo, Federação Paranaense de Tênis, Associado Clube Santa Mônica e na apresentação do Bônus Flyer.

PONTOS DE VENDA: Disk Ingressos – Loja Palladium, quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação, call-center Disk Ingressos pelo (41) 3315-0808, ou pelo portal www.diskingressos.com.br .

Informações: 41-3315-0808 ou pelo Site Disk Ingressos.

Os idosos da família estão bem nutridos?

0a0anutriA qualidade de vida dos idosos está relacionada à uma boa alimentação, o meio em que vivem, estilo de vida – fumo e prática de atividade física – stress, entre outras demandas diárias básicas, que os permitem cumprir suas funções de forma independente e adequada, para poderem se sentir bem. Caracterizado por uma série de modificações fisiológicas e psicológicas, o envelhecimento de cada um, tem diferentes velocidades e intensidades, que estão relacionadas, muitas vezes, às alterações nutricionais. A boa alimentação deve uma preocupação constante para os idosos, pois a deficiência nutricional, pode acarretar em diversos problemas no organismo dos velhinhos.

Especialista em Nutrição Funcional, a Dra. Juliana Uyeno, explica como uma má nutrição na terceira idade pode originar ou piorar doenças e sintomas previamente adquiridos “Uma boa alimentação é necessária em qualquer faixa etária, mas na terceira idade, os idosos devem ter muito mais cuidado na restrição de carboidratos – como arroz, pães, massas e refinados em geral; além de consumir muitas frutas, saladas e proteínas”, diz.

“As proteínas são encontradas, principalmente, nas carnes, peixes e ovos. Em casos de dificuldade para mastigar, o whey é uma das alternativas a ser avaliada. Os legumes devem estar bem cozidos e macios, para também facilitar a mastigação. Frutas e vegetais, podem ser ingeridos sob a forma de sucos e vitaminas, além de purês”, aconselha a Dra. Juliana.

Segundo a nutricionista, o controle do peso do idoso deve ser feito regularmente, e a obesidade nessa faixa etária, é ainda muito mais séria; da mesma maneira, que a subnutrição, acarreta em uma série de disfunções “Principalmente com o uso de muitas medicações, os idosos costumam sofrer com efeitos colaterais. A perda de apetite, e problemas gástricos – como azia e a gastrite – são alguns deles”, explica Juliana.

Ainda de acordo com a doutora, um dos maiores motivos que levam o idoso à uma má nutrição, é a falta de cuidados da própria família “Não ter alguém que prepare ou ajude no preparo das refeições, leva os mais velhos a preferirem alimentos fácil preparo e consumo, como os congelados. Na maioria, com muita adição de açúcar e sódio, são também altamente calóricos, sem contar sua pobreza em vitaminas e proteínas”, alerta. Familiares e cuidadores devem estar sempre atentos aos hábitos alimentares dos idosos, verificando quantidades e variedades ingeridas a cada refeição, bem como sua freqüência.

Seguem algumas dicas da Dra. Juliana:

  1. Saúde dos ossos: Opte pelas fontes naturais de cálcio, como gergelim, linhaça, brócolis e folhas verde-escuras; magnésio, como grãos de bico, castanha do pará e banana. Evite bebidas alcóolicas, chá preto, café e refrigerantes, por serem alimentos que bloqueiam a absorção de cálcio. Além disso, pegar sol diariamente ajuda o corpo a produzir vitamina D, que facilita o aproveitamento do cálcio dos alimentos;
  2. Funcionamento do intestino: Para acelerar o processo digestivo e prevenir a “prisão de ventre”, flatulência (gases), e também, câncer intestinal, inclua na dieta, as fibras dos cereais integrais, de trigo, farelo de aveia, e folhas verdes. Além de muita água, que não só facilita o trabalho do intestino, como melhora, também, o funcionamento dos rins;
  3. Coração saudável: Linhaça, castanha e amêndoas, previnem aterosclerose e outras doenças cardiovasculares. O farelo de aveia, quando adicionado às refeições, ajuda a diminuir o colesterol, significativamente;

Um outro apelo importantíssimo a ser feito, quando o assunto é a terceira idade, são os cuidados com os idosos, que sofrem de alguma doença envolvendo demência “Na doença de Alzheimer e nas outras patologias parecidas – de origem mental – em fases mais avançadas, os idosos podem apresentar perda de peso, mesmo com a dieta correta e adequada. Nesse caso, é necessária avaliação médica para investigação das causas. Muitas vezes, esses sintomas vão muito além de apenas uma alimentação inadequada, e podem ser consequência de alguma doença grave”, finaliza a nutricionista.

Sofre com artrose?

JulianaArtrose, muito comum entre homens e mulheres acima dos 60 anos, significa inflamação das articulações. Cobertas com um material borrachoso e lubrificado chamado cartilagem, onde dois ossos se encontram e, com quase nenhum atrito, deslizam um sobre o outro, a cartilagem é considerada uma espécie de amortecedor, através do líquido sinovial. Quando ocorre um desgaste das cartilagens – geralmente das mãos, joelhos e quadris – acaba resultando um aumento da fricção entre os ossos, e leva à inflamação do local, que é seguida também por dor e incapacidade funcional.

Em estações frias como o Outono e o Inverno, a maioria dos pacientes reclamam de uma maior dor articular. No entanto, além dos tratamentos tradicionais, com o uso de medicamentos e intervenção cirúrgica, uma boa dieta pode ajudar a reduzir em até 70% a intensidade das dores nas articulações.

Segundo a nutricionista, especializada em nutrição funcional, Dra. Juliana Uyeno, pacientes com sobrepeso tendem a dobrar as possibilidades de risco de desenvolvimento da doença “Principalmente nos joelhos, a artrose, está diretamente ligada ao excesso de peso e obesidade, isso porque, esse excedente causa ainda mais pressão sobre as articulações, que podem tanto acarretar o problema, quanto piorá-lo em caso de já existir”, afirma.

Cláudia Amorim, de 47 anos, sofria com as crises de artrose, quando foi encaminhada a Dra. Juliana por um reumatologista. Mesmo medicada, ainda assim as dores não desapareciam “Personalizamos a alimentação e a suplementação de vitaminas/minerais, a Cláudia perdeu peso e conseguimos erradicar as dores”, conta a nutricionista. “É um caso de sucesso mesmo. Quando escapo um pouco da dieta, com glúten e lactose, as dores pioram muito. Mas quando volto a me alimentar da forma que foi orientado, após 15 dias, fica tudo normal e as dores desaparecem”, comenta a paciente, Cláudia.

A doença, que atualmente atinge mais de 15 milhões de pessoas no Brasil, segundo o Ministério da Saúde, pode ter seus sintomas diminuídos com a adoção de bons hábitos alimentares, exercícios físicos e perda de gordura corporal “Uma alimentação a base de frutas, verduras, carnes mais magras, grãos integrais, castanhas e outras fontes de gorduras saudáveis mantém o peso ideal. A ingestão de antioxidantes e antiinflamatórios, como as vitaminas C, D, E, Zinco, Selênio, ômega-3 e beta-caroteno, também se mostraram muito eficazes no auxílio do retardo da progressão da doença e controle da dor”, aconselha a nutricionista. Ainda de acordo com a especialista, o consumo de bebidas alcoólicas e cigarros também podem agravar os casos de artrose.

Fotografe Superagui neste 7 de Setembro

0a0a0aVisitar um destino mágico e ainda por cima aprimorar técnicas de fotografia. Esta é a proposta do curso de fotografia com Francisco Santos, neste 7 de Setembro, que será realizado pela Escola Portfolio na Ilha de Superagui, litoral do Paraná. Serão dias de intensa produção, referenciados por trabalhos de fotógrafos como Claudio Edinger, Pedro David, João Castilho e Miguel Rio Branco, aliados à literatura de Cortázar, Borges, Kafka e a poesia mágica de Manoel de Barros.

O objetivo principal é romper com os dogmas da fotografia documental clássica, entrando nas possibilidades e liberdade proporcionada pelo realismo fantástico que direciona a criação dentro dessa vertente da fotografia documentária. A data limite para inscrições é dia 2 de setembro, às 18 horas. Saiba mais acessando www.escolaportfolio.com.br, ou entrando em contato pelo telefone 41-3252-2540.

Ilha de Superagui

Pacata e encantadora, é o lugar perfeito para estar imerso na natureza e longe do stress dos centros urbanos. Por lá não passa carro e ninguém sofre com a poluição (ambiental e sonora). A movimentação fica por conta da vila de pescadores, onde há restaurantes, bares e barcos. À noite, os nativos festejam ao som do fandango, dança típica do litoral paranaense. E durante o dia, visitantes percorrem trilhas, se banham em cachoeiras e na água do mar.

Francisco Santos,

Fotógrafo documental, vem desenvolvendo projetos pessoais há seis anos. Lançou seu primeiro livro, Anastácia, em 2015. Tem na literatura a sua maior fonte de inspiração. Seus trabalhos, que dialogam com o documentarismo imaginário, são originados nas percepções que envolvem o seu ambiente mais próximo. O cotidiano é objeto de interpretação em suas fotografias. Em 2016, foi finalista do Prêmio Conrado Wessel e selecionado para o Festival de La Luz, na Argentina. Seus trabalhos já foram expostos em alguns festivais de fotografia brasileiros e em países como Cabo Verde, México, França, Colômbia, Portugal, Equador, Venezuela e Argentina.

PROGRAMAÇÃO:

07/09 quarta-feira
Reunião na Portfolio, apresentação do WS e integração.

08/09 quinta-feira
9:00h saída de van da Portfolio
10:30h chegada em Paranaguá
10:50h saída de taxi náutico para Superagui
11:40h chegada em Superagui
12:00h distribuição das acomodações e almoço
13:30h atividade em sala de aula
16:00h saída fotográfica.
Retorno livre

09/09 sexta-feira
5:30h saída fotográfica
8:00h café da manhã na pousada
8:40h atividade em sala de aula
12:00h almoço
13:30h atividade em sala de aula
16:00h saída fotográfica
Retorno livre
Noite do Fandango no AKDOV. (aguardando confirmação)

10/09 sábado
9:00h ajuste do tema e saída fotográfica
14:00h entrega de 10 fotos
14:30h início da edição das imagens
18h termino das edição e preparação da projeção com 3 imagens de cada.
20h projeção para a comunidade.
LUAU na pousada e fim de noite no AKDOV.

11/09 domingo
9:00h café da manhã
10:00h saída de Superagui
10:50h saída de Paranaguá
12:30h chegada em Curitiba

Serviço: Workshop de Fotografia com Francisco Santos, em Superagui, litoral do Paraná

Data: Feirado de 7 de setembro

Valor: R$ 860,00 à vista, podendo ser pago em três parcelas de R$ 320,00. Desconto de 5% para alunos e ex-alunos. Inclui transporte e hospedagem com café da manhã.

Data limite para inscrições:  02 de setembro, às 18h.

Informações: 41-3252-2540 / www.escolaportfolio.com.br

Klee Iluminação liquida peças técnicas

Klee 015 - céu azul reduzidaEntre os dias 5 e 13 de agosto, a Klee Iluminação realiza seu 2º outlet. Desta vez, a queima de estoque será de peças técnicas, como calhas, embutidos para dicroica e arandelas, por valores a partir de R$ 5. Por este preço, há spots de embutir para diversos tipos de lâmpadas. Outras opções em liquidação são luminárias para cozinha ou lavanderia, vendidas de R$ 380 por R$ 120. Uma das mais tradicionais empresas de iluminação de Curitiba, a Klee está localizada na Rua Francisco Torres, 35, Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h. Saiba mais acessando www.kleeiluminacao.com.br.

2º Outlet da Klee Iluminação

De 5 a 13 de agosto.

Rua Francisco Torres, 35, Centro. Curitiba / PR

41-3095-8088

Odontologia além da estética

Especialista da The Dental SPA explica como cuidar da boca também acaba com dores de cabeça e de ouvido

Dor orofacial é toda dor que se localiza na face e dentro da boca. São bastante comuns e chegam a afetar cerca de 20% da população. O problema pode vir da própria face ou de áreas próximas, como cabeça, pescoço e até mesmo da região do tórax.

Segundo o Comitê de Dor Orofacial da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor, as causas mais comuns vêm de problemas dentários, das gengivas, língua e ossos maxilares. Além disso, doenças como câncer, problemas cardíacos, diabetes, artrite reumatóide e fibromialgia também podem causar esse tipo de dor. Apresentam-se como dor de ouvido, de cabeça ou até dentária, e podem estar associadas também ao bruxismo (ato de ranger os dentes) e a disfunções temporomandibulares (ATM).

“Por conta das inúmeras possibilidades de causa, é importante que o diagnóstico seja feito de forma minuciosa e por um cirurgião-dentista especializado no tratamento das dores orofaciais. Já o tratamento desse problema, pode e deve ser feito por uma equipe de profissionais de diferentes especialidades, principalmente no caso das dores crônicas, aquelas que duram mais de seis meses.”, afirma a dentista e diretora do The Dental SPA, Dra. Cristina Gottlieb.

Ainda segundo a especialista, neurologistas, fisioterapeutas e psicólogos são alguns dos médicos que também podem contribuir para esse tratamento. E além disso, em 10% dos casos, sinusite também é causada por problema nos dentes.

Como evitar esse mal:

“A dor depende de múltiplos fatores para se estabelecer, que incluem aspectos emocionais, sociais, genéticos, doenças prévias, entre outros. Por isso, a melhor e mais eficiente forma de se prevenir é cuidando da saúde de uma forma geral”, explica a Dra. Cristina. “No caso dos problemas bucais, que são as causas mais comuns dessa doença, o que ajuda é uma higiene bucal rigorosa, feita com o auxílio do fio dental e dos raspadores linguais, e visitas frequentes ao dentista”, comenta.

É preciso cuidar não somente da saúde física, mas da mental e social também. Além disso, devemos estar sempre atentos à dor aguda (aquela de curta duração), para que não permaneça e se prolongue a ponto de se tornar crônica. “O atendimento precoce para um diagnóstico correto e preciso é fundamental. Quanto mais cedo seu médico ou dentista for procurado, melhor e menos difícil é o tratamento para o paciente”, finaliza a especialista.

Serviço: The Dental SPA

Drª Cristina Gottlieb

(21) 2132-7277/ 2025-2009 / 3827-7277

contato@thedentalspa.com.br

www.thedentalspa.com.br

www.facebook.com/clinica.thedentalspa

Shopping Città América (Av. das Américas, 700 lj 113-C e D, piso térreo – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro).

Ainda acha que toda agência de publicidade é cara? Apenas um motivo é suficiente para contratar uma

Publicidade Popular é famosa entre pequenas empresas pelo preço acessível e trabalho de qualidade

Pense em uma marca como a Coca-Cola. Como você acha que ela obteve todo esse sucesso? Só vendendo refrigerante? Uma empresa que começou como remédio revigorante para gripe, teria continuado sendo um remédio revigorante para gripe, se não fosse pela sua identidade visual e o marketing aplicado nela. Através de logos e slogans, uma companhia tem o poder de crescer e ser reconhecida no mercado, principalmente pelo o que representa, e não somente pelo o que oferece.

Nos dias de hoje, se conectar intelectualmente com os clientes, é a chave para a prosperidade de qualquer negócio. Em um mundo moderno movido a praticidade e correria, ser capaz de se destacar ao ponto de desacelerar os consumidores e fazê-los prestar atenção em você, é fator determinante para definir o ciclo de vida da sua empresa.

“O primeiro contato do cliente com a empresa é através do visual, por isso a parte estética é tão importante. Pensar que o design é uma parte pequena do seu empreendimento é errado, pois ele se encontra na sua marca, nas embalagens dos seus produtos, no site da empresa, e é o que vai te diferenciar”, afirma Jonathan Souza, sócio da Publicidade Popular.

Ainda segundo o publicitário, quando se investe na identidade visual de uma empresa, o empreendedor humaniza a marca e mostra aos clientes como ele é, sua visão e valores na prática “Com o mercado competitivo e a concorrência acirrada como temos hoje em dia, nenhuma empresa, de nenhum setor, pode se dar ao luxo de achar que não precisa de um bom site ou te uma logomarca inovadora. Vai sempre ganhar, quem chamar mais atenção – de maneira positiva, é claro”, diz.

Como seu próprio nome já diz, a agência Publicidade Popular, é muito conhecida no meio das micro e pequenas empresas, por oferecerem soluções de qualidade, desenvolvidas por profissionais, e a preços acessíveis “Até um tempo atrás, a publicidade era coisa de multinacional. Muito cara e inatingível. As pequenas empresas tinham que se virar como podiam. Vimos esse gap no mercado e resolvemos preenche-lo, uma vez que o Brasil é composto muito mais por pequenas empresas do que por empresas famosas. Quanto mais a Internet evolui, melhores e mais palpáveis se tornam os meios de se comunicar. E é exatamente por isso que, hoje em dia, é primordial uma boa identidade visual. Porque todos podem ter, então a necessidade de ser diferente e se destacar, aumentou”, finaliza Jonathan.

Serviço: Agência Publicidade Popular

David Nudelman e Jonathan Souza

Publicitário

51 4063 8010

contato@publicidadepopular.com.br

www.publicidadepopular.com.br

http://www.pessoasquefazem.com

Aumente sua relevância profissional e melhore o currículo

Coach e palestrante fala da importância de realizar palestras para melhor reconhecimento no mercado

As palestras existem há muito tempo em nossa civilização. Na Grécia antiga, o termo “ágora” era usado para designar “lugar de reunião”. Uma praça, locais públicos abertos, onde cidadãos costumavam se encontrar para reuniões de diversos fins. Um dos mais conhecidos e respeitados pensadores da Filosofia, Sócrates, era apaixonado por discursar em praça pública. Seu método era conhecido como “Diálogo Socrático”, onde o filósofo trazia perguntas aos espectadores, e os mesmos, ao darem suas respostas, eram recebidos com mais perguntas. Aos poucos, todos banhavam-se no fascínio da reflexão e do conhecimento. Sócrates passava horas discutindo justiça, virtude humana e outros temas de interesse geral.

O coach financeiro e palestrante Robson Profeta, diz que a palestra é uma das formas comprovadas na transmissão de ideias e conhecimento.“Interessante perceber que este procedimento de discursar, não foi em nada diferente do que fizeram vários dos grandes personagens da história como Jesus Cristo, Gandhi, Hitler, Martin Luther King, Mandela e até mesmo, Steve Jobs. Esse método estimula a absorção e perpetuação do assunto”, comenta.

Ainda segundo o especialista, reservar um tempo na agenda profissional para se dedicar às palestras, aumenta seu reconhecimento no mercado, além de aumentar onetworking. “As palestras são democráticas. As pessoas se sentem na mesma posição dos demais espectadores, ou seja, determinados degraus hierárquicos e sociais são destruídos neste momento. A exposição das suas ideias e visões, podem gerar novas oportunidades de negócios e ideias com especialistas da mesma área”, argumenta Robson.

Palestrar leva a boa e a má noticia de forma generalizada, ou seja, não é uma crítica ou elogio pontual para um ou outro espectador. Mesmo que algum comentário negativo se encaixe no seu perfil, este sentimento fica contigo para reflexão e você não é exposto perante aos demais espectadores. O mesmo ocorre com elogios.

“Além disso, a utilização de recursos audiovisuais auxilia na fixação do conteúdo, e mantém o espectador ativo e receptivo. Histórias ilustrativas, momentos cômicos e interatividade trazem leveza para a palestra. Esta técnica é comprovadamente bem-sucedida entre os palestrantes”, aconselha ocoache palestrante.

No entanto, alguns outros aspectos devem ser levados em consideração, para que tudo corra bem durante a apresentação. “Por mais que exista um tema fascinante, existem alguns fatores que podem comprometer a palestra”, alerta Robson “Não dominar o conteúdo;  utilizar indevidamente os recursos disponíveis (como áudio, vídeo, Datashow); tom de voz inadequado, vícios de linguagem e ausência de contato visual são falhas de comunicação corporal que podem prejudicar o entendimento dos ouvintes. Bem como definição inadequada do horário para realização da palestra”, explica.

Errar na definição do público alvo também é um grande problema, segundo o especialista. “Os ouvintes não se interessarão ou entenderão o conteúdo abordado, não sendo possível exercer uma troca produtiva de informações”, finaliza o palestrante.

Serviço:  Robson Profeta

Coach Financeiro

Site: www.robsonprofeta.com.br

E-mail: rp@robsonprofeta.com.br

Tel:  11  98107-1003

Fotógrafa produz ensaio de noiva para atriz carioca

Por Elas fotografa Anna Rita Cerqueira, ex-Malhação, e atriz sente novamente o gostinho de como é se vestir de noiva

Gisele Soares, CEO e fotógrafa do Por Elas, conheceu a atriz em 2013, através de seu marido, o também fotógrafo Luiz Luz, quando este registrou o espetáculo Peter Pan, em que Anna Rita participou “Ali fiz amizade com a mãe dela, que ficou encantada com as fotos que o Luiz fez da apresentação. O tempo passou e sempre tive vontade de fazer um ensaio com a Anna Rita. E quando vi que ela tinha acabado de completar 18 anos e terminado uma novela com uma personagem que viveu uma experiência como noiva, pensei: esse é o momento. Ela completou 18 anos e tem tudo a ver com o estilo que eu queria: linda, romântica e jovial”, revela a fotógrafa.

“Queríamos levar ao público as tendências que estão cada vez mais fortes no mercado de casamento”, comenta Gisele. Para isso, apostaram no uso de flores exóticas e sementes, mescladas com flores de papel – buquês, guirlanda e joia floral – além de um vestido que remetesse ao estilo campestre, bordado com folhas de tecido, que combinassem com a locação do editorial. O cabelo solto, para inspirar noivas mais jovens; e um coque baixo para as clássicas. Ao final do ensaio, os fotógrafos apostaram em uma pegada mais descolada, onde a noiva usa tênis e cabelos casualmente desarrumados, para formar um terceiro look.

“Minha maior inspiração para criar o Por Elas e me dedicar ao trabalho exclusivamente com mulheres, é sem dúvidas poder ver esse encantamento que elas [mulheres] sentem por elas mesmas quando se olham no espelho vestidas e produzidas dessa forma espetacular. As minhas clientes percebem que todas elas são lindas, às suas maneiras, não importa a idade, o peso, a cor da pele, se são famosas, ou não. São ensaios lindos, completamente do jeito que elas querem. E ter a oportunidade de despertar esse sentimento em alguém, é muito gratificante”, conta Gisele.

Há seis anos no mercado, a fotógrafa criou o Por Elas com a missão de captar os melhores momentos da vida da mulher, desde a debutante adolescente e seus sonhos, ao ensaio fotográfico sensual da mulher madura e realizada, para presentear o marido.Através da fotografia, Gisele trabalha a autoestima, a autoconfiança e o amor próprio feminino “Às vezes, a mulher pode se sentir meio desconfortável na presença de um fotógrafo masculino. Então, também é muito legal, quando eu vejo que as fotos ficaram naturais e espontâneas, porque elas estavam à vontade comigo. É uma das partes do meu trabalho que valem mais a pena”, argumenta.

“Me senti uma noiva. Todos cuidaram de mim como se fosse no dia do meu casamento”, revela a atriz Anna Rita Cerqueira.

Serviço: Por Elas

Gisele Soares

Fotógrafa

(21) 2628-1165 | 9 9505-8709

contato@porelas.com.br

www.porelas.com.br

www.facebook.com/porelasfoto

Mercado de trabalho para os maiores de 60 anos é possível

Especialista em transição de carreira diz quais são as áreas que mais contratam pessoas na melhor idade, e as vantagens de contratar um profissional mais experiente.

Já se foi o tempo em que pessoas com mais de 60 anos não conseguiam uma recolocação profissional no mercado. Segundo o Ministério do Trabalho, em 2009, foram contratadas cerca de 320 mil pessoas, com mais de 60 anos para trabalhos formais, tanto em setores públicos, como privados. Esse número corresponde a 7,08% a mais do que no ano anterior – e o número só tende a crescer.

Com a expectativa de vida cada vez maior, muitos daqueles que chegam aos 60 anos não querem deixar de trabalhar, ou ainda, desejam retornar ao mercado depois de um período de descanso. “Essa volta ao mercado de trabalhadores aposentados é um fenômeno recente no Brasil. Os 70 anos de hoje podem ser comparados com os 50 anos de algumas décadas atrás”, explica Madalena Feliciano, Diretora do Instituto Profissional de Coaching.

Segundo a especialista em transição de mercado, existe, principalmente, duas razões para que os profissionais acima dos 60 procurem uma ocupação que lhes rendam dinheiro “Cada vez mais as pessoas chegam aos 60 anos com grandes capacidades profissionais, vontade de ganhar seu próprio dinheiro e ter uma boa vida pessoal. Isso faz com que elas não queiram ficar em casa e voltem grande parte da sua atenção para o trabalho, assumindo com uma grande responsabilidade o que é delegado a eles”, explica Madalena.As empresas optam por esses profissionais quando a atividade exige mais responsabilidade, disponibilidade e respeito ao horário.

De acordo com Madalena, não existe idade máxima para se trabalhar, o que existe é a capacidade que cada pessoa tem para determinadas funções. “Os profissionais acima dos 60 podem sentir algumas dificuldades para retornar ao trabalho, afinal, muitas vezes o convívio com profissionais mais jovens, conectados à internet e às redes sociais, atualizados das novidades em suas áreas de atuação; a necessidade de falar outros idiomas e de ter uma atuação multidisciplinar, por exemplo, podem pôr em risco a confiança do profissional mais velho. Mas ele não deve se abalar: se foi contratado, é porque a empresa está à procura de experiência e maturidade, características normalmente encontradas em profissionais com mais experiência”, exalta. Isso acontece porque o ideal é contar com profissionais experientes – e essa experiência só é alcançada com a vivência.

Para aqueles que desejam regressar ao mercado de trabalho, existem algumas recomendações que podem ser seguidas “Identifique suas principais competências; procure por um trabalho alinhado às suas experiências profissionais anteriores; faça um bom currículo, destacando a sua experiência; não pareça resistente às mudanças e novidades.Boa apresentação pessoal e postura são muito importantes, capriche nelas; e procure manter-se atualizado sobre a sua área de atuação”, aconselha Madalena.

Para o empregador também existem grandes vantagens em contratar pessoas com mais idade – que vão além da experiência. “Em geral, os mais velhos são excelentes para o atendimento a clientes, são mais humildes em reconhecer seus erros e buscar a melhoria, são menos ansiosos, têm paciência para um plano de carreira mais longo, maior disponibilidade de tempo e flexibilidade na negociação do salário; menor responsabilidade com filhos – geralmente já são formandos ou independentes. Em geral, já recebem a aposentadoria e por isso o foco do trabalho nem sempre é exclusivamente o salário. Hoje em dia, os profissionais acima dos 60 fazem tudo: entram na internet, dirigem, fazem exercícios, dançam, namoram, estudam, enfim, procuram algo que venha trazer bem-estar e o melhor caminho para felicidade – e muitas vezes o trabalho ajuda e muito nesse caminho” conclui a especialista.

Outliers Careers
Madalena Feliciano

Diretora Geral
(11) 2737-1724
madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br

Professor Aprígio Gonzaga 78, São Judas, São Paulo – SP.

Foi demitido? Quer reingressar ao mercado de trabalho?

Método aplicado por coachs, auxilia a encontrar soluções para a sua carreira e faz toda a diferença na vida profissional.

Outplacementé uma ferramenta de Recursos Humanos, utilizada para auxiliar pessoas que foram demitidas de alguma empresa, a reconquistar seu lugar no mercado. Seu objetivo é estudar, junto com o profissional, a solução para a sua carreira, levando em conta o que o mercado oferece, a experiência da pessoa e a sua meta.

Madalena Feliciano, diretora do Instituto Profissional de Coaching e da empresa OutliersCareers, especialista em transição de mercado, diz “O outplacement é uma valiosa ferramenta para diagnosticar, planejar e assessorar na montagem de um novo plano de ação, com foco em resultados contínuos e efetivos para o profissional desligado de uma empresa” explica.

Ainda de acordo com Madalena, parte do trabalho é prestar ajuda no preparo do currículo, ensinar a fazer networking, analisar o comportamento do executivo, fornecer informações sobre consultorias, processos de seleção, indicá-lo para vagas de consultorias de RH, headhunters ou empresas parceiras. O processo consiste no aconselhamento, apoio, orientação e estímulo ao profissional demitido, preparando-o técnica e psicologicamente para as oportunidades de mercado, bem como para o planejamento de sua carreira.

Segundo a especialista, a demissão é um processo de perda, e, em muitas ocasiões, pode desestruturar o profissional. “O outplacement, além de auxiliar na estratégia de marketing pessoal do executivo, também dá suporte para o equilíbrio emocional, à medida em que fornece informações reais e valiosas sobre o caminho que deve ser trilhado” finaliza.

Outliers Careers
Madalena Feliciano

Diretora Geral
(11) 2737-1724
madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br

Professor Aprígio Gonzaga 78, São Judas, São Paulo – SP.

Job Rotation. Você utilizaria essa prática?

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e treinamento pode capacitar ainda mais profissionais

Job Rotation é uma prática de treinamento de algumas empresas, que divide opiniões entre profissionais. Consiste em fazer um novo funcionário passar por diversas áreas da empresa por um determinado período de tempo, antes de ser alocado em sua área específica de atuação.

Dessa forma, um funcionário recém-chegado à empresa passa um tempo tralhando na área financeira, no marketing, vendas, produção, entre outros setores que houverem na empresa contratante. As vantagens desse processo tornam o profissional mais completo, porque o obrigam a sair de sua zona de conforto e o fazem desenvolver um alto grau de conhecimento sobre todas as atividades da corporação. Tornam o funcionário mais apto a lidar e resolver eventuais problemas de forma mais efetiva, uma vez que terá uma visão geral dos possíveis efeitos na empresa.

Madalena Feliciano, coach, diretora de operações da Outliers Careers e especialista em transição de carreira, diz “Independente do cargo, os trabalhadores devem encarar qualquer desafio como se fossem os empresários responsáveis pelo setor, pensando como melhorar processos e economizar recursos dentro de sua área”

No entanto, o job rotation também tem suas desvantagens. Alguns diretores de RH e estudiosos afirmam que essa prática não torna o profissional mais capacitado. Pelo contrário, causam frustração pela falta de oportunidade de adaptação a um setor e por não proporcionar uma formação específica em uma determinada área.

Especialista em realocação de mercado, especialmente da terceira idade, Madalena expressa seu posicionamento “O fundamental para o profissional atual é ter uma atitude empreendedora, independente do seu emprego e cargo. Quem não arrisca, não petisca”, diz.

De uma maneira geral, todas as técnicas de treinamento, não apenas o job rotation variam de empresa para empresa. E se você vai ou não se adaptar, é muito pessoal. Em caso de não adaptação, converse com seus superiores para ver se há outra opção que melhor se adeque a você.

Outliers Careers
Madalena Feliciano
Diretora Geral
(11) 2737-1724
madalena@outlierscareers.com.br
www.outlierscareers.com.br