Arquivos da Categoria: Meio Ambiente

Trigo – Mercado começa a precificar as chuvas

imagem_release_459464O mercado de trigo no PR esteve um pouco mais movimentado nesta semana, por causa do clima.  Os compradores estão na dúvida sobre a entrada e qualidade da nova safra. Os preços passaram de R$ 630,00/t para R$ 650,00/t nos últimos dias, com alguns negócios realizados, segundo a Consultoria Trigo & Farinhas.

No RS também os preços ficaram um pouco melhores, com ofertas a R$ 550,00/t no interior e comprador já estudando este preço, contra R$ 530,00 da semana anterior, afirma Luiz Carlos Pacheco, analista sênior da empresa.

As chuvas estão caindo intensamente sobre o Oeste e o Sudoeste do Paraná, oeste de Santa Catarina e Noroeste e Oeste do Rio Grande do Sul. Nestas regiões os trigos estão recém plantados e os danos se limitam, por enquanto, ao encharcamento das lavouras, impedindo a entrada das máquinas para terminar o plantio. Por conta disto o Paraná teve avanço zero no plantio de trigo, que permanece por duas semanas em 97% e os trabalhos de tratos culturais não pode ser realizado, tanto neste estado quanto no Rio Grande do Sul.

Embora haja chuvas no norte do Paraná, elas são de menor intensidade e não prejudicam seriamente as lavouras. Contudo, como o percentual de lavouras em fase de floração antingiu 28% e de frutificação 10%, a partir de agora o estado começa a correr riscos de danos sobre o trigo plantado para a safra 2015/16, segundo Pacheco.

Serviço: Luiz Carlos Pacheco

Editor – https://www.linkedin.com/pub/luiz-carlos/30/862/21

Contatos: 00 55 41 3209-8542, 00 55 41 9826-3697

Skype/email: luiz.pach@hotmail.com

É preciso falar sobre o lixo

imagem_release_397979Anualmente, os brasileiros jogam fora 76 milhões de toneladas de lixo. Dessas, 30% poderiam ser reaproveitadas, mas somente 3% são encaminhadas para centros de reciclagem. Nos últimos dez anos, o número de municípios que realizavam a reciclagem saltou de 81 para 900 – número expressivo, porém que não representa nem 20% das cidades do Brasil. O potencial que o país tem para reciclagem é imenso, mas não é bem aproveitado, e isso acarreta em danos gravíssimos para o meio-ambiente.

Cada vez mais, as pessoas utilizam embalagens e produtos industrializados dentro de suas casas, e a forma de consumo está diretamente relacionada com a alta produção de resíduos gerados. Segundo Eraldo Melo, Presidente do Grupo Conservar, empresa que terceiriza serviços, a coleta específica para o lixo orgânico e inorgânico dos lares é um grande desafio. “As pessoas precisam ser conscientes quando se fala em separação de lixo. Muitas vezes, cabe a quem faz a manutenção da casa ou condomínio realizar uma análise para checar se há lixo reciclado juntamente ao orgânico, porém, isso nem sempre é possível, visto que o risco de contaminação ou acidentes pode ser alto”, afirma.

O empresário explica que o manuseio do lixo requer treinamentos específicos, para que não haja perigo para o colaborador, e a coleta seja realizada da maneira correta. “Caso o colaborador não receba o treinamento adequado, os riscos podem afetar a sociedade em geral. Imagine: se o funcionário não receber e seguir as orientações corretas, ele não poderá separar o lixo corretamente, deixando de contribuir para a reciclagem de diversos resíduos. Assim, a natureza sofrerá, e nós também, pois tudo que é sentido lá é sentido aqui também, e, geralmente, em proporções muito maiores e desastrosas”, elabora.

Melo acredita que, por mais que a coleta específica para o lixo orgânico e inorgânico possa ser um desafio para os moradores e administradores de determinada área (de um condomínio fechado, por exemplo), ela deve ser realizada e defendida a todo custo. “Os síndicos têm o trabalho de conscientizar seus condôminos sobre a importância da separação da produção de resíduos, lançando reflexões sobre o problema e ampliando discussões sobre a gestão do lixo”, explica.

O empresário finaliza, lembrando que as pessoas não só podem como devem se adequar aos novos tempos, em especial à questão ecológica. “Os problemas ambientais não são mais algo que acontecerá no futuro, eles acontecem aqui e agora, e precisamos nos mobilizar como um todo para combatê-los. Cuidar do lixo produzido já é um ótimo começo, e até ações pequenas podem ser significativas, como separar suas lixeiras por cor e resíduo, por exemplo. Ressalto a importância de contar com pessoal treinado para esta tarefa, para cuidar tanto das pessoas, quanto do meio ambiente”, conclui.

Serviço: Eraldo Melo

Ex Faxineiro, Empresário, Psicólogo, Escritor e Palestrante Motivacional

www.eraldomelo.com

eraldo@eraldomelo.com

Fone: (64) 8122-5397 | (64) 9939-3435

Uma lição de empreendedorismo

7Os zeladores, faxineiros e auxiliares de serviços gerais estão presentes em todos os segmentos das vidas cotidianas de absolutamente todo mundo, e, mesmo assim, por diversas vezes, esses valorosos profissionais não recebem o respeito e a admiração que merecem.

O que muitas pessoas não percebem, é que, sem estes profissionais, a vida seria uma bagunça; do mesmo modo como, sem um professor ou motorista de transporte público, a cidade para, sem os profissionais da limpeza viveríamos em meio a nossa própria sujeira, o que tornaria a convivência impossível, especialmente nas grandes cidades.

Além disso, em diversos ambientes de trabalho, chega a acontecer desrespeitos por parte de superiores, na hora de se relacionarem com funcionários que prestam serviços gerais. Eraldo Melo, entretanto, é a prova viva de que esta situação pode ser mudada. O agora empresário começou sua carreira em uma das cinco empresas que hoje possui como Auxiliar de Serviços Gerais, sendo promovido, pouco tempo depois, a Encarregado de uma equipe de 10 pessoas. Segundo ele, seus colaboradores eram extremamente desmotivados a irem trabalhar, o que ocasionava muitas faltas e baixa produtividade, e, uma das maiores reclamações deles era que seus superiores se quer lhes davam “Bom dia”, e, muito menos, elogiavam seu desempenho, quando eles cumpriam sua tarefas ou obrigações acima do esperado.

Melo resolveu esta situação ao se reunir mensalmente com seus colaboradores, para que pudessem discutir sobre o trabalho e as melhorias que deveriam ser feitas no setor. A partir disso, os funcionários se tornaram mais motivados, desempenhando seus papeis de maneira mais eficiente e produtiva. Dessa maneira, a empresa, utilizando os treinamentos oferecidos pelo empresário, conseguiu mais credibilidade com seus antigos clientes, além de novos contratos, pois demonstrou o seu verdadeiro valor humano.

Segundo o empreendedor, “cada função tem o seu valor, por isso, não podemos subestimar a capacidade ou o trabalho de ninguém. O faxineiro de hoje pode ser o chefe de amanhã, mas, independente disso, a gentileza é indispensável. Afinal, educação é algo que vem do berço”, conclui.

Serviço: Eraldo Melo

Empresário, Psicólogo, Escritor e Palestrante Motivacional

www.eraldomelo.com

eraldo@eraldomelo.com

(64) 8122-5397 | (64) 9939-3435

Centro Empresarial Rio promoveu evento sobre sustentabilidade

Evento discutiu ações corporativas sustentáveis e serviu como prévia para as discussões da Rio+20.

De 13 a 22 de junho será realizada a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, na cidade do Rio de Janeiro. Vinte anos depois da realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92), líderes de todo o mundo irão se reunir para renovar o compromisso político com o desenvolvimento sustentável e contribuir para a definição da agenda de questões relacionadas ao assunto para as próximas décadas.
A conferência terá como temas principais “A economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza” e “A estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável”. No mesmo período da Rio+20, também será realizada a Cúpula dos Povos, um evento que promoverá debates, palestras e outras atividades sobre os mesmos assuntos da conferência da Organização das Nações Unidas (ONU), com a participação de grupos da sociedade civil, como ONGs e empresas.
O Centro Empresarial Rio também deixou a sua marca no mês do meio ambiente. O Centro realizou no início de junho uma edição especial do Café Empresarial, com o tema sustentabilidade. A programação incluiu uma Campanha de Conscientização de Coleta Seletiva, realizada em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e o Instituto Eventos Ambientais (IEVA) e sessões de cinema com filmes que abordam a temática principal.
A Sessão Cinema Verde ajudou nas discussões relacionadas ao meio ambiente. Os longas “Terra” (2007), da Disney Nature em parceria com a BBC, “Uma Verdade Inconveniente” (2006), de Davis Guggenheim, “A Última Hora” (2007), de Nadia Conners e Leila Conners Petersen, e “Lixo Extraordinário” (2010), dirigido por Lucy Walker, enfatizaram aspectos do aquecimento global, o futuro do planeta, a destruição do ecossistema e a importância da reciclagem.
Os participantes ainda prestigiaram a palestra “Economia verde – uma nova roupagem no contexto de sua empresa”, ministrada pelo advogado Francisco Carrera, idealizador do Fórum Empresarial Rio+20, assessor jurídico do IEVA e mestre em Direito da Cidade pela UERJ. Com extenso currículo, Carrera é especialista em Biodiversidade e Direito Ambiental, coordenador de cursos de pós-graduação em Direito Ambiental e representante de diversas em entidades de grande visibilidade.
O advogado falou sobre a economia verde, seus conceitos, fundamentos, princípios e ações inovadoras. O especialista mostrou as vantagens e os resultados positivos gerados por iniciativas que visam à sustentabilidade. Carrera também ressaltou a importância do mundo corporativo pensar no meio ambiente e realizar ações sustentáveis efetivas e abordou questões decididas no novo relatório da ONU, divulgado no mesmo dia do evento. “São temas extremamente atuais e que precisam ser discutidos”, enfatiza Carrera.
Segundo Alexandre Gontijo, presidente do IEVA, o evento reforça a importância de atividades que contribuam para a reflexão sobre a ação das empresas e da sociedade como um todo em prol do meio ambiente. “Temos que mostrar as pessoas que é preciso agir rapidamente, pois a natureza está sendo destruída e as consequências são drásticas para o planeta e para todos os seres que vivem nele. É fundamental que cada um se conscientize sobre o seu papel e promova ações sustentáveis”, ressalta.
Letícia de Freitas e Castro, gerente de eventos do Centro Empresarial Rio e organizadora do evento, o Café Empresarial serviu como prévia para as discussões que serão abordadas na Rio+20. “O Centro Empresarial Rio é um condomínio certificado na ISO 14001 e, por isso, atua com práticas sustentáveis no seu dia a dia. Fazer uso do Café Empresarial para abordar a sustentabilidade é mais uma forma de contribuirmos para a promoção de um mundo melhor por meio da conscientização do nosso público”, destaca a gerente.
A organizadora declara que a palestra ministrada por Carrera proporcionou uma verdadeira aula sobre como a sustentabilidade tem sido praticada em diversos cantos do mundo. “As parcerias com o INEA e com o IEVA também foram fundamentais para o sucesso deste evento”, afirma. Durante todo o encontro, o Centro Empresarial Rio estimulou a coleta de pilhas e baterias com a presença de coletores.

Café Empresarial
O Café Empresarial é uma série de eventos promovidos gratuitamente pelo Centro Empresarial Rio. Os encontros são realizados uma vez por mês e tem como público-alvo profissionais de diversos setores, como marketing, recursos humanos e finanças.
Entre no site e saiba mais sobre os próximos eventos.
http://www.cerconvencoes.com.br/

Centro Empresarial Rio promove evento sobre sustentabilidade

Café empresarial contará com stand para conscientização sobre coleta seletiva, filmes sobre o tema e palestra sobre economia verde.

No dia 05 de junho será realizado mais um Café Empresarial, encontro informativo e integrador promovido gratuitamente pelo Centro Empresarial Rio. Em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o evento será um pouco diferente. De acordo com Letícia de Freitas e Castro, gerente de eventos do Centro Empresarial Rio, será um dia inteiro repleto de atividades. “O Café terá início as 10 horas da manhã e durante todo o dia serão exibidos filmes, ministrada uma palestra e realizada uma campanha relacionada a coleta seletiva de lixo”, conta a gerente.

Na Alameda Coleta Seletiva, os visitantes terão contato com a Campanha de Conscientização de Coleta Seletiva, que contará com a presença de agentes do Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e terá um stand de informações organizado pelo Instituto Eventos Ambientais (IEVA). O Centro Empresarial Rio irá aproveitar os coletores de pilhas e baterias para estimular a coleta destes materiais, voltada para a conscientização dos usuários do condomínio e de toda a sociedade. A ação acontecerá das 10 às 16 horas.

Na Sala Seminários, o tema é ‘Cinema Verde’. Serão exibidos quatro filmes que abordam assuntos relacionados à sustentabilidade. A primeira sessão, das 10 às 11:40, será destinada ao filme “Terra” (2007), da Disney Nature em parceria com a BBC. O filme conta a história de uma família de ursos polares, de uma manada de elefantes e de uma baleia jubarte com o seu filhote, mostra uma viagem por diferentes lugares do planeta e as consequências do aquecimento global.

“Uma Verdade Inconveniente” (2006), de Davis Guggenheim, será exibido das 12 às 13:40. O documentário mostra os argumentos do ex-vice-presidente americano Al Gore com relação ao aquecimento global e o futuro do planeta. Das 14 às 15:40 será apresentado o filme “A Última Hora” (2007), de Nadia Conners e Leila Conners Petersen. A produção cinematográfica apresenta, por meio de entrevistas com cientistas, pensadores e líderes, como o ecossistema do planeta tem sido destruído e quais são as alternativas para reverter este quadro.

O último filme a ser exibido será “Lixo Extraordinário” (2010), dirigido por Lucy Walker. O longa foi filmado entre 2007 e 2009 e mostra o trabalho do artista plástico Vik Muniz no aterro sanitário Jardim Gramacho, na periferia do Rio de Janeiro, considerado um dos maiores do mundo. Muniz sugere a um grupo de catadores de materiais recicláveis a repensar as suas vidas fora daquele ambiente e descobre o poder transformador da arte e da alquimia do espírito humano.

Para finalizar o encontro, o advogado Francisco Carrera, idealizador do Fórum Empresarial Rio+20 e assessor jurídico do Instituto de Eventos Ambientais (IEVA), irá ministrar a palestra “Economia verde – uma nova roupagem no contexto de usa empresa”. “A palestra irá abordar a economia verde, um tema considerado inovador e que tem gerado interesse no mundo corporativo. Serão apresentados conceitos, fundamentos e princípios desta nova visão, com destaque para os ‘green jobs’ e as ações inovadoras”, afirma Letícia.

A palestra também abordará as vantagens e os resultados positivos das iniciativas que visam à sustentabilidade e ganham destaque na mídia e dos negócios sustentáveis. “As empresas que pensam no meio ambiente e no futuro da humanidade conseguem se destacar no mercado. As ações sustentáveis e o esforço em promover a sustentabilidade chamam a atenção dos consumidores”, acrescenta a gerente.

As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas no site www.cerconvencoes.com.br .

Serviço: Café Empresarial
Tema: Sustentabilidade nas empresas
Data: 05.06.2012
Horário: a partir das 10 horas
Local: Praia de Botafogo, 228, 2ª andar, Botafogo – Rio de Janeiro (RJ)
Confirmação de presenças: www.cerconvencoes.com.br
Mais informações: (21) 2554-8182

Empresa alemã mostra tecnologia para construção de casas sustentáveis

Numa área de mais de 500 metros quadrados, no bairro Butiatuvinha, em Santa Felicidade, empresa alemã recebeu, na última sexta-feira, arquitetos, fornecedores, convidados e a imprensa para apresentar uma prévia do show room, que será montado para mostrar, em um único espaço, tecnologias inovadoras, produtos e sistemas construtivos, maquinários, centro de aperfeiçoamento de mão de obra e comércio de materiais, todos com foco na sustentabilidade.

Encontrar o ponto de equilíbrio entre a demanda crescente por habitações e o impacto ambiental gerado pelas edificações ainda é um desafio para a construção civil brasileira (o setor responde boa parte das emissões de carbono). Métodos construtivos que utilizam materiais e tecnologias de ponta, comumente empregados na Europa e na América do Norte, chegam ao país para preencher esta lacuna: obras com alto padrão de acabamento, executadas em prazo reduzido e com maior eficiência energética.

A empresa EcOSHaus espera vencer juntas alguns dos vários gargalos que impendem o avanço das construções verdes no país: a dificuldade em encontrar materiais adequados, profissionais qualificados e tecnologia que permita ter uma casa ou edifício de fato sustentável.

O show room é um exemplo das construções de alto padrão que o grupo alemão espera expandir no país. Edificada no sistema construtivo wood frame (que consiste na industrialização dos painéis de parede, de piso e de cobertura), o show room adota sistemas como trocador de calor, bomba de calor, placas solares, automatização da eletricidade, LEDs de alta performance, vidro duplo, isolamento de celulose com papel reciclado, responsáveis por melhorar a performance térmica das construções e por reduzir gastos com sistema de calefação, ar condicionado ou aquecimento de água.

Coquetel apresenta construções sustentáveis

Será inaugurado nesta sexta-feira (dia 12), em Curitiba o show room da EcOSHaus, a Homag-Weinmann e a InOS – Inovações Tecnológicas, empresas alemãs, que trazem para o país tecnologias, produtos e sistemas construtivos, maquinários, centro de aperfeiçoamento de mão de obra e comércio de materiais, todos com foco na sustentabilidade. Durante coquetel para convidados e imprensa, os empresários vão demosntrar soluções tecnológicas para vencer alguns dos vários gargalos que impendem o avanço das construções verdes no Brasil: a dificuldade em encontrar materiais adequados, profissionais qualificados e tecnologia que permita ter uma casa ou edifício de fato sustentável.

SERVIÇO: Inauguração show room EcOSHaus – Homag-Weinmann – InOS Inovação Tecnológica
Rua: Otto Willi Michaelis, 334, Butiatuvinha, Curitiba – PR
Inauguração: 12 de agosto (sexta-feira)
Horário: 20h

Gestão do meio ambiente auxilia empresas a reduzir desperdícios

A legislação brasileira está cada vez mais rígida ao exigir das empresas a preservação dos recursos naturais e a redução dos danos ambientais. As multas pelo não cumprimento dos requisitos da Legislação Ambiental são crescentes. Mas o que poucos gestores já perceberam é que as ações de preservação podem até mesmo representar aumento da lucratividade das empresas. O alerta é de Luciane Flores Queiroz, diretora da Ação Consultoria Ambiental, empresa especializada em gestão do meio ambiente.
Segundo a consultora, o aumento da lucratividade vem especialmente da redução dos custos operacionais, evitando o desperdício no processo produtivo. “Quando uma empresa reduz desperdício, também está cuidando da natureza”, diz. A consultora afirma que a melhora da qualidade ambiental das atividades, produtos e serviços de qualquer organização pública ou privada é fundamental para a sustentabilidade das empresas. “Quando uma empresa desenvolve ações de preservação da natureza ou de redução dos danos ambientais que ela provocava, está não apenas cumprindo as obrigações legais, mas garantindo o seu próprio futuro”, argumenta Luciane.
A Ação Consultoria tem atuação em frigoríficos, empresas de transportes, alimentícias, automobilísticas, indústrias de fertilizantes, madeireiras, hospitais e outras. Entre os trabalhos desenvolvidos, estão o monitoramento de estações de tratamento de efluentes, gerenciamento de resíduos, elaboração de procedimentos para obtenção de licenças ambientais e desenvolvimento de Sistemas de Gestão Ambiental.
Luciane Flores Queiroz ressalta ainda que a sociedade está cada vez mais exigente e crítica em relação à responsabilidade ambiental das empresas. “Os consumidores cobram ações responsáveis das empresas e essa exigência vai ser cada vez maior. Organizações que poluem o ambiente – seja com seu produtos, seus processos produtivos ou mesmo com a falta de ações preventivas – mancham sua imagem junto à população”, conclui a consultora.

Ambientalista de primeira

O empresário Francisco Simeão Rodrigues Neto (foto), que muito antes desse assunto virar moda já se preocupava com o meio ambiente e criou a atual legislação que obriga fabricantes e importadores de pneus a coletar e destruir de forma ambientalmente adequada pneus inservíveis no território nacional, vai ser homenageado pelos vereadores de São José dos Pinhais . Na próxima terça-feira, dia 7, Simeão recebe o Certificado de Responsabilidade Ambiental, em sessão solene às 19 horas, na Câmara Municipal da vizinha São José, dentro da programação da Semana Nacional do Meio Ambiente.
A proposição é do vereador Carlos Machado,  em conjunto com o presidente da casa, professor Assis Manoel Pereira. Francisco Simeão já recebeu o título de Cidadão Benemérito do Estado do Paraná, em 2003;  de Cidadão Honorário de Piraquara, em 2004;  e de Cidadão Honorário de Curitiba, no ano passado.

SHOPPINGS DA BRMALLS EM TODO O PAÍS ECONOMIZARÃO 1.158,75 KILOWATTS COM AÇÃO ‘HORA DO PLANETA’

Um mundo melhor e mais preservado. É o que todos queremos para nós e as futuras gerações. Assim, neste sábado, dia 26, três shoppings de Curitiba administrados pela BRMALLS participam da Hora do Planeta, campanha mundial idealizada pela WWF que busca conscientizar a sociedade sobre a questão do aquecimento global. A partir das 20h30, as fachadas dos shoppings Crystal e Estação estarão às escuras durante 60 minutos, o que irá gerar uma economia de 11 kilowatts de energia. Já o Shopping Curitiba estará com a fachada desligada durante todo o dia, até as 21h30, gerando outros 35 Kw/h de economia.
O projeto pretende ainda incentivar os frequentadores dos shoppings e moradores das regiões onde se situam os empreendimentos a aderirem ao projeto da WWF apagando as luzes de suas próprias residências. A campanha mostra a relevância de pequenas ações para a sustentabilidade e preservação do meio ambiente. Este será o segundo ano de participação da BRMALLS na iniciativa, que em 2010 teve a adesão de mais de 1 bilhão de pessoas em cerca de 4600 cidades de 128 países.
No total, 27 shoppings administrados pela BRMALLS em todo o país participarão da Hora do Planeta, totalizando uma economia de 1.158,75 kilowatts.

Expertise Britânica apresenta projetos que fomentam a Construção Verde no Brasil

Promovido pelo Consulado Britânico em parceria com empresas britânicas, o II Encontro Técnico Brasil-Reino Unido sobre Construção Sustentável, aconteceu no dia 8 de dezembro de 2010, na Firjan – Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, no Rio de Janeiro, RJ. O encontro teve como objetivo difundir as tecnologias do Reino Unido, centro emergente de inovação em baixo carbono, e promover a troca de experiências bem-sucedidas com o Brasil.
Para John Doddrell, cônsul-geral Britânico em São Paulo e diretor do UK Trade & Investment no Brasil, o encontro foi importante por ser uma oportunidade de desenvolvimento da capacidade verde no Brasil. “Nossas empresas vieram buscar cooperação e parcerias, estimulando o crescimento sustentável”, ressalta.
O evento reuniu empresas como: AECOM; Euramax Coated Products; OMP / Kompas International Architects; Seacon Environment; SnagR Software Ltd; SRS Finlay; Tailormade Software; URS/Scott Wilson; e Youngman Group, as quais abordaram temas que discutiram arquitetura em projetos sustentáveis, o gerenciamento de projetos e manutenção da sustentabilidade, prédios inteligentes, certificações de construções verdes e tecnologias, e materiais para construções sustentáveis.
De acordo com Valéria Martinez, gerente Comercial para as áreas de Construção e Meio Ambiente do Consulado, o encontro atendeu as expectativas da Entidade, que visou propagar a construção sustentável no Brasil através de soluções já utilizadas pelas indústrias britânicas. “O Brasil é um país que oferece muitas possibilidades no setor de construções, o qual cresce mais a cada dia. Este setor é um nicho no mercado que beneficia a todos – governo, população e o empresariado -, justamente pela preocupação com o meio ambiente”, ressalta.
De acordo com Valéria, o Brasil é um parceiro, pois assim como o Reino Unido, assumiu papel de liderança nas negociações internacionais sobre mudanças climáticas e está empreendendo ações ambiciosas para redução de emissões de gases poluentes. Para ela, a realização do evento foi importante por proporcionar aos participantes o conhecimento de experiências de sucesso no setor e, principalmente, a possibilidade de desenvolver esse trabalho no Brasil e esperar pelos mesmos resultados. “A Seacon, por exemplo, empresa que presta consultoria para certificação de projetos sustentáveis já está desenvolvendo um projeto com uma empresa brasileira na área de construção sustentável”, conta.
A iniciativa integrou a campanha “UK know how” – Liderando a Transição para uma Economia de Baixo Carbono -, desenvolvida pelo Reino Unido, considerado, junto com o Brasil, uma das lideranças no movimento por uma economia mais verde.

II Encontro Técnico Brasil-Reino Unido sobre Construção Sustentável integra campanha UK Know How

O II Encontro Técnico Brasil-Reino Unido sobre Construção Sustentável, que acontece dia 8 de dezembro de 2010, na Firjan – Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, no Rio de Janeiro, RJ, trará uma delegação de empresas britânicas que irão apresentar sua expertise em design e construções sustentáveis.
A iniciativa integra a campanha “UK know how” – Liderando a Transição para uma Economia de Baixo Carbono -, desenvolvida pelo Reino Unido, considerado, junto com o Brasil, uma das lideranças no movimento por uma economia mais verde.
Com o apoio do UK Trade & Investment – organização do governo britânico para o comércio exterior -, o evento reunirá empresas como: AECOM; Euramax Coated Products; OMP / Kompas International Architects; Seacon Environment; SnagR Software Ltd; SRS Finlay; Tailormade Software; URS/Scott Wilson; e Youngman Group.
Com temas que discutirão a arquitetura em projetos sustentáveis, o gerenciamento de projetos e manutenção da sustentabilidade, prédios inteligentes, certificações de construções sustentáveis e tecnologias e materiais para construções sustentáveis, a delegação visa a propagação da construção sustentável no Brasil, através de soluções já utilizadas pelas indústrias britânicas.
Este evento integra a campanha UK Know How que é composta por uma série de eventos, como debates, seminários e feiras, dentro de setores econômicos que contribuirão para a transição do Brasil para uma economia de baixo carbono. A Campanha UK Know How tem o propósito de colocar a expertise em baixo carbono do país em “toda a economia” ao alcance de compradores e investidores internacionais.
Serviço: O II Encontro Técnico Brasil-Reino Unido sobre construção sustentável
Data: 08 de dezembro de 2010
Horário: Das 9h às 17h
Local: Firjan – Avenida Graça Aranha, 1, 3º andar – Centro – Rio de Janeiro – RJ

Fora da Caixa incentiva debate sobre embalagens sustentáveis

De acordo com dados divulgados pela Roland Berger Strategy Consultants, 54% das empresas investem até 1% do seu faturamento anual em soluções sustentáveis no Brasil. O crescimento da demanda mundial por produtos e serviços ecologicamente corretos exigiu uma mudança de comportamento das marcas. Acompanhando esse movimento, o setor de embalagens cria alternativas de descarte consciente de produtos.
Para incentivar essa discussão e apresentar resultados de iniciativas responsáveis, a Brainbox Design Estratégico promove mais uma edição do “Fora da Caixa”, com o tema “Design Sustentável de Embalagens”. O evento, que integra a programação da Bienal Brasileira de Design, propõe uma discussão aberta e objetiva sobre o design de embalagens e trará as principais tendências, movimentos internacionais, selos e sistema de certificação.
Com o tema “A sustentabilidade é importante para o consumidor?”, Marcos Palhares – diretor da Revista EmbalagemMarca, Mestre pela Universidade de Oxford e especialista em Gestão Estratégica da Embalagem pela ESPM – abre a discussão sobre o assunto.

Amando Varella – diretor comercial da Papirus, com 22 anos de experiência no mercado de celulose e papel – integra os debates com o tema “Embalagens Cartonadas e a Sustentabilidade”. A apresentação terá como referência o case da Papirus, que dispõe hoje de uma produção de 90.000 toneladas líquidas por ano de papel-cartão, comercializada no Brasil e exportada para países da Europa, Ásia, América do Norte, África e especialmente América Latina.
Encerrando a programação, Patrícia Gonçalves de Paula – especialista em Engenharia de Embalagens – apresenta o case “Vitopaper – papel sintético reciclado pós-consumo e suas aplicações”. Unindo os conceitos de sustentabilidade e inovação, o Vitopaper  é o papel sintético feito a partir de resíduos plásticos   coletados para reciclagem.

Eu faço e vc?

Eu defendo e FAÇO

RECICLAGEM INTERESSANTE

PARA FECHAR SAQUINHOS DE MANTIMENTOS