Arquivos da Categoria: Data especial

Dia do Homem

imagem_release_458062Homem também é uma pessoa frágil. Ele tem seus conflitos internos. Também se sentem perdidos em seus pensamentos e suas atitudes.
O homem é pré-determinado desde que nasce.  Nas cores que veste ao nascer, no comportamento que precisa cumprir,  para ser visto como um verdadeiro homem.
É comum que seja ressaltado o comportamento de agressividade, atos de coragem, ter iniciativa, ser protetor, liderança nata, sucesso profissional,… Ufa!!!…. Ser homem não é uma tarefa fácil.
Como o homem pode demonstrar seus sentimentos, ser amável, se há tantas crenças que envolvem o papel de um homem autêntico?
Ser homem é mais do que isso. É lutar, é desbravar caminhos. Mas é proteger,  dar carinho, aconchegar, não brigar, é desejar muito ter Paz e Ser Feliz.
Ser feliz, principalmente, com sua mulher. A mais desejada, a mais admirada e a mais Amada. Ter uma mulher ao seu lado, é tudo que o homem deseja.
O olhar de admiração de sua mulher, é fundamental para a vida de um homem.
Ao contrário que a mulher pensa, o homem quer ser desejado. Não quer estar no domínio, o tempo todo. Mas o homem quer conquistar. O homem quer ser o mais interessante e importante para sua mulher.
Hoje, o homem, quer uma companheira ao seu lado. A mulher que é independente, ele está aprendendo a viver, sem competições. Mas não quer ser deixado de lado.
O homem quer aprender a mostrar seus sentimentos, quer ter mais participação na família, quer ser envolvido pela sua mulher em fantasias e romances, quer mais momentos a dois.
Neste dia do homem, aproveite para resgatar homem em novos momentos de prazer, para as alegrias do dia a dia.
Não fale de problemas,  mostre sua admiração e valorize no que ele faz de melhor. Ressalte a melhor qualidade dele.
E claro, não esqueça do melhor presente…. Que é Você!! Divirtam-se.

Feliz dia do homem!!!

Serviço: Carla Ribeiro

Psicóloga Clínica e Hospitalar voltada para Saúde do Homem

E-mail:  caribeiro.psi@gmail.com

Celular: 21 9.9908-1834

Endereço: Av. Nelson Cardoso, 1149 – sala 1213, Taquara, Jacarepaguá – Rio de Janeiro/RJ.

Anúncios

Batel Food Truck 2ª edição – Uma aventura gastronômica

106A evolução da gastronomia de rua! Assim se define a 2ª edição do Batel Food Truck, dias 17, 18 e 19 de julho, na Avenida Nossa Senhora Aparecida, 468.  Além dos hambúrgueres diferenciados e outros tipos tradicionais de fast food, desta vez haverá trucks e tendas de outros estados servindo delícias como barreado, sopas, omeletes gourmet, tacos, kebabs e risotos doces e salgados.

Haverá duas praças de alimentação cobertas, que têm a presença confirmada dos seguintes estabelecimentos: Sopitas; A Linguiça Honesta; Chef Oswaldo; Santa Temakeria; Altman Gastronomia;  Dagniaux; Brownie do Max; Nebraska; Cookies Stories; No Fringir dos Ovos; Portugalo; Imix; Choco Truck Grué; Totopos; JPL Burguer ; Armazém 71; Batha Bhaya; Yakifast; Mr. Angus; Jet Fast; Chef Sofia; Don Kebab; e Eat Burger, La Grappa; Me Gusta Churros; Kombagel. 107

“O que o público irá encontrar será um mix de gastronomia, pensado na estação mais fria do ano”, explica o organizador Everson Gauer, diretor da WolfPromo. E tudo isso combinado com muito lazer, atividades e artes para todas as idades, incluindo espaço kids, paredão de escalada monitorado por profissionais especializados, tirolesa, show com bandas Lenhadores da Antártida e Hit Rock Trio, DJ Ricarte, exposição de carros antigos e caricaturista.

No mesmo endereço da 1ª edição, promovido em junho, o evento contará com toda a estrutura necessária para proporcionar conforto aos visitantes – mesas, cadeiras, arquibancadas. Próximo aos pontos de venda dos alimentos e nas redondezas serão montadas bancadas que servirão de suporte para as comidas e bebidas.108

Parte das mesas e cadeiras será composta por móveis de madeira reutilizada, e que sofrerá intervenções de artistas plásticos de Curitiba. Durante o sábado e o domingo, artistas também realizarão intervenções artísticas nos muros que ladeiam a subida de entrada do espaço de 10 mil m2.

Solidariedade

Em convênio com a FAS (Fundação de Assistência Social), o Batel Food Truck lançou a campanha “Batel Food Truck por um inverno mais quente”. As doações de peças como agasalhos, cobertores, calçados, luvas e gorros poderão ser feitas no local do evento a partir de quinta-feira, dia 16, no período da tarde.

Quem colaborar, concorrerá a passeio completo, com entrada, refeição e bebida. “Curitiba é uma cidade engajada 109em causas sociais, e a nossa meta é arrecadar milhares de peças de roupas que serão encaminhadas para a FAS”, completa Everson Gauer.

O Batel Food Truck espera receber em torno de 20 mil pessoas entre a sexta-feira e o domingo. Será cobrada entrada de R$5,00. A gratuita é válida para menores de 10 anos, acima de 60 anos, professores, doadores de sangue e portadores de necessidades especiais (PNE). Os pratos variarão entre R$ 10 e R$ 35. A feira funcionará na sexta-feira (das 17h às 21h), sábado (das 11h às 21h) e no domingo (das 11h às 20h).

Serviço

BATEL FOOD TRUCK

QUANDO: 17/07 – 17h às 21h | 18/07 – 11h às 21h | 19/07 – 11h às 20h.

ONDE: Avenida Nossa Senhora Aparecida, 468 – Batel.

QUANTO: Entrada R$5 Pessoas acima de 60 anos, menores de 10 anos, professores, doadores de sangue e portadores de necessidades especiais ficam isentos de entrada.

ORGANIZAÇÃO: WolfPromo – Promoções e Eventos Curitiba

A banalização do “eu te amo”

imagem_release_438565Com o Dia dos Namorados se aproximando, as lojas começam a intensificar suas propagandas de venda de produtos voltados para a data, começam a brotar textos nas redes sociais sobre o assunto, e as pessoas parecem querer arranjar alguém para dizer “eu te amo” mais do que qualquer outra coisa.

Atualmente, seja pelo status de ter alguém para amar, seja por medo de ficar sozinho (a), as pessoas parecem desesperadas para ter seus sentimentos por alguém comprovados, ou, então, querem que o cônjuge reforce esse amor constantemente. Segundo o psicólogo e master coach João Alexandre Borba, o que acontece hoje em dia é uma banalização do “eu te amo”. “Por mais que não possa parecer, cada vez mais as pessoas se esforçam para sentir algo que (ainda) não existe. Não podemos falar aquilo que não sentimos, ou seja, não há porque apressar o ‘eu te amo’ em uma relação”, afirma.

Ele explica que não é saudável falar por falar, pois isso acarreta no desgaste da relação. “Não deve ser pensado em quantidade, mas, sim, em qualidade. Não obrigue seu cônjuge a falar, deixe que ele se expresse à sua própria maneira. A consistência do sentimento é mais importante do que a frequência, então o ideal é falar quando o ‘eu te amo’ vem naturalmente, não quando ele é solicitado”, comenta.

O psicólogo diz que é preciso que as pessoas saibam avaliar o que é o amor, e como ele é percebido no dia a dia do casal. “Lembro-me de um casal que atendia; quando fiz a pergunta ‘o que é amor para você’ o marido respondeu que era quando acordava, seu café já estava o esperando, e sua mulher estava levando as crianças para a escola. Já para ela, era quando sentia que recebia atenção e carinho do seu companheiro ou quando faziam programas que ela escolhia. Desse modo, expliquei que são nesses momentos em que eles se sentem amados que o ‘eu te amo’ deve ser falado, pois, assim, ambos irão se sentir bem na relação já que o sentimento se encontra presente naquele instante”, explica. Ele ainda recorda que, nesse caso específico, após o casal passar a entender os momentos em que se sentiam felizes na relação, eles começaram a reproduzir com mais vezes essas atitudes que faziam com que ambos se sentissem amados, tornando a relação mais prazerosa e íntima.

Borba finaliza, dizendo que nunca deve-se exigir que a outra pessoa faça ou diga algo de maneira forçada. “Esse tipo de reação é infantil,pois exclui a liberdade do outro. Quando a pessoa se sente livre e sem cobranças, o sentimento flui naturalmente, o que revela-se ser bom tanto para um, quanto para o outro”, conclui.

Serviço: João Alexandre Borba

Master Coach Trainer e Psicólogo

joao.alexandre@live.com

www.facebook.com/joaoalexandre.c.borba

De Renato Sorriso à Eraldo Melo: é preciso valorizar os faxineiros

imagem_release_420487No dia 16 de maio é comemorado, no Brasil, o Dia do Faxineiro. Esta profissão, embora tão valorosa e importante quanto qualquer outra, muitas vezes, acaba não recebendo o devido respeito, pois muitas pessoas a consideram “inferior”. Essa classe não engloba apenas pessoas que fazem a limpeza de algum local privado, mas, também, garis, auxiliares de limpeza e até mesmo zeladores.

Mesmo com o grande número de pessoas que exercem essas funções no país, não é raro que elas sejam desvalorizadas, seja em questões salariais, seja por terem seu trabalho taxado como “fácil” ou “ordinário”. Porém, como seria uma cidade sem seus garis? Com certeza, seus habitantes estariam nadando em meio a sujeira. Ou um escritório sem seus auxiliares de limpeza? Sem nenhuma dúvida, as coisas não funcionariam da maneira correta. E, até mesmo, escolas e condomínios sem seus faxineiros, que são as pessoas que sabem de tudo que acontece lá dentro, e podem ajudar a todos?

Além disso, como desrespeitar tais profissionais, se um deles representou a alegria brasileira de forma tão bonita no encerramento dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres? Mais conhecido como Renato Sorriso, o gari e passista brasileiro Renato Luiz Feliciano Lourenço trabalha desde 1995 na Companhia Municipal de Limpeza Urbana da Cidade do Rio de Janeiro (Comlurb). Ele ganhou este apelido em 1997, quanto, trabalhando na limpeza da Passarela do Samba, no carnaval carioca, durante o desfile das escolas de samba, ele começou a sambar com sua vassoura, o que fez com que ele se tornasse um ícone dessa festa popular.

Além de repetir com certa regularidade essa dança entre as apresentações das escolas, Sorriso já até desfilou para a Portela em 2009, fantasiado de malandro. Além de gravar comerciais de TV e se apresentar em espetáculos de samba, o gari foi um dos ícones do bloco dedicado à música brasileira no encerramento das Olimpíadas de Verão em 2012, que contou com a participação de Pelé, Seu Jorge e Marisa Monte, entre outras personalidades. O exemplo de Sorriso mostra como uma pessoa de origem humilde, que possui um trabalho “simples”, é importante na sociedade brasileira, e merece seu devido respeito.

Outro exemplo da influência que um auxiliar de serviços pode ter na vida das pessoas é o empresário Eraldo Melo. Ele começou sua jornada dentro de sua atual empresa (uma das cinco das quais ele é presidente) fazendo parte de uma equipe de faxineiros. Depois de certo tempo, ele começou a se destacar por causa de sua liderança, e acabou sendo promovido a Encarregado de uma equipe de 10 colaboradores. Ao perceber que seus colegas estavam desmotivados pela falta de reconhecimento que recebiam dentro da empresa, Melo passou a realizar reuniões mensais, em que pudesse conhecer melhor seus colaboradores, discutindo sobre os problemas da empresa, e quais melhorias poderiam ser feitas no setor.

Mesmo fazendo isto por vontade própria, o empresário e palestrante motivacional percebeu a necessidade de tratar seus colegas de forma mais humanizada, e assim o fez. Com o passar do tempo, ele foi crescendo dentro da empresa, até surgir a oportunidade de se tornar proprietário dela, o que permitiu a compra de suas outras empresas. Eraldo é um exemplo de que, mesmo estando na posição mais baixa, com o salário mais modesto e, por diversas vezes, sendo desvalorizado, ainda é possível aflorar e buscar uma melhora de vida para si e para os outros.

Com esses exemplos de humildade e determinação dentro da profissão de faxineiro, e, com certeza, muitos outros espalhados pelo país, torna-se evidente o valor dessa função, e a necessidade de seu dia ser celebrado, e seu ofício, valorizado.

Serviço: Eraldo Melo

Ex Faxineiro, Empresário, Psicólogo, Escritor e Palestrante Motivacional

www.eraldomelo.com

eraldo@eraldomelo.com

Fone: (64) 8122-5397 | (64) 9939-3435

Dia das Mães pede presentes especiais

42Os melhores presentes são os que carregam em si um significado. Se eles durarem a vida inteira, e forem dados com amor, então melhor ainda.

Joias personalizadas, que podem ser adaptadas de acordo com o gosto da pessoa  a ser presenteada, são uma ótima escolha para o Dia das Mães, que, no Brasil, acontecerá no dia 10 de maio, o segundo domingo do mês. Mesmo para as mulheres menos vaidosas, é difícil não se emocionar ao ser presenteadas com uma joia, mesmo discreta, nesta ou em qualquer outra data.

Segundo o designer de joias personalizadas, Rafael Otto, atuante em Curitiba, as peças escolhidas devem se adaptar ao estilo da mãe a ser presenteada. “Para mães de primeira viagem, de crianças pequenas ou grávidas, recomendo colares que possuam um pingente com o nome dos filhos, ou com bonequinhos que imitam crianças. Eles fazem muito sucesso, e emocionam muito”, afirma o profissional.

Entretanto, para mães com filhos maiores, sejam adolescentes que já são mais independentes ou para filhos que já casaram, Otto geralmente recomenda anéis. “Os anéis solitários, com pedras preciosas em cima, são uma boa pedida para as mães mais maduras, que se encantam com estas peças”, explica. O designer ainda fala que, com as tecnologias 3D, que são utilizadas para fazer os acessórios, é possível ver como que a joia ficará durante o processo de construção da mesma, e, por isso, ela pode ser adaptada até chegar à exata intenção do cliente. “Dessa forma, se torna impossível não acertar no presente de Dia das Mães”, finaliza.

Serviço: Rafael Otto

Designer de Joias

Fone: 41 3527-6458 / 9945 1931

Email: rafael.otto.joias@gmail.com​​

Anel de formatura faz sucesso entre graduandos

Hoje as imagem_release_380116formaturas são comemoradas ao longo do ano todo. Não se tem mais festas só em janeiro ou fevereiro, – elas se estendem durante o ano, afinal, existem cursos que terminam em julho, outros que preferem fazer a festa só após o carnaval, etc. Porém, não há data melhor para falar sobre a graduação do que o dia 24 de março, o qual celebra o dia do estudante. E qual o maior desejo de todo e qualquer estudante? Isso mesmo: o seu diploma, o reconhecimento concreto de que todos aqueles anos investidos em seu estudo valeram à pena.

Porém, além de “ganhar” o diploma, a formatura traz consigo outra tradição que esteve adormecida por um tempo, mas que está voltando com tudo: a tradição de dar um anel de formatura para o formando. Segundo Rafael Otto, designer de joias, o anel de formatura tem um valor simbólico muito grande, pois mostra que um sonho e um objetivo foram conquistados, que desafios foram vencidos e que agora o formando está em outra fase da sua vida.

O designer comenta que o anel de formatura é caracterizado pela cor da pedra e pelo emblema fixado na lateral da joia, que mudam de acordo com a área de atuação e o curso escolhido. “Apesar de as cores e os emblemas serem diferentes, os anéis de formatura normalmente são fabricados em ouro 18k e possuem brilhantes, mas cada vez existe uma maior liberdade na hora de comprar um anel desses” explica Otto.

Isso acontece porque cada vez são feitas mais joias personalizadas, e nelas estão incluídas os anéis de formatura. “Hoje, muito por causa do avanço tecnológico, já é possível ver como as peças ficariam quando estivessem prontas, em 3D e tudo mais. Assim, os anéis podem ser feitos com maior precisão e perfeição, fazendo com que o formando receba de presente uma peça exclusiva, feita especialmente para ele comemorar esse momento tão importante”, ressalta o designer.

Uma dica que o profissional oferece é: manter a cor da pedra e o emblema, mas apostar em mudanças sutis, que farão com que o formando saiba que esse é um anel diferente e que nenhuma outra pessoa terá a mesma jóia do que ele. “É possível mudar um pouco o formato da pedra e/ou do anel, apostar em brilhantes, personalizar o emblema – sem mudá-lo, é claro etc. São inúmeras as possibilidades para se criar uma jóia exclusiva”, sugere Otto.

Portanto, se alguém na sua família está prestes a se formar ou se algum amigo próximo está passando por essa fase maravilhosa, que tal deixar um pouco as canetas de lado (afinal, pode ter certeza que ele ganhará várias delas) e presentear essa pessoa com uma joia personalizada e única?

Serviço: Rafael Otto

Designer de Joias

Fone: 41 3527-6458 / 9945 1931

Email: rafael.otto.joias@gmail.com​​

Fica dica!

0a0afhmed0a0amed

Carnaval e som alto

applausiO carnaval está aí. Dia quatro de março começa a ‘folia’ que embala pessoas durante dias com músicas no máximo volume, trios elétricos, ruas lotadas e sambódromos cheios. Porém, por trás de toda essa animação exagerada, existe um aumento no número de casos de pessoas que apresentam problemas nos ouvidos, causados principalmente por causa dos ruídos das caixas de som potentes pertencentes aos trios elétricos e o grande período de tempo permanecido em ensaios de escolas de samba.
Segundo dados da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), o ouvido humano suporta até 85 decibéis – porém, a aparelhagem utilizada atualmente pode chegar a até 120 decibéis, intensidade próxima a de uma turbina de avião. “Isso faz com que muitos foliões que não se importam com o ruído excessivo e não fazem nada a respeito para cuidar da audição, possam sofrer com danos auditivos sérios” comenta a Dra. Rita de Cássia Cassou Guimarães, otorrinolaringologista e otoneurologista, de Curitiba.
Devido a intensidade do barulho nessa época, as pessoas que frequentam as festas de carnaval podem vir a ter a sensação de pressão nos ouvidos, zumbido e dificuldades para ouvir. “E pode não parecer sério, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a poluição sonora a terceira maior do meio ambiente, perdendo apenas para a poluição da água e do ar, por isso, os cuidados com a audição são tão importantes,” comenta a especialista.
Os principais fatores que influenciam nos problemas auditivos causados devido ao excesso de ruídos é o tempo de exposição ao som e a sensibilidade individual de cada pessoa. Por isso, para aqueles que querem aproveitar o carnaval e ainda assim evitar problemas auditivos, existem algumas orientações que devem ser seguidas. “Ficar a uma distância de, no mínimo 10 metros do equipamento de som e usar protetores auriculares, que diminuem o impacto do barulho nos ouvidos, podem ajudar”, explica Rita.
É importante tomar esses cuidados pois o barulho muito forte é um dos agentes mais nocivos à saúde humana, causando desde a perda da audição, até zumbidos, distúrbios do labirinto, ansiedade, nervosismo, hipertensão arterial, gastrites, úlceras e, em alguns casos, impotência sexual.
“Saber da importância da audição e de como mantê-la em dia se torna ainda mais importante nessa época. O ‘poder’ de ouvir provoca uma melhor interação do indivíduo com o meio ambiente e, consequentemente, com seus semelhantes”, comenta Rita.
A exposição prolongada ao som alto, por muito tempo seguido, pode levar a diversos graus de surdez. No Brasil, é estimado que 15 milhões de pessoas já sofrem algum tipo de perda auditiva. “Portanto, é necessário cuidar da audição nessa época do ano, mantendo-se em uma distância apropriada dos trios elétricos e demais concentrações de som, a fim de proteger os seus ouvidos. Depois, é só aproveitar”, conclui a especialista.
Dra. Rita de Cássia Cassou Guimarães (CRM 9009)
Blog: http://canaldoouvido.blogspot.com
Fan Page: https://www.facebook.com/canaldoouvido?ref=hl
Email: ritaguimaraescwb@gmail.com

O Dia do Aposentado e a saúde auditiva dos idosos

0a0a24-de-janeiro-dia-do-aposentado_4279Aposentando-se cada vez com mais pique para viver uma vida tranquila, os idosos devem tomar alguns cuidados especiais com a audição.

Em 24 de janeiro comemora-se o Dia Nacional do Aposentado, e é mais do que justo a sua comemoração porque, hoje em dia, mais do que nunca, após a aposentadoria, o idoso percebe que ainda há muita vida, que é hora de viajar, de relaxar e aproveitar as conquistas dos anos anteriores e de compartilhar com as novas gerações a experiência e a memória dos anos vividos.
Para não “estragar” essa data especial, a Dra. Rita de Cássia Cassou Guimarães, otorrinolaringologista e otoneurologista de Curitiba, lembra que, segundo censo realizado pelo IBGE em 2010, cerca de 9,7 milhões de brasileiros declararam ter alguma deficiência auditiva, o que equivale a 5,1% da população do Brasil – e, que, quanto mais a idade chega, mais a estrutura do ouvido se desgasta, o que pode se tornar um problema para os idosos – por isso, para evitar maiores constrangimentos tanto para o idoso quanto para a família e poder aproveitar a melhor idade da maneira certa, o ideal é procurar um médico especialista assim que surgirem os primeiros sintomas de perda de audição.
A especialista comenta que a perda auditiva acontece gradualmente como um somatório de vários fatores externos, desde a exposição a ruídos, má alimentação, estresse, uso de medicamentos e até fatores metabólicos ou hereditários. “Essa perda progressiva da audição, conhecida como presbiacusia, acontece em função da idade, pelo desgaste fisiológico das células auditivas. A presbiacusia é mais percebida em pessoas acima de 60 anos, porém, dependendo de fatores genéticos e ambientais, como exposição prévia a ruídos, ela pode se manifestar antes dos 50 anos”, comenta Rita.
Muitos sinais da perda de audição são mais perceptíveis para as pessoas que convivem com os idosos do que para eles mesmos, já que se trata de uma doença gradual. “Alguns dos principais sintomas são a dificuldade em ouvir sons agudos, dificuldade de entender a conversa – troca de letras ou palavras, – aumentar o volume da televisão, pedir para repetir, procurar ficar mais próximo da fonte sonora, o surgimento do zumbido, por exemplo, são alguns dos sintomas mais comuns – e quem convive com o idoso deve ficar atento a esses detalhes”, explica.
A especialista comenta que algumas pessoas têm dificuldade em reconhecer que necessitam de uma ajuda médica especializada para tratar dessas questões. “Muitas vezes o indivíduo se adapta a perda auditiva e só procura ajuda médica depois de muita pressão feita pela família e amigos”, comenta Rita. Porém, o idoso precisa compreender que, com uma boa audição, além de ele poder ouvir, entender e trocar informações com maior qualidade e menos esforço, esse sentido serve também como sinal de alerta contra situações de  perigo e para ajudar na localização dos sons.
A perda auditiva na terceira idade é um fator de limitação do indivíduo, que pode contribuir com o desenvolvimento de alguns distúrbios psiquiátricos. “A questão da audição está relacionada com alterações da memória e pode produzir um grande impacto negativo na vida do idoso, conduzindo-o à diminuição nas relações sociais, emocionais e até ao isolamento”, explica.
Por favorecer o isolamento dos portadores da deficiência, devido à dificuldade de comunicação com o meio social em que vive, o idoso pode adquirir um sentimento de constrangimento devido a esse problema, o que pode propiciar o surgimento de um quadro depressivo. “Os familiares do deficiente muitas vezes não têm tolerância para lidar com a falta de audição, e, normalmente, não mantêm diálogos normais com o idoso, passando somente a informar os assuntos essenciais, o que faz com que ele se sinta mal” exalta.
Então, para tratar desse mal e fazer com que o idoso passe pela melhor idade da melhor forma possível, é preciso realizar, antes de tudo, uma visita a um médico especialista, que, após os testes auditivos, dependendo de cada caso, indica a utilização de aparelhos de amplificação sonora, além do desenvolvimento de estratégias comunicativas, treinamento auditivo e orientação familiar. “Praticamente todos os casos têm cura ou, pelo menos, apresentam uma melhora significativa”, conclui Rita. Depois é só aproveitar o 24 de janeiro para homenagear a todos que se permitem sair para pescar, caminhar, visitar amigos e parentes, viajar, ou mesmo ficar sentados em uma cadeira de balanço observando o mundo ao redor.
Dra. Rita de Cássia Cassou Guimarães (CRM 9009)
Otorrinolaringologista, otoneurologista, mestre em clínica cirúrgica pela UFPR
Blog: http://canaldoouvido.blogspot.com
Email: ritaguimaraescwb@gmail.com
Telefone: 41-3225-1665   
Endereço: Rua João Manoel, 304 Térreo, Bairro São Francisco, Curitiba PR.

promoção dia dos namorados

Concorrendo…

0anamorados 07

Dia das Mães com muito Requinte

0aESTA DOÇURA DE MÃETodos os anos a Confeitaria Requinte elabora sugestões de sobremesas e de presentes que deixam o Dia das Mães cada vez mais gostoso e surpreendente. Afinal, sua mãe merece todo o carinho do mundo para se sentir a pessoa mais especial e amada. Porque mães são doces, fortes e cuidadosas!

 Este ano foram preparadas três opções de sobremesas especiais, entre os lançamentos estão aTorta Romeu e Julieta (base de casquinha de biscoitos crocante, suave mousse de queijo mascarpone com cobertura deliciosa de goiabada cremosa), Torta de Pera e Coco(fina base de massa flora com recheio cremoso de coco com laminas de amêndoas, peras em cubo preparadas ao leve toque de vinho branco com cobertura de merengue, tiras de coco fresco tostadas e laminas de amêndoas) e a Torta Mousse de Chocolate com Cupuaçu(base de casquinha de chocolate crocante, leve mousse de cupuaçu com cobertura de ganache blend que equilibra os sabores dos chocolates meio amargo e ao leite).

Ótimas opções de sobremesas para degustar em família e descobrir o Sabor em Saber Viver ao lado de quem você ama!

Já para quem quer fazer uma surpresa especial e aproveitar a data para presentear, é possível encontrar quatro versões de cestas com decoração refinada e elegante. Todas preparadas com produtos fresquinhos, selecionados e com todo o carinho da família Requinte. Entre os destaques estão: “Cesta Força de Mãe”, “Cesta Light”, Cesta Mãe Cuidadosa e “Cesta Doçura de Mãe”.

Mãe, seu carinho me conforta. Seu amor merece Requinte!!

Descrição Cestas

Cesta Força de Mãe – R$ 90,00

  • Mini Pão de legumes
  • Mini Pão de hambúrguer
  • Pão de queijo
  • Mini broinha de fubá
  • Petit four doce
  • Mini Pão girassol
  • Minissonho de brigadeiro
  • Bolinho decorado
  • Flor
  • Cesta especial

Cesta Mãe Cuidadosa – R$ 160,00

  • Bolo Mármore
  • Pão mini dog suíço
  • Pão mini Oliver
  • Pão Requinte pequeno
  • Pão de batata recheado
  • Mini broinha de centeio
  • Pão de queijo
  • Petit four doce
  • Minissonho doce de leite
  • Biscoito goiabinha
  • Queijinho processado
  • Iogurte
  • Suco
  • Sachês de café com leite, capuccino e chá
  • Mini geleia de fruta
  • Frutas da estação
  • Tabuinha de frios
  • Caneca personalizada
  • Cesta especial

Cesta Doçura de Mãe – R$ 225,00

  • Broa multicereais pequena
  • Pão de queijo
  • Mini pão tomate seco com azeitonas
  • Mini pão de legumes
  • Pão de minuto
  • Mini doguinho recheado
  • Mini pão de hambúrguer
  • Mini pão de batata recheado
  • Pão mini Oliver
  • Mini broinha de centeio
  • Petit four doce
  • Minissonho brigadeiro
  • Bolo mármore
  • Biscoito Palmier
  • Achocolatado 01 lt.
  • Suco de Fruta 01 lt.
  • Frutas da estação
  • Tabuinha de frios
  • Geléia de frutas grande
  • Creme de avelãs com cacau
  • Mini mel
  • Queijinho processado
  • Sachê de granola
  • Flor
  • Cesta especial
  • Vale Academia Corpus
  • Toalhinha de rosto.

 Cesta Light – R$ 155,00

  • Pão de legumes light
  • Trancinha doce light
  • Bolo de laranja light
  • Mini pão integral light
  • Tortinha de banana light
  • Mini pão de soja light
  • Queijinho processado light
  • Geléia de frutas light
  • Barra de cereal
  • Fruta da estação
  • Iogurte light
  • Tabuinha de frios light
  • Sachê de granola light
  • Suco light
  • Flor
  • Cesta especial

Serviço: Confeitaria requinte Champagnat – Rua Francisco Rocha, 1809 – tel. (41) 3335.3134

Os jovens e o descaso com a própria saúde

alexandreCercalNo “Dia Mundial dos Jovens”, o que chama a atenção são os problemas de audição que aparecem cada vez mais cedo

A juventude, segundo a Assembleia Geral das Nações Unidas, é a fase que acontece entre os quinze e vinte e quatro anos de idade, em que o jovem começa a apresentar sinais de maturidade diante da vida. Os jovens representam mais de um terço da população mundial, e, com isso, ganharam no calendário um dia especial dedicado a eles: o dia 13 de abril. O “Dia Mundial dos Jovens” serve para trazer a tona questões que devem ser discutidas e que envolvem principalmente essa faixa etária. Temas como educação, sexualidade, violência e, claro, saúde, são alguns dos mais visados.

Porém, o tema saúde muitas vezes é deixado de lado erroneamente. “Muitos jovens acreditam que, pelo simples fato de estarem nessa faixa etária, são imunes a problemas de saúde”, comenta Alexandre Cercal, Otorrinolaringologista e membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervico-Facial, de Curitiba. Eles estão errados. A prova disso é que em estudo realizado nos EUA, foi constatado que problemas auditivos em jovens entre 12 a 19 anos estão se tornando cada vez mais comuns. O estudo comparou pesquisas feitas no início da década de 90 e meados dos anos 2000 e acabou revelando que em 15 anos, o caso de problemas auditivos nos jovens havia aumentado em 30%.

“O uso de reprodutores de música com um volume superior aos 80 decibéis está provocando um aumento dos problemas de audição nos jovens, e um dos motivos é a capacidade das baterias, por exemplo, dos Ipods, que duram quase um dia inteiro, ininterrupto. Outra questão são os fones de ouvido mais modernos, que são de uso interno e causam mais problemas do que os antigos que somente cobriam os ouvidos”, comenta o especialista. Ele explica que os fones de inserção são mais perigosos porque potencializam o som. Quando a fonte sonora é externa, há uma perda de energia vibratória no caminho entre ela e o ouvido, mas com o fone dentro do ouvido, não há essa perda.

Outra questão que envolve principalmente essa faixa etária são pessoas que vão para baladas e shows e, depois de saírem do local, permanecem com apitos, assobios ou barulhos no ouvido que permanecem ali durante horas. “Quando qualquer coisa nesse sentido acontece, é mais do que aconselhado que o indivíduo procure um especialista para iniciar um tratamento preventivo com o objetivo de evitar o surgimento de zumbidos, que, se não tratados com cuidado, podem chegar a ser crônicos”, alerta Cercal.

Além desses ruídos, ainda existem aqueles que são causados por explosões ou fogos de artifício, que provocam um som muito intenso e rápido e podem causar trauma acústico e até perda de audição súbita. “Ficar exposto a esses ruídos também lesiona as células auditivas, e o processo da perda de audição, causado naturalmente pelo envelhecimento, pode ser acelerado, ou seja, as células morrem antes do tempo e a perda é percebida mais cedo”, observa o especialista.

Alexandre Cercal comenta que, para preservar a audição não é preciso muita coisa, apenas cuidado e atenção. “Fique atento à altura do som que está ouvido e ao tempo que ele dura, a gravidade da possível lesão depende da combinação entre tempo de exposição, intensidade (altura) e da suscetibilidade de cada pessoa. Se for ouvir música com fones de ouvido, como regra geral 85 decibéis, durante oito horas diárias, é a intensidade e o tempo máximos de exposição que o ser humano suporta sem ser prejudicado. E lembre-se as lesões causadas pelo uso contínuo e alto volume de Ipods e MP3 players em geral não são reversíveis”. O doutor explica que no início do abuso existe uma perda de audição transitória, que se recupera após um “descanso” auditivo. Porém, após algum tempo, essa recuperação não acontece mais, e a perda de audição vai se tornando progressivamente maior. “Portanto, prevenir é sempre o melhor remédio”, conclui Cercal.
Serviço: Dr. Alexandre Cercal
Otorrinolaringologista, Amah Ouvido, Nariz, Garganta e Estética da Face
Blog: http://amahotorrino.blogspot.com
Email: drcercal@yahoo.com.br
Fones: 41 3015-6001 Curitiba
41-3423-4466  Paranaguá
41-3453-1072  Matinhos
13-3822-5891  Registro
13-3841-2626  Iguape
47-3434-2888  Joinville

Dia dos pais com Skin Shop

Presentei sua mãe com algo a mais

Obrigada Ale Salvador!

Ortopedia facial ajuda a manter a beleza do rosto

Amanhã (08/03) será comemorado o Dia Internacional da Mulher. Nesta data especial várias características do sexo feminino são exaltadas, especialmente a beleza. As mulheres fazem de tudo para se manterem belas e atraentes – academia, tratamentos estéticos e dietas são algumas das estratégias. “A principal preocupação é com o envelhecimento da face. Este processo não pode ser impedido, mas há algumas alternativas para amenizar as marcas que o tempo deixa no rosto, como a ortopedia facial”, destaca Gerson Köhler, ortodontista e ortopedista facial da Köhler Ortofacial.

rsrsrs, adorei!

Obrigada!

Alderson Luiz Pacheco arrecada brinquedos para doação no Natal

O cirurgião plástico Alderson Luiz Pacheco já está de olho no Natal. Consciente de seu papel na sociedade, o médico está promovendo uma ação para arrecadar brinquedos que serão doados a instituições que cuidam de crianças. “O objetivo é contribuir para que elas tenham um Natal mais feliz. O dia 25 proporciona o momento de alegria que elas esperam durante todo o ano. Tenho certeza que para quem doa uma brinquedo não faz falta e quem ganha tem a oportunidade de se alegrar e ficar feliz em uma data tão especial como esta”, ressalta Pacheco.