Preços do trigo e soja, sustentados pelo dólar, podem cair se o dólar cair

2FarmBillPOST-thumb-615x300-81423Na semana passada o dólar avançou 3,05% após recuar 4,74% na semana anterior. Com isto, tanto os preços trigo como a soja, cujos preços estão sustentados pela alta do dólar, já recuaram 4,90% em relação há duas semanas (a soja) e 9,85% (o trigo), no mesmo período. Se a cotação do dólar fosse a mesma de antes da eleição (R$ 2,5/US$) o preço da saca de trigo custaria hoje R$22,34 (contra os R$ 36,52 atuais no PR) e a da soja R$ 49,86 (contra os atuais R$ 73,00 em Passo Fundo), se tomarmos a simples conversão das cotações de Chicago desta segunda-feira, segundo estudos da Consultoria Trigo & Farinhas.

No aspecto fundamental, tanto o trigo quanto a soja estão em seus níveis mais baixos dos últimos quatro anos (vide gráfico no site da CBOT), reflexos da super oferta mundial e os seus preços no Brasil só estão altos devido à alta do dólar.

A pergunta, então, é: quais as chances de o dólar cair mais?

Para responder a esta pergunta tem-se que analisar as causas da alta da moeda americana e ver quais as chances de elas continuarem. No Brasil, há duas causas básicas: a) os problemas políticos que geram incerteza e deterioração sobre a economia e b) a possibilidade de o Federal Reserve – banco central americano – aumentar ou não os juros a curto prazo segundo Luiz Casrlos Pacheco, analista sênior da Consultoria.

No primeiro caso, afirma Pacheco, cada vez que há alguma definição sobre o quadro político brasileiro – para o bem ou para o mal, mas uma definição – o mercado tende a se acomodar um pouco e a cotação do dólar cai (isto é, o real se valoriza), sem falar nas intervenções totalmente artificiais do Banco Central. É certo que estamos relativamente longe de uma definição total (que seria a mudança completa do governo, ou uma completa guinada à ortodoxia do governo atual, o que é pouco provável), mas, à medida que o processo se define, a tendência é a de o dólar se acomodar. Como o país não se aguenta mais, nem com tantos escândalos, nem com tanta deterioração da sua economia, a tendência é que as coisas se acomodem num prazo relativamente curto e o dólar caia, mesmo que com oscilações para cima ou para baixo segundo o analista.

Outra pergunta importante é: até quando haverá esta indefinição política?

O primeiro prazo será dezembro e o segundo, abril/16, pelos estudos da consultoria Trigo & Farinhas. Se as forças contrárias ao governo não conseguirem o impeachment da presidente e a queda de Cunha até dezembro, tudo ficará para março/abril próximos, porque o país para nas férias. E como pode parar com tanta desgraça? É que a classe média e a classe empresarial estão se acomodando. Estão sofrendo, mas ainda dá para aguentar, cortando um pouco aqui outro ali e se mexem relativamente pouco (ou insuficientemente) para mudar a situação. Quem está realmente desesperado é o governo (Dilma, Lula e Cunha) cujos pescoços estão a prêmio e estão se mexendo muito para não cair, afirma Pacheco. Neste momento não sabemos quem vai ganhar, embora torçamos pela ortodoxia. Mas, qualquer dos lados que ganhe deverá levar a uma definição e esta definição à queda do dólar. Se eu fosse agricultor no Brasil, não plantaria soja para o próximo ano, mas milho, que tem tendência de alta.

Do lado do Fed americano, a perspectiva mais aceita neste momento é a de que o aumento da taxa de juros naquele país não deva ocorrer neste ano de 2015, dada a instabilidade da economia internacional (principalmente da China) de quem os EUA dependem muito para recuperar a sua.

Como conclusão, acreditamos que se deva aproveitar os (ainda) bons níveis dos preços do trigo e da soja para a fixação dos preços (em reais) das respectivas safras 2015/16 nos seus mercados futuros, antes que voltem a cair. E plantar milho, ao invés de soja, segundo Luiz Carlos Pacheco.

Serviço: Luiz Carlos Pacheco

Editor – https://www.linkedin.com/pub/luiz-carlos/30/862/21

Contatos: 00 55 41 3209-8542, 00 55 41 9826-3697

Skype/email: luiz.pach@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: