Dicas para as mamães que estão grávidas de meninas

gravida-de-8-meses

 

 

 

 

 

 

Ao engravidar, uma dúvida que corrói a cabeça das grávidas desde o início é: qual será o sexo do meu filho? Carol Chab, radialista e engenheira agrônoma grávida de primeira, viagem descobriu há um tempo o sexo do seu bebê: uma menina. E agora?

Bonecas, milhões de opções diferentes de roupas e enfeites, cortes de cabelo divertidos, maquiagem, sapatos, brincos e bijuterias… Querendo ou não (e apesar da cada vez maior igualdade dos sexos), o mundo feminino ainda traz maior diversidade do que o masculino no que diz respeito a esses aspectos citados – e isso é percebido desde cedo.

Porém, ter uma filha menina é muito mais do que se preocupar com o mundo cor de rosa e com a estética: é preciso se lembrar de que a mãe é o primeiro e o principal modelo que a filha tem para construir a sua própria personalidade, – apesar de, é claro, com o passar do tempo, desenvolver seu próprio gosto pessoal.

Segundo pesquisa realizada pela Fundação Kovacs, na Espanha, as meninas tendem a imitar o comportamento da mãe, enquanto os meninos copiam as ações do pai. “Além disso, também aprendi que grande parte do aprendizado se dá pela observação – por isso muitas meninas tornam-se vaidosas desde cedo, pois observam a mãe se arrumando e sentem vontade de fazer o mesmo”, comenta Carol.

Mas a vaidade é só um pequeno exemplo daquilo que as crianças copiam dos pais: é preciso passar e mostrar para eles, por meio de exemplos, atitudes boas nas outras áreas da vida, como a honestidade, humildade, a importância de estudar e trabalhar, respeito, tratar os outros com igualdade, etc. “Não existe maior responsabilidade do que ter um filho e saber de que ele depende inteiramente de você, pelo menos nos primeiros anos, para ser quem é”, diz Carol.

Especialmente para meninas, algumas atitudes são importantes no seu desenvolvimento, como, por exemplo, lembrá-la do quão bonita e especial ela é, – independente do que digam as revistas de moda ou os programas de televisão. “É preciso trabalhar a autoestima desde cedo,- e, além disso, todos gostam de elogios. Lembre-a sempre do quão especial ela é”, lembra Carol. Além disso, a mãe também precisa entender que a filha terá sua vida própria – ou seja, desenvolverá seu gosto pessoal para as coisas. “A mãe não pode ficar frustrada se a filha não gostar das mesmas coisas que ela, ou se, no futuro, não quiser seguir a carreira que a mãe sempre quis: não se projete nela. Demonstre seu apoio em qualquer caminho escolhido pela criança”, exalta.

Desde cedo, demonstre igualdade – mesmo em casa. Trabalhos domésticos não são só para meninas, e sim para todos que moram ali. Assim como, não é só porque ela é menina que precisa ganhar o jogo, – do tipo “deixa ela ganhar, ela é menina”. “Isso é errado. A educação vem de casa – e a preocupação com a igualdade também.”, diz Carol. Além disso, preciso ter em mente que, no geral, as meninas são mais precoces que os meninos, ou seja, deixam as fraldas antes, falam, questionam engatinham/andam, etc. “Por isso, incentive-a. Porém, independente do sexo, lembra-se sempre que crianças precisam crescer em um ambiente saudável, sendo respeitadas, cuidadas e amadas, só assim as elas crescerão independentes, confiantes, e prontas para transformar o mundo em um lugar melhor”, conclui Carol.

Serviço: ​ Rádio Mais AM 1120

Carol Chab e Ricardo Chab

Radialista e Engenheira Agrônoma; Radialista, Jornalista e Advogado

Telefone: (41) 3058-1120/9177-1773/3058-7406

Email: carolchab@radiomais.am.br

Sites: http://www.radiomais.am.br/portal/ e http://carolchab.com.br

Endereço: Rua Quinze de Novembro, 2175 | 8º andar, São José dos Pinhais | 83005-000.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: