Barra de cereal: é tudo o que diz ser?

Práticas, rápidas e dinâmicas. Podem ser carregadas no bolso, em pequenos espaços e consumidas em pouco tempo. Realmente as barras de cereais têm ganhado espaço nas refeições dos brasileiros. Introduzidas há aproximadamente uma década, as barras chegaram como uma alternativa saudável. Primeiramente ganharam adeptos no mundo do esporte radical, com o tempo conquistaram até executivos de banco.
Mas deve-se tomar cuidado: as barrinhas podem ser práticas, mas é ilusão acreditar que são boas fontes de energia quando substituem uma refeição. Elas não têm a qualidade nutritiva de um prato de comida normal, portanto devem ser ingeridas no meio da tarde ou da manhã, ou antes, de um exercício físico, por exemplo. A ideia de que elas são saudáveis também não corresponde totalmente à realidade, visto que contêm uma quantidade grande de açúcar e gorduras. Outro ponto a se ressaltar é que se devem priorizar alimentos naturais. As barrinhas servem bem para “quebrar um galho” entre as refeições, mas exagerar no consumo de industrializados nunca é bom.
Dr. Maximo Asinelli
Ao passar pela rua Professor Brandão, ali no Alto da XV, em Curitiba/PR, é fácil desviar a atenção para uma bela clínica com diversas especialidades, na esquina com a Almirante Tamandaré. É a Asinelli Clínicas, onde atende o Dr. Maximo Asinelli, um dos nutrólogos mais bem conceituados e palestrante conhecidos internacionalmente. 
Em seus 18 anos de trabalho, ensinando como se alimentar bem para manter as doenças bem longe, já recebeu diversos prêmios em reconhecimento aos seus serviços. Está ligado a diversas entidades da área como a Associação Brasileira de Nutrologia, Sociedade Latino Americana de Alimentação e Nutrição e Rede Latino Americana de Nutrigenômica entre outras. 
Em 2005, lançou o livro “O mundo mudou. A comida também”, em que explica as transformações dos alimentos devido às mudanças na forma de cultivo. Hoje, também ocupa o cargo de Médico Consultor para América Latina e Brasil da multinacional americana de suplementos alimentares em gel, Agel.
O especialista desenvolve pesquisas na área de nutrogenômica e nutrogenética, que podem trazer inúmeros benefícios ao tratamento de seus pacientes. Essas linhas de estudo que relacionam o genoma de cada pessoa e os nutrientes iluminarão o entendimento sobre como organismo trabalha tais elementos. “A nutrogenômica é um estudo particular do efeito que os nutrientes causam no funcionamento dos genes. Já a nutrogenética, analisa a forma de como esses nutrientes são aproveitados pelo nosso organismo”, explica Asinelli.
Doutor Maximo Asinelli (CRM-Pr 13037)
Médico Nutrólogo – www.clinicaasinelli.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: